Tom Clancy's Ghost Recon (jogo eletrônico)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tom Clancy's Ghost Recon
Arte da capa da versão norte americana
Desenvolvedora Red Storm Entertainment [1]
Publicadora(s) Ubisoft [1]
Designer Brian Upton [2]
Compositor(es) Bill Brown [3]
Plataforma(s) Microsoft Windows, Mac OS, Xbox, PlayStation 2, GameCube
Data(s) de lançamento Microsoft Windows [1] [4]
  • AN 13 de novembro de 2001
  • EU 23 de novembro de 2001

Mac OS [5]
  • AN 1 de novembro de 2002

Xbox [6]
  • AN 11 de novembro de 2002
  • EU 6 de dezembro de 2002
  • JP 25 de setembro de 2003

PlayStation 2 [7]
  • AN 1 de dezembro de 2002
  • EU 6 de dezembro de 2002
  • JP 13 de março de 2003

GameCube [8]
  • AN 9 de fevereiro de 2003
  • EU 28 de março de 2003
Gênero(s) Tiro tático, TPS [1]
Modos de jogo Um jogador, multijogador [1]
Classificação Inadequado para menores de 18 anos i CERO (Japão)
Inadequado para menores de 17 anos i ESRB (América do Norte)
Inadequado para menores de 15 anos i OFLCA (Austrália)[9]
Inadequado para menores de 16 anos i PEGI (Europa)
Permitido para maiores de 15 anos, especialmente a faixa de 15-17 anos ELSPA (Reino Unido)
Mídia CD (PC)
Requisitos mínimos Ver secção Requisitos Mínimos
Hardware
Versão 1.4 (23 de agosto de 2002)

A primeira versão de Ghost Recon foi lançada em 13 de novembro de 2001, utilizando-se da mesma engine do jogo Tom Clancy's Rainbow Six: Rogue Spear. [1]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Em Ghost Recon, o jogador comanda um grupo de ações táticas e guerrilha. Em 2008, um grupo de rebeldes no extremo oeste da Rússia conseguiu dinheiro suficiente para comprar muitas armas, e também arrebanhou muitos soldados. Como estes estavam conquistando terrenos em Lituânia, Estônia, Rússia, Geórgia e Bielorrússia, a ONU criou uma aliança entre EUA, Rússia e Alemanha para conter esta ameaça. E o jogador ficou encarregado de cuidar da parte tática e prática deste grupo, que pela sua finalidade de infiltragem foi apelidado de "Unidade Fantasma" (Ghost Recon). O jogador deverá então cumprir 15 missões contra esses terroristas, em locações diversas, como a capital da Geórgia, Tbilisi, e a baía secreta de Murmansk. [1]

Design[editar | editar código-fonte]

Ghost Recon é um jogo que utiliza vários recursos revolucionários para a época em que foi lançado, como cenários de até 160 km² e uma autenticidade de mapas muito bem cuidados. O jogo, entretanto, esbarra nas limitações da engine de Rainbow Six. Apesar de ser muito flexível e leve para a maioria dos computadores, as texturas sofrem com a incompatibilidade do jogo para com os circuitos gráficos VooDoo, Nvidia, ATI Radeon e as placas VGA. Os efeitos são fracos, e certos detalhes como fogo e fumaça poderiam ter sido mais bem aplicados. Mas o realismo nos personagens e veículos interagíveis é bem aplicado, e o realismo na movimentação de pessoas pelo cenário é muito bem programado.

Tática[editar | editar código-fonte]

O jogo foca mais na tática do que no visual. Antes de cada missão o jogador é apresentado a um pequeno introdutório, onde é mostrada a atual situação, o mapa e os objetivos. Então, o jogador deve escolher seis soldados dentre quatro especialidades. Elas são:

  • Rifleman: o fuzileiro; usado para combate direto, utiliza fuzis semi-automáticos e submetralhadoras, pode ser usado em quase todas as situações.
  • Support: o artilheiro; usado para dar cobertura ao grupo enquanto este avança, utiliza metralhadoras pesadas. Ideal para manter o inimigo sobre fogo, enquanto a equipe se desdobra no terreno buscando o melhor posicionamento para a ação, e até cobertura para uma retirada.
  • Demolitions: o demolidor; utiliza submetralhadoras e rifles automáticos, pode levar um lança-rojão ou uma carga de demolição. Como o nome já indica, esta classe de soldado é utilizada apenas em missões onde é necessário demolir, ou abater tanques inimigos.
  • Sniper: o atirador de elite, deve ser posicionado à distância para cobrir inimigos ocultos aos demais soldados, como também para fazer um reconhecimento antes do avanço das tropas. Utiliza rifles de precisão.

Cada fase pede uma configuração diferente na equipe, sendo que cada soldado possui pontos de experiência que vão aumentando após cada fase jogada. O jogador pode comandar qualquer soldado no campo de batalha, e que podem receber vários tipos de comandos. Uma das melhores características do jogo é que, como na vida real, basta um tiro preciso para se matar um personagem.

Possui duas expansões: Tom Clancy's Ghost Recon: Desert Siege e Tom Clancy's Ghost Recon: Island Thunder.

Requisitos Mínimos[editar | editar código-fonte]

PC [1] [editar | editar código-fonte]

Mac[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h IGN. Tom Clancy's Ghost Recon Review (em inglês). Página visitada em 27 de dezembro de 2012.
  2. Tom Clancy's Ghost Recon Tech Info Gamespot. Página visitada em 24 de outubro de 2009.
  3. Tom Clancy's Ghost Recon Advanced Warfighter Q&A Gamespot (9 de fevereiro de 2006). Página visitada em 24 de outubro de 2009.
  4. Tom Clancy's Ghost Recon Release Information for PC GameFAQs. Página visitada em 24 de outubro de 2009.
  5. Tom Clancy's Ghost Recon Release Information for Macintosh GameFAQs. Página visitada em 24 de outubro de 2009.
  6. Tom Clancy's Ghost Recon Release Information for Xbox GameFAQs. Página visitada em 24 de outubro de 2009.
  7. Tom Clancy's Ghost Recon Release Information for PlayStation 2 GameFAQs. Página visitada em 24 de outubro de 2009.
  8. Tom Clancy's Ghost Recon Release Information for Gamecube GameFAQs. Página visitada em 24 de outubro de 2009.
  9. Classification Database - TOM CLANCY'S GHOST RECON (MA) OFLC (12 de julho de 2001). Página visitada em 24 de outubro de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]