Tom Clancy's Splinter Cell: Pandora Tomorrow

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tom Clancy's Splinter Cell:
Pandora Tomorrow
Desenvolvedora Ubisoft Shanghai, Ubisoft Annecy, Babaroga
Publicadora(s) Ubisoft
Compositor(es) Jack Wall
Lalo Schifrin
Motor Unreal Engine 2.0 com RenderWare physics
Plataforma(s) Windows, PlayStation 2, Xbox, GameCube, GBA, Mobile phone
Série Splinter Cell
Data(s) de lançamento
Gênero(s) Stealth
Modos de jogo Single-player, multiplayer
Classificação Inadequado para menores de 13 anos i ESRB (América do Norte)
Recomendado para públicos maduros i OFLCA (Austrália)
Inadequado para menores de 12 anos i PEGI (Europa)
Requisitos mínimos Windows 98 ou melhor: processador AMD Athlon ou Intel Pentium III; 256 RAM; 3 GB de espaço no disco rígido; 64 MB DirectX 8.1 -compliant placa de vídeo; DirectX 8.1-compliant placa de som; 8x-speed no drive de CD-ROM.

Tom Clancy's Splinter Cell: Pandora Tomorrow é o segundo jogo da série Splinter Cell, no qual o jogador encarna a pele do espião Sam Fisher. Desenvolvido e lançado pela Ubisoft Shanghai, enquanto a Ubisoft Montreal, criadora do jogo original, Splinter Cell, trabalhava em Chaos Theory.

O jogo, em terceira pessoa, aborda as atividades secretas de um agente que trabalha para um ramo da N.S.A. chamado de "Third Echelon". O personagem, Sam Fisher, é dublado pelo ator Michael Ironside. Dennis Haysbert, conhecido por seu papel como David Palmer na [[série de televisão 24 faz a voz do personagem Irving Lambert, chefe de Fisher. O jogo recebeu o nome de Shadow Strike durante seu desenvolvimento.[1]

Referências

  1. Calvert, Justin (2003-06-13). Splinter Cell: Shadow Strike For 2003 GameSpot CNET Networks, Inc. Visitado em 2008-10-18.
Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.