Tithonus (poema)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aurora e Titone por Francesco de Mura.

"Tithonus" é um poema pelo poeta inglês Alfred Tennyson (1809–92), originalmente escrito em 1833 como "Tithon" e terminado em 1859. Foi publicado inicialmente na edição de Fevereiro de 1860 da revista Cornhill Magazine. Entrando pela velhice, o imortal Tithonus, cansado da sua imortalidade, suspira pela morte. O poema é um monólogo dramático em que Tithonus se dirige à sua esposa, Eos, a deusa da madrugada.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • (em inglês) Tennyson, Alfred Lord. "Alfred Lord Tennyson; a Memoir, Volume 2". New York: Greenwood Press, 1969.
  • (em inglês) Hughes, Linda K. "Tennyson". Victorian Poetry, 44.3, 2006.
  • (em inglês) Campbell, Matthew (1999). Rhythm & Will in Victorian Poetry. Cambridge University Press. ISBN 0521642957.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]