Tiê-sangue

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaTiê-sangue
Macho

Macho
Fêmea
Fêmea
Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Passeriformes
Família: Fringillidae
Thraupidae
Género: Ramphocelus
Espécie: R. bresilius
Nome binomial
Ramphocelus bresilius
(Linnaeus, 1766)
Sinónimos
pipira, sangue-de-boi[1]
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Tiê-sangue
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Tiê-sangue

Ramphocelus bresilius (L.), conhecido popularmente como sangue-de-boi, canário-baeta, tapiranga, tié-fogo, tié-piranga, tié-sangue, tié-vermelho e tiê-sangue[2] , É uma ave sul-americana passeriforme da família dos traupídeos, reconhecida pela beleza de sua plumagem vermelha.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Tiê" e "tié" se originaram do tupi ti'ê.[1] "Baeta" é um tecido felpudo de lã[3] . "Tapiranga" veio do tupi tapi'rãga, "plumagem vermelha"[4] . "Tié-piranga" veio do termo tupi para "tié vermelho"[5] .

Características[editar | editar código-fonte]

A plumagem do macho é de um vermelho-vivo, que lhe deu origem ao nome. Parte das asas e da cauda são pretas. A espécie apresenta dimorfismo sexual, sendo que a plumagem da fêmea é menos vistosa, de cor parda.

Distribuição[editar | editar código-fonte]

O tiê-sangue é encontrado na porção oriental do Brasil, da Paraíba até Rio Grande do Sul. Vive em áreas desmatadas ou em campos sujos, capoeiras baixas e restingas.

Alimentação[editar | editar código-fonte]

O tiê-sangue é frugívoro, tendo predileção pelos frutos da embaúba, árvore que é bastante comuns em áreas em recuperação,se encontra em cidades também do litoral bem como em locais próximos a cursos ou reservas de água. O tiê-sangue, apesar de não raro ser vítima de contrabando, não se encontra imediatamente ameaçado de extinção.

Referências

  1. a b FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p. 1 675
  2. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 1 545, 1 546.
  3. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 218.
  4. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 1 649.
  5. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 1 336.
Ícone de esboço Este artigo sobre aves passeriformes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.