Tinca tinca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaTenca
Exemplar de fêmea de tenca

Exemplar de fêmea de tenca
Estado de conservação
Status iucn2.3 LC pt.svg
Pouco preocupante
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Vertebrata
Ordem: Cypriniformes
Família: Cyprinidae
Género: Tinca
Espécie: T. tinca
Nome binomial
Tinca tinca
Linnaeus, 1758
Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons
Wikispecies Diretório no Wikispecies

A tenca (nome científico: Tinca tinca) é um peixe de água doce da ordem Cypriniformes e da família Cyprinidae (ciprinídeos). É a única espécie do género Tinca. Embora excecionalmente possa chegar a viver 20 anos e pesar 3,5 e 4 kg, o tamanho médio da tenca é de 25 a 30 cm. O corpo é alargado e o pedúnculo caudal curto e alto. A coloração varia do esverdeado a pardo, dependendo do meio onde viva. A textura do tegumento é mais mucosa do que escamosa.

Características[editar | editar código-fonte]

Habita o fundo de águas pouco movimentadas temperadas, de preferência em charcos e albufeiras, mas também se pode encontrar em zonas de com alguma corrente, como rios, apesar de que evitaros locais de corrente forte. É pouco gregário, podendo viver em pequenos grupos ou solitariamente.

É uma espécie omnívora, que se alimenta sobretudo de insetos aquáticos, moluscos bilvalves e gastrópodes. Não tem estômago, estando a boca diretamente ligada ao intestino, o qual mede aproximadamente 1,2 vezes mais do que o comprimento do corpo. É um peixe muito musculado, com uma grande brabatana caudal, que indica uma grande agilidade natatória.

Requer muita vegetação nas margens, que usa para se abrigar. Tem uma grande tolerância à baixa qualidade da água, nomeadamente a baixa oxigenação, o que a torna uma espécie muito apta para a criação em tanques.

A tenca apresenta dimorfismo sexual — as barbatanas peitorais dos machos teem os raios mais grossos que os da fêmea e engrossam no ponto de inserção da barbatana.

É um peixe muito comum, que se ditribue pela maior parte da Europa. Embora a sua orgem seja europeia, a sua popularidade para pesca descportiva provocou a sua introdução em cursos de água da Austrália, Nova Zelândia, África, América do Norte, sudeste asiático e, mais recentemente, Brasil.

Aquacultura[editar | editar código-fonte]

É uma espécie muito interessante para aquacultura — segundo a Organização de Produtores Piscicultores, a produção europeia do ano 2000 alcançou quase 1 500 toneladas, correspondendo 70,4% (700 t) à França, 16,1% (160 t) à Espanha e 12% à Alemanha (116 t).

A criação de tencas é praticada em Espanha desde a Idade Média e ainda há locais onde os métodos de criação são os mesmos desde há três séculos. É um peixe muito popular na generalidade dos mercados europeus, mas principalmente na região espanhola da Estremadura. Há referências históricas sobre a predileção por tencas de Carlos V (século XVI) .

Notas[editar | editar código-fonte]

Referências