Tigre de Champawat

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O caçador Jim Corbett posa ao lado do animal morto

O Tigre de Champawat foi uma lendária fêmea de Tigre-de-bengala responsável pela morte comprovada de 436 pessoas (muitas das quais devoradas) na região indiana de Kumaon (no estado de Uttarakhand) e na fronteira entre a Índia e o Nepal durante o final do século XIX e início do século XX. Ela foi caçada e morta em 1907 pelo caçador britânico Jim Corbett.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Após ter matado 200 pessoas no Nepal, a tigresa passou a ser caçada pelo exército nepalês, migrando para a região do Rio Sārda, atravessando a fronteira indiana até chegar ao distrito de Kumaon. Ali continuou sua caçada humana, vitimando mais 236 pessoas. Todos os seus ataques seriam feitos durante a luz do dia e as tentativas de caçá-la eram infrutíferas, por conta da agilidade e ousadia do animal. Ela percorria regiões ermas de estradas e aterrorizava os moradores dos povoados do distrito de Kumaon com seus rugidos. No ano de 1907, a tigresa matou uma jovem de 16 anos na vila de Champawat. Nesse mesmo dia, o caçador Jim Corbett a matou com um tiro de espingarda após um longo cerco que envolveu os 300 moradores da vila.* [2]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • CORBETT, Jim; Man Eaters Of Kumaon; 1944
  • MASON, Paul; The world's most dangerous animals;Raintree, Chicago,2007 ISBN 978-1-4109-2485-8.
  • MILLS, Stephen; Tiger; Firefly Books,2004;ISBN 978-1-55297-949-5
  • MISHRA, Hemanta; OTTAWAY, Jr, Jim; Bones of the Tiger: Protecting the Man-Eaters of Nepal; Globe Pequot, 2010 ISBN 978-1-59921-491-7.

Referências

  1. MILLS, Stephen. Tiger. [S.l.]: Firefly Books, 2004. 99 pp. 978-1-55297-949-5.
  2. CORBETT, Jim (1944). Man Eaters Of Kumaon. Visitado em 19 de maio de 2012.
Ícone de esboço Este artigo sobre Felídeos, integrado ao WikiProjeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.