Timbaúba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Timbaúba
Bandeira de Timbaúba
Brasão de Timbaúba
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 8 de Abril
Fundação 8 de abril de 1879 (135 anos)
Gentílico timbaubense
Prefeito(a) Júnior Rodrigues (PSB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Timbaúba
Localização de Timbaúba em Pernambuco
Timbaúba está localizado em: Brasil
Timbaúba
Localização de Timbaúba no Brasil
07° 30' 18" S 35° 19' 04" O07° 30' 18" S 35° 19' 04" O
Unidade federativa  Pernambuco
Mesorregião Mata Pernambucana IBGE/2008[1]
Microrregião Mata Setentrional Pernambucana IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Ao norte com o estado da Paraíba, ao sul com Vicência, a leste com Ferreiros (Pernambuco), Aliança (Pernambuco) e Camutanga e a oeste com Macaparana.
Distância até a capital 100 km
Características geográficas
Área 289,511 km² [2]
População 53 844 hab. estatísticas IBGE/2014[3]
Densidade 185,98 hab./km²
Altitude 102 m
Clima Tropical As'
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,618 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 476 937 mil IBGE/2011[5]
PIB per capita R$ 8 899 90 IBGE/2011[5]
Página oficial

Timbaúba é um município localizado na Zona da Mata Norte do estado de Pernambuco, na região Nordeste do Brasil. O município abrange 4 distritos: Vila Cruangi, Queimadas, Livramento de Tiuma e Catucá além dos povoados. Timbaúba foi uma forte influência no comércio da rede e do calçado, grande parte da população em meados do século XX sobreviviam do comércio da rede. O município já teve várias fábricas de calçados onde venderam tanto no Brasil quanto no exterior onde passaram a criar: "made in Timbaúba"

Topônimo[editar | editar código-fonte]

"Timbaúba" é derivado do termo tupi timbo'ïwa, que significa "árvore da espuma"[6] . É uma referência à Stryphnodendron guianense, uma árvore da família das leguminosas[6] , também conhecida como Timbaúva.

História[editar | editar código-fonte]

O território do atual município de Timbaúba pertencia à Capitania de Itamaracá, doada a Pero Lopes de Souza. A capitania estendia-se desde a foz do Rio Santa Cruz, ao Sul da Ilha de Itamaracá, até a Baía da Traição, ao Norte, numa extensão de 86 léguas de terra no litoral e, daí, atingia até o meridiano de Tordesilhas. No início, a economia era baseada na exploração do pau-brasil.

Em meados do século XVIII, chegaram, naquelas áreas, habitantes de Tejucupapo, de Goiana e do núcleo habitacional Igarassu.

Na primeira metade do século XIX, à margem direita do Rio Capibaribe Mirim, também conhecido como Rio das Capivaras, surgiu um núcleo populacional, onde havia uma feira. Nas proximidades do povoado, havia uma fazenda conhecida pelo nome Árvore de Espuma, pertencente ao português Antônio José Guimarães, que, além das suas atividades agropastoris, mantinha um estabelecimento comercial onde vendia tecidos e gênero diversos. Antônio José Guimarães, que havia conquistado posição de destaque na localidade, impôs a transferência da feira para o pátio de sua fazenda. Começou daí a formação de um novo povoado. Com auxílio da população, a esposa do fazendeiro fez construir uma capela em homenagem a Nossa Senhora das Dores.

Em 1873, no dia 28 de maio, por força da Lei 1 103, da Assembleia Provincial de Pernambuco, foi criada a paróquia. Com um crescente desenvolvimento social e econômico, os timbaubenses procuraram sua emancipação política. Esta foi obtida com a promulgação da Lei 1 363, de 8 de abril de 1879, assinada pelo presidente da província, Adolfo de Barros Cavalcanti, que criou o município e comarca de Timbaúba, sendo a povoação elevada à categoria de vila.


Geografia[editar | editar código-fonte]

Relevo[editar | editar código-fonte]

O município de Timbaúba encontra-se na unidade geoambiental do Planalto da Borborema, com altitude variando entre 650 a 1.000 metros. O relevo é movimentado, com vales profundos e estreitos dissecados. Os solos variam com a altitude. Nas Superfícies suave onduladas a onduladas, ocorrem os Planossolos, medianamente profundos, fortemente drenados, ácidos a moderadamente ácidos e fertilidade natural média. Nestas altitudes também ocorrem solos Podzólicos, que são profundos, textura argilosa, e fertilidade natural média a alta. Nas elevações ocorrem os solos Litólicos, rasos, textura argilosa e fertilidade natural média. Planossolos, medianamente profundos, imperfeitamente drenados, textura média/argilosa, moderadamente ácidos, fertilidade natural alta e problemas de sais surgem nos Nos Vales dos rios e riachos. Verfica-se ainda afloramentos de rochas.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A vegetação nativa é composta por Florestas Subcaducifólica e Caducifólica, típicas do agreste. Biomas: Caatinga e Mata Atlântica.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município de Timbaúba encontra-se inserido nos domínios da bacia hidrográfica do Rio Goiana. Seus principais tributários são os rios: Tiuma, Mulungu, Capibaribe e Cruangi, além dos riachos: Boqueirão, Lopes, Massaranduba, Pindoba e Coité. Os principais corpos de acumulação são os açudes: do Alemão, Tavares e Água Azul. Todos os cursos d'água no município têm regime de escoamento intermitente e o padrão de drenagem é o dendrítico.

