Thunderball

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Thunderball
007 - Operação Relâmpago (PT)
007 contra a Chantagem Atômica (BR)
 Reino Unido
1965 • Cor (Technicolor) • 130 min 
Direção Terence Young
Produção Albert R. Broccoli
Harry Saltzman
Kevin McClory
Roteiro Jack Whittingham
Richard Maibaum
John Hopkins
Elenco Sean Connery
Claudine Auger
Adolfo Celi
Edmond O'Brien
Luciana Paluzzi
Género Acção
espionagem
Idioma Inglês
Música John Barry
Direção de arte Ken Adam
Direção de fotografia Ted Moore
Edição Ernest Hosler
Distribuição United Artists
Cronologia
Último
Último
Goldfinger (1964)
You Only Live Twice (1967)
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

Thunderball é um filme britânico de 1965 de acção, aventura e thriller, o quarto da série de James Bond. Dirigido por Terence Young (o mesmo de Dr. No e From Russia with Love), e com Sean Connery no papel principal, é uma adaptação da novela de mesmo nome de Ian Fleming.

Conhecido em Portugal como 007 - Operação Relâmpago e no Brasil como 007 contra a Chantagem Atômica, a história é sobre um sequestro de duas bombas atómicas por parte da SPECTRE que ameaça explodir uma cidade inglesa ou norte-americana se não receber um resgate de 100 milhões de libras em diamantes. O mundo não se quer render à chantagem e o MI6 envia Bond para tentar localizar as bombas nas Bahamas.

O filme foi marcado por uma batalha legal iniciada pelo produtor Kevin McClory, que alegando ser autor de parte dos argumentos do livro, processou Ian Fleming por plágio e a Eon Productions para impedir a produção do filme. Um acordo fez McClory produzir Thunderball, visto que Harry Saltzman e Albert Broccoli temiam um filme rival.

Resumo[editar | editar código-fonte]

Em Anet, França, James Bond assista a um funeral do coronel Jacques Bouvar. Fica triste por não ter sido ele a matá-lo pois Bouvar tinha matado dois dos seus colegas. Porém, à saida do funeral, repara que uma mulher de negro abre sozinha a porta do carro (algo que as mulheres não costumavam fazer na altura). Afinal de contas, "ela" é Jacques Bouvar disfarçado de mulher. Bond segue-"a" até ao castelo, enfrenta-o e mata-o e escapa com um jetpack até ao seu Aston Martin DB5. Dentro dele, Bond lança água contra os homens de Bouvard que o estavam a perseguir directamente através do carro.

Para recuperar, M envia Bond a uma clínica de recuperação e de bem-estar. Enquanto recebe uma massagem de Patricia Fearing, encontra-se com Count Lippe com uma tatuagem da Tong, uma organização criminal macaense. Bond tenta persegui-lo mas é visto por um paciente que tinha sofrido uma cirurgia plástica.

Lippe tenta matar Bond quando este se encontra na máquina de tracção espinal.Após fazer amor com a bela enfermeira Patricia Ferring nos chuveiros da clínica encontra Lippe que está numa sauna, tenta matá-lo bloqueando-o e aumentando a temperatura mas sem sucesso.Após fazer amor novamente com Patricia James Bond encontra um cadáver. Tratava-se de François Duval, um piloto francês da OTAN que pertencia a um grupo que utilizva aviões Avro Vulcan com duas bombas atómicas cada. Duval é substituído por um agente da SPECTRE, Angelo, cuja missão era interceptar o voo e roubar as bombas.

Angelo entra infiltrado com a equipa para o avião e, uma vez no ar, altera o fornecimento do oxigénio por um gás letal. O avião cai para dentro da água nas Bahamas. Angelo consegue respirar mas está preso pelo cinto e não consegue sair. Emilio Largo, o agente n.º2 da SPECTRE, aparece e mata Angelo cortando o fornecimento do oxigénio que provinha de uma comporta secreta. Largo roube as bombas e, com o seus homens, tapa o avião.

O roubo das bombas nucleares lança uma crise mundial. O MI6 chama todos os agentes 00. 007, a caminho da reunião, é alvo de uma outra tentativa de assassinato por parte de Lippe. Porém, um condutor de um motociclo mata-o primeiro através de uma metralhadora incorporada na moto.

