ThunderCats (2011)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
ThunderCats
Os ThunderCats (PT)
ThunderCats (BR)
Informação geral
Formato Série de desenho animado
Duração 21-22 minutos
Criador(es) Tobin Wolf
País de origem  Estados Unidos
 Japão
Idioma original Inglês
Produção
Produtor(es) Sam Register
Tema de abertura "ThunderCats: Ho!", de Jules Bass e Bernard Hoffer
Exibição
Emissora de
televisão original
Estados Unidos Cartoon Network
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Transmissão original Cartoon Network
N.º de temporadas 1
N.º de episódios 26 (Lista de episódios)
Clássica (lista de episódios)
Cronologia
Último
Último
ThunderCats
Próximo
Próximo
Programas relacionados ThunderCats

ThunderCats é um reboot do famoso desenho animado da década de 1980, sendo produzido pelo estúdio americano Warner Bros., com animação fornecida pelo Studio 4°C do Japão. Esta versão estreou no dia 29 de julho de 2011 nos Estados Unidos e foi exibida no Brasil desde o dia 30 de abril de 2012, em ambos os países pelo Cartoon Network. No Brasil, também foi exibida no começo de 2012 pelo canal SBT e, em julho, voltou a ser transmitida, desta vez diariamente, no programa Bom Dia & Companhia. Em Portugal, foi exibida em Dezembro de 2013 pelo canal Panda Biggs.

História[editar | editar código-fonte]

Nesta nova versão, os Thundercats formaram um império no Terceiro Mundo, mas seu nível cultural é semelhante ao da Idade Média. Eles vivem em guerra com os lagartos, liderados por Escamoso. Lion-O é o jovem príncipe herdeiro, é filho do rei Claudus e por tradição deve herdar não só a coroa como a poderosa espada justiceira, na qual está encravado o olho de Thundera.

As lendas dizem que os antepassados dos Thundercats possuíam avançada tecnologia e venceram o feiticeiro Mumm-Ra, ficando livres para fundar o reino de Thundera. Entretanto, a tecnologia se perdeu e muitos até duvidam das lendas. O rei Claudus manda seus dois melhores oficiais, Panthro e Grune, em uma longa busca pelo Livro dos Presságios, cujos segredos podem esclarecer o passado de sua raça, mas Grune trai Panthro ao encontrar o lendário Mumm-Ra vivo e mata o velho companheiro de batalhas em troca do poder que o feiticeiro lhe oferece.

Aliando-se aos lagartos, Mumm-Ra e Grune lhes oferecem a antiga tecnologia para construírem armas superiores e aniquilarem Thundera. Em um ataque fulminante, eles exterminam os Thundercats e matam Claudus. Lion e seu irmão Tygra sobrevivem, auxiliados pelo sábio Jaga e sua aluna, Cheetara. Jaga lhes diz para encontrarem o livro e se sacrifica para que tenham tempo de fugir do exército dos lagartos.

Lion e sua equipe se completam com as crianças Willykat e Willykit, além do general Panthro, que havia sobrevivido e usado a tecnologia ancestral para construir o poderoso Thundertank. Cada episódio encerra uma lição que Lion deve aprender para que possa se tornar um grande líder e derrotar os inimigos, seguindo o conceito do primeiro seriado. As imagens são de alta qualidade e os roteiros foram adaptados ao contexto moderno. Muitos dos velhos personagens foram remodelados e a proposta básica é fiel ao original.[1]

Síntese da primeira temporada[editar | editar código-fonte]

Após a destruição do Reino de Thundera, Lion-O e seus companheiros iniciam a busca do livro sagrado dos ThunderCats, com o qual esperam derrotar Mumm-Ra e os lagartos. Ao tomar posse do livro, Lion é misticamente transportado por Jaga ao passado e descobre a origem de sua raça. Os gatos e todos os demais seres mutantes eram criações de Mumm-Ra, que se servia deles para procurar três pedras místicas dotadas de grande poder. Os gatos eram mais fortes e leais, por isso foram escolhidos como vigias dos outros mutantes, mas a escravidão era a condição de todos eles. Viajando em uma grande espaçonave, eles vasculhavam a galáxia em busca das pedras.

