Tom Cavalcante

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Tom Cavalcante
Tom no Show do Tom, em 2011.
Nome completo Antônio José Rodrigues Cavalcante
Conhecido(a) por Tom Cavalcante " João Canabrava"
Nascimento 8 de março de 1962 (52 anos)
Fortaleza,  Ceará ,  Brasil
Ocupação Humorista

Antônio "Tom" José Rodrigues Cavalcante (Fortaleza, 8 de março de 1962) é um humorista brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira no Ceará como revisor de textos e locutor de rádio, tendo apresentado um telejornal local da TV Verdes Mares, afiliada da Rede Globo, em meados da década de 1980, mantendo uma carreira paralela de humorista.

Em 1989 começa a participar do Chico Anysio Show, programa de Chico Anysio na Rede Globo. Com o final deste, passa a participar de outro programa de Chico: a Escolinha do Professor Raimundo, exibida de 1990 a 1995, vivendo o João Canabrava, personagem criado por ele mesmo. Em 1996, Daniel Filho o convida para participar do Sai de Baixo, vivendo o porteiro Ribamar. Depois de desentendimentos com outros atores do elenco e roteiristas do programa, Tom se retira do elenco do Sai de Baixo em maio de 1999. Em 1997, Tom Cavalcante substituiu Xuxa por 1 dia durante sua licença maternidade no planeta Xuxa no qual apresentou seus vários personagens e imitações. Em 2000, ganha seu programa solo, o Megatom, exibido nas tardes de domingo. O programa saiu do ar em Maio de 2001.

Tom Cavalcante passa a fazer parte do elenco do Zorra Total, sempre esperando retomar seu programa. Assediado pela Rede Record desde 1999, quando da sua saída do Sai de Baixo, em maio de 2004 Cavalcante aceita o convite da emissora e estréia o Show do Tom, programa diário exibido no horário da noite, uma mistura do que era o Megatom com programas de auditório como o de Gilberto Barros, mas desta vez com grande sucesso, através de quadros como a paródia do "reality show" O Aprendiz, denominada O Infeliz. Em 2007 ele apresentou o programa Louca Família. Em 18 de novembro de 2011, a Rede Record anuncia a sua saída da emissora.[1]

Desde 2012 mora em Los Angeles com a esposa e a filha caçula, com a intenção de entrar no cinema de Hollywood. Visando esse salto na carreira, entrou em um curso intensivo de inglês, contratou o mesmo agente de Jim Carrey, trabalhou em workshops da New York Film Academy e gravou um curta-metragem bancado com seu próprio dinheiro em que interpretava três papeis. Cavalcante teve breve retorno ao Brasil em 2014 para uma série de shows.[2]

Alguns personagens de Tom Cavalcante[editar | editar código-fonte]

Brito Jr., Edu Guedes e Ronaltom.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • O humorista Antônio José Rodrigues Cavalcante nasceu na maternidade Assis Chateaubriand, em Fortaleza (CE), às 8 horas de 8 de março de 1962.
  • Seu pai tinha uma confecção na capital cearense. Certa vez, uma das pessoas que devia dinheiro ao empresário o pagou com os instrumentos de uma banda de música.
  • Quando apresentava o programa Ligação Direta, na rádio Verdes Mares, foi suspenso por 15 dias porque simulava o telefonema de ouvintes.
  • Em 1982, ele comprou uma passagem para o Rio de Janeiro e foi até a rede Globo tentar emprego, mas não teve sucesso. Dez anos depois, foi chamado para fazer as chamadas de um show do humorista Chico Anysio em Fortaleza (CE). Resolveu gravá-las também com outras vozes. Chico ficou impressionado ao ouví-las e daí contratou o rapaz para trabalhar com ele.
  • Sua estréia na rede Globo ocorreu em 12 de outubro de 1992. Ele fazia o personagem João Cana Brava no programa Escolinha do Professor Raimundo.
  • Tom também tentou participar do Show de Calouros, programa do SBT, em 1984. Ficou dois dias na fila, mas foi recusado pela produção.
  • Durante as eleições de 1986, trabalhou abrindo comícios políticos. "Eu entrava e deixava o povão de bem com a vida. Depois de mim, o candidato podia falar o que fosse que eles aplaudiam", disse em uma entrevista à revista IstoÉ Gente.
  • Trabalhou na Escolinha do Professor Raimundo de 1991 a 1995.
  • Em 2004, Tom trocou a Globo pela rede Record. O canal lhe deu o comando do programa Show do Tom, que mistura variedades e entrevistas com quadros de humor.
  • No programa, Tom fazia uma imitação do programa Qual é a Música?, exibido pelo SBT. A paródia rendeu briga com Silvio Santos, dono do canal concorrente, que entrou na justiça solicitando a proibição do quadro. A liminar foi emitida em 11 de maio de 2005.
  • Tom Cavalcante já trabalhou 5 vezes como dublador. Nas duas primeiras em Dr. Dolittle e Dr. Dolittle 2 na pele de Lucky, o cão. Porém, não retornou nos filmes subsequentes da série.Na segunda trabalhou como narrador no filme Xuxa Abracadabra. Na terceira como o Try no fime O Mar Não Está pra Peixe.Na quarta como o jornalista Douglas Wonder , do filme Xuxinha e Guto contra os monstros do espaço.Na Quinta como o Prefeito de Quemlândia , do filme Horton e o Mundo dos Quem! no Brasil e em Portugal

Referências

  1. Tom Cavalcante deixa a Record (18/11/2011). Visitado em 18/11/2011.
  2. Bergamo, Monica (02/02/2014). 7. Tom Cavalcante contrata agente de Jim Carrey e tenta fama em Hollywood Folha de S. Paulo. Visitado em 29/03/2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Categoria no Wikiquote
Commons Categoria no Commons