Thunderbolt (interface)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Thunderbolt é uma interface de comunicações desenvolvida pela Intel com auxílio técnico da Apple inc., atingindo patamares de conexão de 10 Gb/s (duas vezes acima do padrão Universal Serial Bus 3.0 (USB 3.0)), atuando de forma bidirecional, ou seja, envia e recebe os dados ao mesmo tempo (a chamada comunicação full-duplex) sem perda de velocidade em ambos os sentidos. Assim, o Thunderbolt chega com uma tecnologia que além de oferecer altas taxas de transferências, também possibilita interconexão com os mais variados tipos de dispositivos disponíveis no mercado. Durante a pesquisa e desenvolvimento da interface ela foi chamada de Light Peak. Os primeiros notebooks com a interface Thunderbolt são os MacBook Pro lançados pela Apple Inc. em 24 de fevereiro, 2011. [1] [2]

Principais características[editar | editar código-fonte]

  • Transferência de dados bidirecional e dual-channel com velocidade de 10 Gb/s;
  • Dados e vídeo em um único cabo com Dual-protocol (PCI Express* e DisplayPort*)
  • Conecta diversos computadores;
  • Compatível com os atuais dispositivos DisplayPort*;
  • Usa drivers de protocolo de software nativos da PCI Express* e da DisplayPort*;
  • Alimentação via cabo para dispositivos alimentados pelo bus (apenas cabos elétricos);

Camada física[editar | editar código-fonte]

Os conectores Thunderbolt são fisicamente similares aos conectores Mini DisplayPort (concorrentes diretos dos conectores HDMI). A interface Thunderbolt suporta as saídas de DVI, HDMI, DisplayPort e VGA através de adaptadores. A Intel, principal desenvolvedora dessa interface, iniciou sua produção com cabos feitos de fibra óptica (por conta disso por um tempo ela deu o nome de Light Peak a ele) podendo chegar até 100 m de comprimento, porém, devido à complexidade de manuseio bem como seu custo, ela acabou tendo que fazer uso do bom e velho conhecido cobre que, na média, pode chegar até 3 m de comprimento. Mesmo assim, a empresa ainda cogita no futuro fazer uso da fibra, que além de permitir maiores extensões aos cabos, pode alcançar taxas de até 100 Gb/s. O mesmo conector é usado tanto para cabos elétricos como para cabos ópticos. Os cabos elétricos podem ter até 3 m de comprimento, já os ópticos podem ter dezenas de metros. [3] .

Esse padrão ainda possibilita conexão com até seis dispositivos, funcionando em cadeia um conectado ao outro, atentando para o fato de que dois desses podem atuar no DisplayPort, uma boa notícia para quem deseja a conexão entre vários monitores. Em um exemplo dado pela própria Intel, é possível conectar um HD externo a um monitor e este a um notebook. Os dados do HD podem então serem acessados pelo laptop. É bom saber que na hora de fazer a conexão entre vários dispositivos se o primeiro for de uma tecnologia que opera com taxas muito inferiores, pode influenciar no desempenho dos demais, sendo então aconselhável colocá-lo no final da cadeia.

A documentação da Intel cita que cada porta possui 2 canais full-duplex e que cada canal pode transmitir até 10 Gb/s em ambas as direções. O conector tem 4 pares de sinais diferenciais e como isso se traduz em uma capacidade full-duplex de 10 Gb/s não está muito claro, pois isso requereria essa velocidade em cada par. A Intel documenta que a codificação 8b/10b encoding é utilizada, tal como na PCI Express 2.0 operando em 5 GHz, e não como a PCI Express 3.0 que opera a 8 Gb/s com a codificação 128b/130b, porém esse assunto ainda merece esclarecimentos adicionais.

Interessante é notar que o gerenciamento da porta Thunderbolt é feito por um pequeno chip controlador, fazendo com que a tecnologia não seja diretamente dependente de um chipset ou mesmo do processador para funcionar. No que se refere à alimentação elétrica, cada porta Thunderbolt pode oferecer 10 W de potência, com o fornecimento de energia sendo feito pelo mesmo cabo utilizado para dados.[4]

Camada de transporte[editar | editar código-fonte]

A interface Thunderbolt tem uma camada de transporte por pacotes com suporte a Qualidade de serviço (telecomunicações). Ela pode multiplexar o tráfego da PCI Express e da interface DisplayPort no mesmo link.

Com o seu protocolo de tempo, é possível que os dispositivos se sincronizem em 8 ns.

Segundo a Apple, "Com a nova porta Thunderbolt você encadeia até seis dispositivos, incluindo sua tela, compondo uma estação de trabalho do mais alto nível."

Camada de aplicação[editar | editar código-fonte]

Os protocolos PCI Express e DisplayPort são mapeados de maneira transparente na interface Thunderbolt. Os dispositivos conectados através dessa interface podem ser controlados através dos drivers dos sistemas operacionais. A proposta desta tecnologia é a de facilitar ao máximo a vida do usuário, por isso, uma única porta Thunderbolt permite a transmissão de dados de áudio e de vídeo, conexão Ethernet e até mesmo de energia para alimentação dos dispositivos conectados, dispensando, muitas vezes, uma fonte de eletricidade exclusiva.

Thunderbolt 2[editar | editar código-fonte]

Em nível físico, as conexões Thunderbolt 1 e 2 são idênticas, porém ao nível lógico, a segunda geração da tecnologia permite agregação de canal, onde os dois canais de 10 Gb/s que eram separados podem agora ser combinados em um canal lógico simples de 20 Gb/s. A Intel afirma que este protocolo será capaz de transferir um vídeo de qualidade 4K. Thunderbolt 2 incorpora o suporte ao DisplayPort 1.2, que permite streaming de vídeo 4K a um simples monitor ou dois monitores QHD, e é retro-compatível com os cabos e conectores Thunderbolt.[5] O primeiro produto para o mercado que incorpora esta tecnologia é uma placa-mãe ASUS, anunciada em 19 de agosto de 2013.[5]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Kim, Arnold. 13-Inch MacBook Pro Specs, Photos, Light Peak Known As Thunderbolt? [Confirmed]. Visitado em 24 de Fevereiro de 2011.
  2. Kim, Arnold. Intel to Launch 'Thunderbolt' on Thursday? MacBook Pros to Follow?. Visitado em 24 de fevereiro de 2011.
  3. [Technology brief for Thunderbolt technology Intel: Technology brief]. Visitado em 24 February 2011.
  4. Tecnologia Thunderbolt, Página visitada em 20 de Fevereiro de 2013
  5. a b Intel's Thunderbolt 2: Everything You Need to Know - Anandtech obtido em 14 de setembro de 2013 (em inglês). Visitado em 15 de setembro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Apple logo black.svg Portal Apple Inc.