Bond chega à reunião e recebe as ordens de M. No início, o MI6 queria enviá-lo para o Canadá mas ao ver uma fotografia da irmã de Duval, Domino, Bond reconhece a paisagem e afirma que ela está em Nassau, nas Bahamas.

Ao chegar à ilha, Bond encontra-se com Domino que por acaso é a namorada de Largo. Bond aproveita esta conexão para se aproximar do inimigo.

Mais tarde, 007 encontra-se com ele e joga uma partida de cartas. Bond, com as suas habilidades, ganha. Largo fica intrigado e vê que a relação entre Bond e Domino pode prejudicar os seus planos.

Uma personagem que não estava na obra original de Fleming é Fiona Volpe cujo objectivo é assassinar Bond a pedido de Largo.Após fazerem amor no quarto de hotel de Bond, Volpe tenta matá-lo durante uma festa local mas o agente escapa. Volpe reencontra-o num bar de dança, obriga-o a dançar com ela enquanto um guarda-costas o mira com uma arma. Bond apercebe-se e gira Fiona rapidamente levando ela com um tiro nas costas.

Mais tarde e vendo que o tempo estava a ficar escasso, Bond e o agente da CIA, Felix Leiter sobrevoam a zona marítima à procura do avião, e encontram-no afundado dentro do mar.Depois,Bond faz amor com Domino no oceano de Nassau e conta a ela que o seu irmão foi morto por Largo e pede ajuda para saber onde estão as bombas atómicas. Com a ajuda de Domino, Bond descobre que Largo quer detonar os explosivos em Miami Beach, Florida, nos EUA.

O agente 007 disfarça-se e entra no grupo de mergulhadores de Largo em direcção a uma gruta onde foram colocados os engenhos. Contudo, Largo descobre Bond e luta com ele e fecha-o na cave. O agente escapa-se e Leiter salva-o. 007 conta ao agente da CIA que Largo quer atacar Miami Beach e pede-lhe ajuda para travar a ofensiva. Leiter ordena uma patrulha de Navy Seals em que Bond junta-se a eles mais tarde.

Dá-se início à batalha náutica e Bond ajuda os Navy Seals com um engenho criado por Q. Quando a batalha termina, Largo escapa para o seu iate, o Disco Volante. O agente persegue-o e, uma vez a bordo, luta contra ele. Quando Largo está prestes a matar 007, Domino atira nele com um arpão, dando o golpe final para vingar a morte do seu irmão Duval. Bond e Domino escapam do Volante; o barco colide e explode. Bond e Domino são salvos por um Sky Hook.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o

Produção[editar | editar código-fonte]

Controvérsia dos direitos[editar | editar código-fonte]

A obtenção dos direitos de Thunderball não fora pacífica. A ideia nasceu de um projeto cinematográfico de 007 feito pela Xanadu Productions (Ian Fleming, Ernest Cuneo, Ivar Bryce, e Kevin McClory), iniciando com um conto de Cuneo, com o primeiro roteiro escrito por Jack Whittingham e McClory planejando escrever o texto final. Porém o projeto não deu certo e quando o acordo acabou, Fleming publicou o livro em 1961, sendo o único creditado. Quando o produtor Kevin McClory e o roteirista Jack Whittingham notaram que algumas das suas ideias estavam no livro, abriram um processo por plágio e falsa atribuição. Isso impediu que Thunderball se tornasse no primeiro filme da série, como os produtores da Eon desejavam, dando lugar a Dr. No. Num acordo fora dos tribunais em 1963, McClory recebeu os direitos para alguns conceitos e aceitou produzir uma adaptação de Thunderball para a Eon.

O acordo incluía não tentar outra adaptação de Thunderball por 12 anos. Após a expiração do prazo em 1976, McClory decidiu filmar outra versão, sendo impedido por um processo da United Artists. Nos anos 80, McClory, ajudado pelo produtor Jack Schwartzman e pela Warner Bros, conseguiu os direitos sobre os personagens de 007 num processo sobre a United Artists, sob a condição de que o filme não tivesse "James Bond", "007" ou "Thunderball" no título. Never Say Never Again, com Bond novamente interpretado por Sean Connery, foi lançado em 1983. McClory tentou outra adaptação nos anos 90 com a Sony Pictures, mas esta foi abandonada após a MGM o processar e, através de um acordo, a Sony desistir e ceder à MGM todos os direitos para produzir filmes de James Bond.