Economia[editar | editar código-fonte]

Timbaúba possuiu inúmeros engenhos de açúcar na época colonial, mas atualmente se destaca o engenho açucareiro Usina Cruanji, onde são empregadas milhares de pessoas. Atualmente, embora não tenha perdido sua vocação agrícola produtora de açúcar, dedica-se as atividades comerciais por estar situada nas proximidades de várias pequenas cidades do interior de Pernambuco. Também fazem parte de sua economia a pecuária, lavoura permanente, lavoura temporária, produção agrícola de cereais, leguminosas e oleaginosas, e a extração vegetal ligada à silvicultura.

O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal-IDH-M é de 0,649. Este índice situa o município em 53o no ranking estadual e em 3792o no nacional.

Terra do mega investidor Roberto Viana.[7] [8] [9]

Educação[editar | editar código-fonte]

O município de Timbaúba conta atualmente com 40 Escolas Públicas Municipais, sendo 28 delas situadas na Zona Rural e 12 na Zona Urbana, 13 escolas Particulares e 9 estaduais, totalizando 62 escolas.

Ensino Básico[editar | editar código-fonte]

Escolas Particulares[editar | editar código-fonte]

  • Colégio Cenecista Rodolfo Ferreira Lima
  • Escola Santa Maria
  • Colégio Timbaubense
  • Escola Carrossel
  • Escola Ideal
  • Escola Santa Joana
  • Escola Renascer
  • Escola Polegar
  • Escola Hadassa Vingren de Andrade
  • Escola Raio de Luz
  • Escola Arco Íris
  • Escola Bom Jesus
  • Centro Educacional Rita Soares da Silva (Sapucaia)

Escolas Públicas Estaduais[editar | editar código-fonte]

  • Escola Ana Eufrásia Cabral de Moura
  • Escola de Ensino Fundamental Clóvis Salgado
  • Escola de Referência em Ensino Médio Jáder de Andrade
  • Escola de Referência em Ensino Médio de Timbaúba (EREMT)
  • Escola Prof.ª Elisabeth Lyra
  • Escola Prof. João Roberto Moreira
  • Escola Professor José Mendes da Silva
  • Escola Mariana Ferreira Lima

Escolas Públicas Municipais[editar | editar código-fonte]

  • Escola Alaíde Muniz Dias
  • Escola Alice Muniz de Oliveira
  • Escola Antônio Xavier de Morais Neta
  • Escola Bernardo Vieira de Melo
  • Escola Cel. João de Andrade
  • Escola Cel. Manuel Caetano
  • CIES Fernando Andrade de Queiroz
  • Escola Cristo Redentor
  • Escola Municipal Dom Bosco
  • Escola Municipal Dom Expedito
  • Escola Dom Vital
  • Escola Dr. Antônio Galvão Cavalcanti (Municipal)
  • Escola Dr. João Ferreira Lima
  • Escola Elvira de Albuquerque Maranhão
  • Escola Emília Cavalcanti de Morais Neta
  • Escola Engenheiro Mário de Queiroz Galvão
  • Escola de Mocós
  • Escola Estrela do Campo
  • Escola Félix Tavares de Oliveira
  • Escola Ferreira Lima Filho
  • Escola Francisca Gonçalves da Silva
  • Escola Irmã Albertina Shmidt
  • Escola João Feliciano Dias
  • Escola João Francisco de Souza
  • Escola João Monteiro
  • Escola José Bolivar de Melo
  • Escola José de Alencar
  • Grupo Municipal José Moacir Filho
  • Escola Leão XIII
  • Escola Manoel Ferreira da Costa Azevedo
  • Centro Educacional Maria Emília Dutra Ferreira Lima
  • Escola Maria Emília Vasconcelos
  • Escola Mestre Conrado
  • Escola Municipal Nossa Senhora Aparecida
  • Escola Nossa Senhora de Fátima
  • Escola Nossa Senhora de Fátima II
  • Escola Municipal Prof.ª Dulce Rodrigues
  • Escola Santa Inês
  • Escola Santo Antônio
  • Escola Terezinha de Jesus

Ensino Superior[editar | editar código-fonte]

A cidade conta com um estabelecimento de ensino superior presencial:

  • Faculdade de Timbaúba

Ensino Profissionalizante[editar | editar código-fonte]

O município possui uma unidade da Escola Técnica Estadual (ETE):

  • Escola Técnica Estadual Miguel Arraes de Alencar

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 de dezembro de 2010.
  3. Estimativa Populacional 2014 Estimativa Populacional 2014. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (agosto de 2014). Página visitada em 29 de agosto de 2014.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 01 de outubro de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2011 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 18 de dezembro de 2013.
  6. a b FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.1 676
  7. http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,roberto-viana-o-filosofo-que-explora-petroleo,1001173,0.htm
  8. http://oglobo.globo.com/economia/criador-da-petra-energia-roberto-viana-chegou-tentar-carreira-politica-8384872
  9. http://www.portogente.com.br/texto.php?cod=67692

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Pernambuco é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.