Tibério Júlio Celso Polemeno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma estátua de mármore de Celso, atualmente no Museu Arqueológico de Istambul

Tiberius Julius Celsus Polemaeanus (em grego: Τιβέριος Ιούλιος Κέλσος Πολεμαιανός) comumente conhecido por Celso (d.C 45 - d.C 120) foi um cidadão grego da Roma Antiga que se tornou um senador romano, e serviu como um cônsul romano em 92 e governador da Ásia (105-107). Celso Polemaeanus era um cidadão rico e popular e benfeitor de Éfeso, e foi enterrado em um sarcófago debaixo da famosa Biblioteca de Celso, que foi construída como um mausoléu em sua homenagem por seu filho Gaius Julius Aquila.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ele nasceu em 45 d.C numa família de origem grega em Sárdis ou Éfeso. Seus familiares eram sacerdotes em Roma e eram oriundos de Sárdis na Ásia Menor. Pra eles haviam sido concedida a cidadania romana, e alguns deles ocupou cargos oficiais a serviço do Império Romano. Em 69, durante o Ano dos quatro imperadores, quando Celso foi ao lançamento de sua carreira eqüestre, ele e sua legião aclamou o imperador Vespasiano. Depois que Vespasiano solidificou seu controle do Império, ele recompensou Celso elevando-o à classe senatorial. Celso passou a ocupar o primeiro lugar aberto para aristocratas romanos do Senado, tornando-se cônsul suffect (um cônsul romano eleito para completar o mandato de quem desocupou o cargo antes do final do mandato) em 92. Em 105, foi nomeado proconsular governador da província romana da Ásia pelo imperador Trajano.

Biblioteca de Celso[editar | editar código-fonte]

A Biblioteca de Celso em Éfeso foi construída para homenagear Tiberius Julius Celsus Polemaeanus após sua morte. Ele pagou para a construção da biblioteca de sua própria riqueza pessoal, e deixou uma grande soma de dinheiro para sua construção, que foi realizado por seu filho Gaius Julius Aquila. A biblioteca foi construída para armazenar 12.000 rolos de papel e servir como um túmulo monumental de Celso. A biblioteca é uma cripta que contém o seu sarcófago e um monumento sepulcral de Celso.