Tim Paterson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Março de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Tim Paterson (nascido em 1956 ou 1957) é um programador americano, mais conhecido por ser o autor do sistema operativo QDOS ("Quick and Dirty Operating System", que em português significa Sistema operacional rápido e de baixa qualidade).[1]

Em 1980 o engenheiro de 24 anos, que trabalhava para a Seattle Computer Products, desenvolveu um "clone" do sistema operativo CP/M, criado por Gary Kildall da Digital Research batizando-o de QDOS.[1] Em 1981, vende os direitos de autor por $50.000 à Microsoft, que redenomina o produto de MS-DOS (Disk Operating System).[1]

A Microsoft contratou o eng. Paterson, para que trabalhasse 4 dias por semana, fazendo algumas alterações e melhoramentos para o tornar mais funcional e operacional no que viria a ser o mais popular sistema operativo da época para computadores pessoais. A Seattle Computer Products, depois de perder Paterson, não conseguiu mais se manter no mercado, e foi fechada em 1986.[1]

Paterson recebeu algumas ações da Microsoft e hoje está aposentado de toda a atividade profissional, mas recorda com melancolia que alguma vez pudesse tornar-se num dos homens mais ricos do mundo.

Referências

  1. a b c d Brian E. Banks, C: An On-Line Programming Course (1999), 1.1 History - Hardware [em linha]
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.