Tio Sam

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Cartaz mostrando o Tio Sam, na Primeira Guerra Mundial, ilustrado por James Flagg em 1917.

Tio Sam é a personificação nacional dos Estados Unidos da América e um dos símbolos nacionais mais famosos do mundo. O nome Tio Sam foi usado primeiramente durante a Guerra anglo-americana de 1812, mas só foi desenhado em 1870.

Ele é geralmente representado como um senhor de fisionomia séria com cabelos brancos e barbicha. Há fontes que vêem uma semelhança do rosto de Tio Sam com o do presidente Andrew Jackson, outras com o do presidente Abraham Lincoln. O Tio Sam é representado vestido com as cores e elementos da bandeira norte-americana - por exemplo, uma cartola com listras vermelhas e brancas e estrelas brancas num fundo azul, e calças vermelhas e azuis listradas.

Origem[editar | editar código-fonte]

Seu primeiro uso data da Guerra de 1812, e sua primeira ilustração data de 1870.

Com o passar do tempo o apelido tornou-se cada vez mais popular, até que a revista americana Punch o batizou como símbolo estadunidense. O folclore diz que o Tio Sam foi criado por soldados americanos no norte de Nova Iorque, que recebiam barris de carne com as iniciais U.S. (de United States, que significa "Estados Unidos" em português) estampadas. Os soldados teriam brincado, dizendo que as iniciais significariam Uncle Sam ("Tio Sam"), uma referência ao dono da companhia fornecedora da carne, Samuel Wilson, de Troy, estado de Nova Iorque. O Congresso dos Estados Unidos reconheceu Samuel Wilson como inspirador da figura do Tio Sam em 1961.

O Tio Sam é mencionado na literatura pela primeira vez em 1816, no livro alegórico The Adventures of Uncle Sam in Search After His Lost Honor, de autoria de Frederick Augustus Fidfaddy, e também faz referência a Samuel Wilson.

Em 1870, o cartunista Thomas Nast fez o desenho de Tio Sam baseado no rosto de Abraham Lincoln.

O cartaz "I Want You"[editar | editar código-fonte]

Em 1917, o artista James Flagg desenhou-o em um cartaz com o dedo em riste e com a frase "I Want You for U.S. Army" ("Eu Quero Você para o Exército dos EUA"), encomendado pelas Forças Armadas americanas, que recrutava soldados para a Primeira Guerra Mundial. Este poster foi inspirado pelo cartaz de Lord Kitchner, feito três anos antes do Tio Sam. Kitchener era o Secretário de Guerra da Grã-Bretanha quando estourou o conflito.

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Tio Sam
Ícone de esboço Este artigo sobre História dos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.