Um dos antepassados de Lion-O, Leo, obteve uma das pedras e a incrustou em uma espada, criando assim a lendária espada justiceira, com o místico olho de Thundera encravado nela. Ele e outros gatos planejaram uma revolta contra Mumm-Ra e, com a poderosa arma mística, Leo conseguiu derrotar o monstro em titânica batalha. Porém, a nave caiu em um planeta, mais tarde conhecido como Terceiro Mundo pelos seus habitantes, no qual os mutantes passaram a viver despojados de tecnologia e esquecidos de sua origem. As pedras restantes se espalharam pelo planeta e Mumm-Ra hibernou em uma pirâmide até ser acordado por Grune.

Nos demais episódios, Lion-O pretende reunir as pedras que faltam antes que Mumm-Ra o faça. Ele passa por várias situações que remetem o público ao mito da jornada do herói, no qual um jovem despreparado precisa aprender lições de sabedoria e crescer em poder para salvar seus amigos. Os vários personagens e as aventuras que Lion-O encontra pelo caminho o levam a crescer psicologicamente e a ganhar experiências, no que é ajudado pelos outros ThunderCats, que também possuem os próprios desafios; ou seja, o novo cartoon investiu também nos outros membros da equipe.

Tygra compete com o irmão, sente inveja por não ter sido escolhido como rei e disputa com Lion o amor de Cheetara. Panthro quer vingança de seu ex-companheiro Grune e acaba por derrotá-lo em uma luta emocionante na qual seus braços são amputados. Coadjuvantes como os elefantes-monges e os petalar tornam o seriado rico de simbolismos e reflexões. Os vilões clássicos foram redefinidos, agora são nítidos psicopatas e seu ataque maciço no final da temporada deixou um gancho convincente para novas e decisivas aventuras, principalmente explorando a intrigante relação de Mumm-Ra com Pumyra, que nesta versão se tornou uma traidora da própria espécie.

Episódios 26[editar | editar código-fonte]

Audiência[editar | editar código-fonte]

A primeira temporada se manteve com um público de cerca de 2 milhões de telespectadores.[2]

Dublagem[editar | editar código-fonte]

Personagem Original (em inglês) No Brasil
Lion-O Will Friedle[3] José Leonardo
Slithe (Escamoso) Dee Bradley Baker[4] Luiz Carlos Persy
Grune Clancy Brown[5] Leonardo Rabelo/ Ronaldo Júlio
Jaga Corey Burton[4] Isaac Bardavid
Cheetara Emmanuelle Chriqui[3] Adriana Torres
Mumm-Ra Robin Atkin Downes[5] Mauro Ramos
WilyKit Madeleine Hall[6] Érika Menezes
Claudus Larry Kenney[7] Hercules Fernando
Snarf Satomi Kōrogi[6] Élcio Romar
Tygra Matthew Mercer[7] Marco Ribeiro
Panthro Kevin Michael Richardson[3] Marcelo Torreão
Lynx-O[6] Carlos Seidl
WilyKat Eamon Pirrucello[6] Matheus Perissé
Pumyra Pamela Adlon[6] Andrea Suhett

Referências

  1. MIOTA, Thiago. Série baseada no clássico dos anos 80 consegue superar o que já era muito bom. Capital da Arte. Página acessada em 28 de agosto de 2011.
  2. Público da primeira temporada. Simon Picks, acessado em 31 de outubro de 2011.
  3. a b c Kevin Michael Richardson Discusses THUNDERCATS; Says Will Friedle Is Lion-O (UPDATED) Emmanuelle Chriqui is Voicing Cheetara (em en) collider.com (8 de março, 2011).
  4. a b Manny. Dee Bradley Baker Voicing Slithe; Corey Burton as Jaga? (em inglês) ThunderCatsNow.
  5. a b MCGOLIN, Matt. WONDERCON: THUNDERCATS (2011) PANEL REPORT AND TRAILER #2 (em en) Cosmic Booknews.
  6. a b c d e LOWRY, Brian (28 de julho, 2011). ThunderCats (em en) Variety.
  7. a b Meet The New ThunderCats Cast! (em en) MTV Geek.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]