Thug Life

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Thug Life
Informação geral

Thug Life, foi originalmente, um movimento social e desvinculado de ong's, criado pelo rapper Tupac, com intuito de diminuir as mortes banais e a violência nas áreas pobres e favelas dos EUA. Tal movimento tinha por objetivo, direcionar os "thugs" ou bandidos, sobre o que poderia e o que não poderia ser feito nas comunidades, como por exemplo; não poderiam haver mortes banais, seqüestros ou venda de crack à crianças e moradores das comunidades. Isso diminuiu drasticamente o número de assassinatos nas áreas mais violentas e gerou ódio por parte do governo americano.

O movimento era constituído por uma espécie de "10 mandamentos" dos membros de gangue. Desta maneira Tupac se denominava uma "ameaça a sociedade" em referência ao governo americano, por conseguir diagnosticar problemas sociais e ter apoio da comunidade desfavorecida americana, coisa que o governo não conseguia.

O nome "Thug Life" também foi utilizado para formar um grupo composto pelo rapper e seus amigos, Syke, Macadoshis, The Rathed R, e seu irmão por parte de pai Mopre. O grupo tem apenas um disco gravado, o Thug Life Volume 1 que foi lançado em 26 de setembro de 1994 e chega a vender disco de ouro, mas em 30 de outubro de 1994, Tupac Shakur é assaltado e baleado, logo em seguida em 14 de fevereiro de 1995 ele é acusado e condenado por assédio sexual (acusação que negou até sua morte).

Ser um Thug, é como ser um cara que é julgado "bandido" pela sociedade, os Thugs, tinham de saber três coisas essenciais:

  • 1. Você tem de proteger seu lugar de origem, por respeito
  • 2. Você vai ser preso.
  • 3. Talvez você morra em um tiroteio de gangues.

Origem e significado[editar | editar código-fonte]

Em meados de 1992, Tupac reuniu membros rivais dos Crips e Bloods para assinar o Código da Thug Life, evento que ficou conhecido como Truc Picnic que ocorreu na Califórnia. O código foi escrito por Pac e seu tio Mutulu Shakur com a ajuda de outros membros de gangue

A palavra Thug Life em tradução livre significa Vida Bandida, entretanto a sigla em inglês ganhou um significado mais profundo no movimento, as palavras "Thug" e "Life" eram formadas por letras iniciais de palavras que formavam frases de protesto.

A letra T é a inicial da palavra "The", o H é a inicial de "Hate", o U cuja a pronúncia em inglês é exatamente idêntica a palavra "You", o G de "Gave" , o L de "Lil'" que é o diminutivo de "Little", o I de "Infants", o F de "Fuck" e o E de "Everyone". Formando assim a frase: "The Hate U Gave Lil’ Infants Fucks Everyone" tradução ao português:"O ódio que você passa para as crianças fode todo mundo".

O Código T.H.U.G. L.I.F.E[editar | editar código-fonte]

O Código Thug Life é representado por 26 mandamentos[1] , que são uma espécie de código de ética entre membros de gangue.

  • 1. Os mais novos nesse jogo precisam saber que:
  1. Ficará rico
  2. Irá para cadeia
  3. Morrerá
  • 2. Líderes de gangue: Vocês são responsáveis pelo pagamento dos outros membros. Sua palavra deve ser como um contrato.
  • 3. Um rato em sua gangue é um rato em todas. Ratos são como doenças, cedo ou tarde iremos pegá-las.
  • 4. O líder de uma gangue deve selecionar um diplomata, e descobrir meios de resolver disputas. A união faz a força!
  • 5. Roubar carros em nossa área é contra o código.
  • 6. Traficar para crianças é contra o código.
  • 7. Fazer crianças traficarem é contra o código.
  • 8. Nada de tráfico nas escolas.
  • 9. Desde que o rato [2] Nicky Barnes abriu a boca, caguetar os irmãos virou uma prática comum para muitos. Não para nós.
  • 10. Caguetas fiquem longe daqui.
  • 11. Os garotos de azul (referência aos policiais) não fazem nada; nós fazemos. Controle a área e deixe-a segura para lazer.
  • 12. Não trafique para mulheres grávidas. Isto é assassinato infantil; isso é genocídio!
  • 13. Conheça seu alvo. Quem realmente é seu inimigo.
  • 14. Civis não são um alvo, devem ser poupados.
  • 15. Lesões em crianças não serão perdoadas.
  • 16. Atacar alguém em casa, onde sua família também mora não é permitido.
  • 17. Brutalidade sem sentido e estupros devem acabar.
  • 18. Nossos velhos não podem sofrer abusos.
  • 19. Respeitar nossas irmãs. Respeitar nossos irmãos.
  • 20. Mulheres do cotidiano devem ser respeitadas, se elas se derem ao respeito.
  • 21. Disputas armadas relativas a áreas de negócio dentro da comunidade devem ser tratadas com profissionalismo e fora do bairro.
  • 22. Sem tiroteio em festas.
  • 23. Shows e festas são territórios neutros, não atirem!
  • 24. Conheça o código, ele vale para todos.
  • 25. Seja sagaz, ande ao lado do código da Thug Life
  • 26. Proteja você mesmo o tempo todo.

Gangues de Watts, Compton e de várias outras cidades com altos índices de violência concordaram em usar o Código Thug Life.

Vários bairros dominados por gangues funcionavam por dentro do código e apesar dos incides de violência e mortalidade estarem aumentando, nos bairros que aderiram ao tratado não há índices relevantes de tiroteios em escolas, festas ou atuação de crianças em gangues[3] . Porém analistas de criminalística e jornalistas sugerem que o código Thug Life tenha sido esquecido[4] , mas esses analistas não observam o fato desses crimes que vão contra o código acontecerem somente em locais fora de Los Angeles (local onde se concentra a maior parte das gangues) e longe de territórios dominados pelos Crips e Bloods (principais -senão os únicos adeptos do tratado).

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Code of Thug Life Urban Dicionary. Visitado em 06 de dezembro de 2014.
  2. Nota: ratos em gírias americanas possui o significado de delator, traidor, cagueta
  3. Gangs Beyond Borders.
  4. The death of the Code of Thug Life The Globe and Mail. Visitado em 06 de dezembro de 2014.