O filme[editar | editar código-fonte]

Thunderball, filmado em vários locais do mundo, foi o filme mais bem sucedido dos filmes 007 dos anos 60. Em 1952, Ian Fleming escreve Thunderball e foi adaptado por Richard Maibaum. O escândalo de plágio não preocupava o escritor e os produtores Saltzman e Broccoli decidiram avançar primeiro com Dr No.

O realizador Guy Hamilton não estava disponível por cansaço do filme Goldfinger. Terrence Young foi chamado bem como Ken Adam para criar mais um filme da série 007.

Porém, os desafios surgem logo antes das filmagens: 25% do filme é feito sob o nível da água. Cubby Broccoli contactou Ricou Browning, que já realizara trabalhos como Flipper, para criar as cenas aquáticas. Inédito na altura, alguns cenários tiveram que ser criados dentro da água.

Outro desafio surge: a escolha dos actores. A escolha para Domino mostrou-se ser complicada. Centenas de actrizes queriam o papel como Julie Christie, Raquel Welch e Faye Dunaway. Com uma boa proporção entre a ingenuidade e o sex-appeal, deram a oportunidade à antiga Miss França Claudine Auger. Luciana Paluzzi devia ser a actriz para interpretar Domino. Mas os produtores decidiram dar-lhe o papel antagónico: Volpe. A restante equipa composta por Desmond Llewelyn e Lois Maxwell voltou a trabalhar neste filme nas habituais personagens de Q e Miss Moneypenny.

As filmagens começam a 16 de Fevereiro de 1963 em Anet, ao mesmo tempo da estreia de Goldfinger em França. As sequência iniciais do filme juntavam acção, aventura e os engenhos de Q que neste filme o jetpack teve a sua admiração. Esta cena foi arriscada bem como a perseguição rodoviária em que uma mota lança um rocket a mais de 160 km/h (100 milhas por hora).

Ken Adam teve de desenhar o descartável iate Disco Volante em que muitos especialistas afirmavam que seria impossível juntar duas partes a serem separadas mais tarde. Os mini-submarinos foram construídos por Jordan Klein em que o próprio desenhista pensara que nunca ninguém iria construí-los.

A 22 de Março de 1965, a equipa muda-se para Nassau que, com a fama de Bond, nunca mais iria ser a mesma. Peter Lamont teve que espiar uma base aérea para recriar as bombas nucleares e o avião Vulcano. Outra cenas foram bem mais arriscadas dado ao perigo dos tubarões. Para proteger Connery dos animais, Ken Adam cria uma caixa de plexiglass em que dentro dela estaria um tubarão e Sean fora dela. Porém faltavam parte da peça que teve que ser substituída por uma grade de protecção. A cena teve uma grande realidade pois Sean Connery assusstara-se realmente. Um figurino teve que cobrar 250 libras para aceitar saltar em cima de um tubarão representando um homem a ser assassinado por Largo e lançado à piscina. Por fim, outro tubarão que aparentemente estava morto despertou e atacou o supervisor dos efeitos especiais John Stears.

A luta aquática incorporou 60 mergulhadores e tubarões tornando a filmagem um grande risco. Para o climax, os produtores pedem ao Coronel Charles Russhon ideias para a explosão do Disco Volante. Explosão essa que foi sentida a cerca de 50 quilómetros (30 milhas) de distância, em Nassau.

A luta entre Bond e Largo foi filmada nos estúdios da Pinewood quebrando grandes regras da altura do mundo do cinema.

Thunderball teve a sua estreia a 21 de Dezembro de 1965, três meses após o previsto. Esmagou um grande recorde de bilheteira. A James Bond mania torna-se numa febre com imensos produtos e brinquedos alusivos ao filmes.[1] .

