Tintura de ópio (Elixir paregórico)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Star of life caution.svg
Advertência: A Wikipédia não é consultório médico nem farmácia.
Se necessita de ajuda, consulte um profissional de saúde.
As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento.

Tintura de ópio ou elixir paregórico é um medicamento da classe dos narcóticos, de administração oral, utilizado como antidiarréico e analgésico. Muito popular no Brasil, é tradicionalmente usado nos casos de diarreia. Por ser um opiáceo, potencialmente causador de adição, tem seu uso controlado.1

A palavra "paregórico" é derivada do grego παρηγορικός, translit. paregorikós, 'próprio para consolar, acalmar' (de Παρηγορία, paregoría, 'conforto'), através do latim paregorìcus,a,um. De fato, o elixir pode ser utilizado para aliviar a dor abdominal.

Fórmula[editar | editar código-fonte]

O elixir paregórico é uma preparação farmacêutica descrita nas Farmacopéias. Trata-se da tintura canforada de ópio. Originalmente, compõe-se de Papaver somniferum L. (equivalente a 0,05% de morfina) e excipientes (ácido benzóico, essência de anis, álcool etílico e água de osmose reversa.2

Apresenta-se como um líquido castanho transparente, com odor característico de anis e cânfora. Seu sabor é picante, alcoólico e no final tem sabor de anis. Estudos confirmam seus efeitos analgésicos e antiespasmódicos.

Reações Adversas[editar | editar código-fonte]

Segundo estudos pré-clínicos e clínicos realizados com o Elixir Paregórico, os efeitos adversos encontrados foram de baixa intensidade e somente observados em doses acima do recomendado na posologia. Uma investigação pioneira foi realizada pelo Departamento de Fisiologia e Farmacologia da Universidade Federal do Ceará3 a fim de verificar se a administração do Elixir Paregórico provoca efeitos tóxicos significativos. O estudo foi realizado sobre uma amostra de 28 voluntários saudáveis. Alguns eventos adversos leves foram relatados mas regrediram espontaneamente. O estudo concluiu que o elixir paregórico, se administrado até quatro vezes ao dia durante 10 dias, é seguro e não causa nenhum efeito tóxico perceptível, em indivíduos saudáveis.

Efeitos Colaterais[editar | editar código-fonte]

Xerostomia (boca seca), náuseas, vómitos, redução da motilidade gastrointestinal, obstipação, tontura, sonolência, fadiga, hipotensão, sedação, depressão respiratória, taquicardia, bradicardia, cefaléia, nervosismo, confusão e alterações visuais. Reduz o volume e a frequência da micção.

Interações medicamentosas[editar | editar código-fonte]

Interage com substâncias antidepressivas tais como os inibidores da monoaminoxidase e antidepressivos tricíclicos, as anfetaminas.2

Contraindicações[editar | editar código-fonte]

Consumo concomitante de álcool, gravidez, lactação. Pode causar dependência com o uso prolongado e em altas doses.

Referências

  1. Anvisa. Portaria n.º 344, de 12 de maio de 1998. Anexo I. Lista - A1 Lista das substâncias entorpecentes (sujeitas a Notificação de Receita "A", que deve ser firmada por profissional inscrito no Conselho Regional de Medicina, no Conselho Regional de Medicina Veterinária ou no Conselho Regional de Odontologia).
  2. a b Laboratório Catarinense S.A. Elixir Paregórico. Papaver somniferum L..
  3. Safety evaluation of Elixir Paregorico in healthy volunteers: a phase I study, por MORAES et al. Departamento de Fisiologia e Farmacologia. Faculdade de Medicina. Unidade Clínica Farmacológica. Universidade Federal do Ceará
Ícone de esboço Este artigo sobre farmácia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.