Tigre-da-indochina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaTigre-da-Indochina
Tigre-da-indochina no Tierpark Berlin.

Tigre-da-indochina no Tierpark Berlin.
Estado de conservação
Status iucn3.1 EN pt.svg
Em perigo
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Família: Felidae
Género: Panthera
Espécie: P. tigris
Subespécie: P. t. corbetti
Nome trinomial
Panthera tigris corbetti
( Mazák, 1968)
Distribuição geográfica
Distribuição do Tigre-da-indochina, em vermelho.
Distribuição do Tigre-da-indochina, em vermelho.

O tigre-indochinês (panthera tigris corbetti) também conhecido como tigre-de-Corbett ou tigre-da-indochina, é uma das 6 subespécies de tigre ainda existentes hoje em dia. Seu nome científico foi batizado em homenagem ao caçador britânico do começo do século XX, que se transformou em um conservacionista, Jim Corbett.

Características[editar | editar código-fonte]

Tigre-indochinês em Zoológico.

O tigre da Indochina é um animal solitário. Seu comportamento esquivo tornou-os difíceis de observar e estudar em estado selvagem, por isso há pouco conhecimento sobre eles.

Quando comparado com outras subespécies de tigre, o tigre-da-Indochina é geralmente menor em estatura(cernelha). Outra distinção que os diferencia é suas listras mais estreitas e um laranja mais profundo e mais vibrante de sua pelagem, que é por vezes referida como dourada/ouro.

Família de tigres-da-indochina. Em zoo de Berlim, Alemanha.

Os machos possuem entre 2,20 e 2,40 metros de comprimento total, pesando entre 150 e 200 quilos; já as fêmeas possuem entre 2 e 2,20 metros de comprimento total, pesando entre 100 e 130 quilos. Têm em média 86 cm na altura da cernelha.

Esses tigres se alimentam principalmente de ungulados de médio a grande porte, como o veado sambar, porcos selvagens, serows(Capricornis milneedwardsii maritimus) e grandes bovinos, como o gauro e o banteng.

Distribuição geográfica[editar | editar código-fonte]

tigre-indochinês em zoo.

O tigre-da-Indochina se distribui pelo Sudeste Asiático, mais precisamente sudeste da China, Tailândia, Laos, Camboja, leste de Mianmar, Vietnã e norte da Malásia. Em algumas áreas de sua distribuição original está extinto, como por exemplo a região leste do Vietnã.

Número atual[editar | editar código-fonte]

Se estima que o atual número de tigres da subespécie indochinesa varie entre 1200 a 1800 exemplares na natureza, sendo a subespécie mais numerosa depois do tigre de Bengala.

Principais ameaças[editar | editar código-fonte]

Os tigres da Indochina sofrem basicamente dos mesmos problemas que as outras subespécies de tigre:

  • A destruição de seu habitat original para dar lugar a fazendas, cidades, indústrias, represas e pastagens para gado, o que ocasiona o isolamento das populações, dificultando assim a reprodução e contribuindo para a ocorrência de cruzamentos consanguíneos, os quais prejudicam geneticamente a espécie;
  • A caça ilegal, seja para extrair seus órgãos e ossos para abastecer a medicina chinesa, por sua pele, por esporte ou em retaliação aos ataques contra o gado dos fazendeiros;
  • Além disso ao longo do século XX enfrentou as várias guerras nas quais a região passou, dentre elas a Segunda Guerra Mundial, as guerras de independência e a Guerra do Vietnã.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

http://www.theanimalfiles.com/mammals/carnivores/tiger.html

http://www.iucnredlist.org/details/136853/0

http://www.tigers.org.za/indochinese-tiger.html#.U_1nFPldW-0

http://www.worldwildlife.org/species/indochinese-tiger