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Neste filme existiram cenas com duas versões diferentes. Durante as cenas do jogo de cartas entre Bond e Largo, todas as vozes foram dobradas. Algumas frases foram cortadas como As coisas que faço pela Inglaterra dita por Bond.

O foguete usado por 007 na sequência inicial funcional já fora utilizado em Super Bowl e fora mostrada numa exposição mundial em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

O Aston Martin DB5 do filme anterior Goldfinger reaparece com um canhão de água. Como não havia espaço no carro para um tanque, a água teve de ser expelida por um tanque dos bombeiros.

O diminuto respirador usado por James Bond era apenas dois cilindros pintados com um pequeno bucal, visto que era implausível (não há um lugar para a saída das bolhas de ar, por exemplo). Sean Connery e os dublês apenas seguravam o fôlego e logo depois recebiam ar. O efeito ilusório chegou ao exército britânico quando o supervisor Peter Lamont recebeu uma ligação dos engenheiros. Perguntaram-lhe quanto tempo poderia ser usado abaixo da água e Lamont respondeu "Quanto tempo você consegue prender a respiração?" afirmando assim que era apenas uma montagem.

Local das filmagens[editar | editar código-fonte]

Thunderball foi rodado em:

Banda sonora[editar | editar código-fonte]

Mais uma vez, John Barry compõe uma banda sonora para a série 007. Como o disco da trilha sonora fora antecipada para as lojas enquanto Barry compunha ainda, não tinha músicas da segunda metade do filme (só lançou-se a trilha completa em 1997).

O tema inicial para os créditos era "Mr Kiss Kiss Bang Bang" (título tirado de uma matéria italiana sobre 007), composto por Barry e Leslie Bricusse e considerado para Shirley Bassey mas gravado por Dionne Warwick. Porém os produtores não queriam um tema com título diferente do filme. O letrista Don Black fora chamado, e em um fim de semana Black e Barry compuseram "Thunderball", gravado pelo cantor galês Tom Jones, que desmaiou ao cantar a nota final.[2] "Mr Kiss Kiss Bang Bang" fora lançado apenas na década de 1990. O cantor Johnny Cash compôs um tema para o filme, mas os produtores recusaram.[3]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Thunderball foi um dos filmes mais vistos na época: cerca de 140 milhões de ingressos foram conseguidos mundialmente à estreia, com um faturamento de 141,2 milhões de dólares (960 milhões ajustado á inflação)[4] . O supervisor de efeitos especiais John Stears ganhou o Oscar por seu trabalho em 1966, e o desenhista de produção Ken Adam fora indicado ao BAFTA.[5]

É frequentemente citado por fãs como um dos melhores da série.[6] [7]

Referências

  1. Grande parte da secção prdução é baseada no documentário "Inside Thunderball" do DVD Edição Especial 2000 de registo 155/2000 da IGAC - Inspecção das Actividades Culturais - Portugal
  2. Entrevista com Tom Jones (em inglês).
  3. Bitter Cinema piece on Johnny Cash's Thunderball (em inglês).
  4. Thunderball. The Numbers. Nash Information Service. Página visitada em 4-12-2007.
  5. Prémios atribuidos
  6. James Bond's Top 20. IGN (17-11-2006).
  7. Norman Wilner. Rating the Spy Game. MSN.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • The Making of Thunderball: Thunderball Ultimate Edition, Disco 2 [DVD]. MGM/UA Home Entertainment.
  • John Cork, Terence Young, Luciana Paluzzi, Desmond Llewelyn, Lois Maxwell, Rose Alba, Molly Peters, John Barry, Bert Luxford, Ken Adam, e Ricou Browning. Comentário em áudio 1 de Thunderball, Ultimate Edition, Disco 1 [DVD]. MGM/UA Home Entertainment.
  • John Cork, Peter Hunt e John Hopkins. Comentário em áudio 2 de Thunderball, Ultimate Edition, Disco 1 [DVD]. MGM/UA Home Entertainment.
  • The Thunderball Phenomenon: Thunderball Ultimate Edition, Disco 2 [DVD]. MGM/UA Home Entertainment.
  • (em inglês) Notas de produção de Thunderball

Ligações externas[editar | editar código-fonte]