Tomar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tomar
Brasão de Tomar Bandeira de Tomar
Brasão Bandeira
Vista de Tomar.JPG
Vista de Tomar com a Ponte Romana ao fundo
Localização de Tomar
Gentílico Nabantino; Tomarense
Área 351,2 km²
População 40 674 hab. (2011)
Densidade populacional 115,81 hab./km²
N.º de freguesias 16
Presidente da
Câmara Municipal
Anabela Freitas [1] (PS)
Mandato 2013-2017
Fundação do município
(ou foral)
1162
Região (NUTS II) Centro
Sub-região (NUTS III) Médio Tejo
Distrito Santarém
Antiga província Ribatejo
Orago Santa Iria
Feriado municipal 1 de Março (Construção do Castelo de Tomar)
Código postal 2300-000
Sítio oficial www.cm-tomar.pt
Municípios de Portugal Flag of Portugal.svg

Tomar GO C (antiga grafia: Thomar) é uma cidade portuguesa com cerca de 15 764 habitantes [2] , pertencente ao Distrito de Santarém, região Centro (NUT II) e sub-região do Médio Tejo (NUT III). Pertencia ainda à antiga província do Ribatejo, hoje porém sem qualquer significado político-administrativo. A histórica cidade de Tomar possui diversos monumentos como por exemplo: Castelo de Tomar e Convento de Cristo, declarado pela UNESCO Património Mundial. Outras cidades relativamente perto de Tomar: Abrantes, Torres Novas, Entroncamento, Ourém, Fátima (todas geograficamente localizadas no Médio Tejo).

Geografia[editar | editar código-fonte]

É sede de um município com 351,2 km² de área e 40 674 habitantes (2011)[3] , subdividido em 16 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Ferreira do Zêzere, a leste por Abrantes, a sul por Vila Nova da Barquinha, a oeste por Torres Novas e a noroeste por Ourém.

A cidade é atravessada pelo Rio Nabão, que é afluente do Rio Zêzere, estando incluída na bacia hidrográfica do Tejo, o maior rio da Península Ibérica.

Situa-se na parte norte da região mais fértil de Portugal e uma das mais férteis da Península Ibérica, a lezíria ribatejana.[carece de fontes?]

População do concelho de Tomar (1801 – 2011)
1801 1849 1900 1930 1960 1981 1991 2001 2011
16 536 16 786 31 360 39 179 44 161 45 672 43 139 43 007 40 674

Economia[editar | editar código-fonte]

O turismo constitui hoje uma actividade de primeira importância, já que o Convento de Cristo, principal Monumento da cidade foi considerado Património Mundial pela UNESCO em 1983.

Foi outrora um centro industrial, com fábricas de papel, fiação, derivados de madeira e outras atividades. Comercialmente a cidade acolhe ainda a maior parte dos serviços ligados ao seu passado industrial mas vão surgindo as novas ofertas no nicho turístico, como o artesanato de nova geração, a gastronomia de qualidade e o acompanhamento turístico especializado. A terra é relativamente fértil acolhendo sobretudo a cultura de milho em regadio, o olival e a vinha.

História[editar | editar código-fonte]

Festividades[editar | editar código-fonte]

Festa dos Tabuleiros[editar | editar código-fonte]

A festa dos tabuleiros é uma festa realizada de 4 em 4 anos no principio do mês de Julho. É uma das manifestações mais antigas de Portugal e a sua origem encontra-se nas festas de colheita à deusa Ceres. A sua cristianização pode dever-se à Rainha Santa Isabel, tendo por base a Congregação do Espírito Santo. No Domingo de Pentecostes, juntavam-se ricos e pobres sem distinção, dia em que as línguas de fogo desceram sobre os Apóstolos simbolizando a igualdade de todos perante Deus. Esta festa manteve as suas características até ao século XVII. As mudanças feitas a partir daí permitiram uma maior grandiosidade à Festa. A tradição continua e as suas cerimónias permanecem: o Cortejo das chegadas dos Bois de nome Cortejo do Mordomo, o Cortejo dos Tabuleiros, a sua bênção, a forma do tabuleiro, os vestidos das raparigas que transportam os Tabuleiros e a Pêza ou distribuição do pão e da carne. A principal característica desta Festa é o Desfile ou Procissão onde desfilam inúmeros tabuleiros que representam as dezasseis freguesias do concelho. Percorre as principais ruas da cidade, num percurso de 5 km. As ruas enfeitam-se de colchas pendentes nas janelas, onde se encontram milhares de visitantes e são lançadas pétalas, entusiasticamente, sobre o Cortejo. O Tabuleiro deve ter a altura da rapariga que o leva à cabeça, sendo constituído por trinta pães enfiados em cinco ou seis canas que partem de um cesto de vime ou verga e é rematado ao alto por uma coroa encimada pela Pomba do Espírito Santo ou pela Cruz de Cristo. Tabuleiros decorados com flores, pão e espigas de trigo desfilam pelas ruas de Tomar.

A Festa

O início da Festa dos Tabuleiros é marcado pela chamada do povo para uma reunião pública, convocada pelo Presidente da Câmara, para o Salão Nobre dos Paços do Concelho onde se decide se há Festa dos Tabuleiros no ano seguinte e se a opinião do povo for favorável é escolhido o Mordomo. Após a decisão sobre a Festa e se o povo decidir que há Festa são lançados três foguetes a anunciar que há Festa.

Cortejo das Coroas

Antigamente, destinava-se a anunciar à população a próxima celebração da sua Festa maior. No terceiro ciclo da Festa, o Cortejo sai da Misericórdia fiel depositária do Pendão e Coroas da cidade de Tomar, dirige-se à Igreja de S. João Baptista ou Igreja de Santa Maria do Olival onde se celebra a Missa Solene do Espírito Santo com as Coroas e Pendões na capela-mor.

Círio de Nª Senhora da Piedade[editar | editar código-fonte]

O Círio de Nª Senhora da Piedade é uma festa que tem lugar nas ruas de Tomar no 1º domingo de Setembro. Um cortejo de oferendas realizado em carros típicos enfeitados com flores de papel percorre a cidade.

Feira de Santa Iria[editar | editar código-fonte]

É feito em honra da padroeira de Tomar (Santa Iria), e decorre normalmente entre a sexta-feira anterior ao dia 20 de Outubro, até ao domingo a seguir a esta mesma data, que é o ponto alto das comemorações, quando se efectua a procissão. A feira realiza-se na praça da República e nos arredores (perto da estação de caminhos-de-ferro e central de camionagem). Tem divertimentos, vendedores, exposição de automóveis, motos e tractores agrícolas, e conta ainda com a presença de tasquinhas onde se dá a conhecer alguns dos sabores da região.[4]

Freguesias do Concelho[editar | editar código-fonte]

As freguesias de Tomar são as seguintes:

Património[editar | editar código-fonte]

Igreja do Convento de Cristo

(mais relevante)

Instituições de ensino[editar | editar código-fonte]

Ensino Primário - 1.º Ciclo do Ensino Básico:

  • EB 1 dos Templários - Ex-escola N.º 1 de Tomar.
  • EB 1 Santo António - Ex-escola N.º 2 de Tomar.
  • EB 1 Infante D. Henrique - Ex-escola N.º 3 de Tomar.

Ensino Básico de 2.º e 3.º Ciclos:

  • EB 2,3 D. Nuno Álvares Pereira - Antigo edifício da secção masculina da entidade formadora privada, o Colégio Nun'Álvares, comummente conhecida como "Colégio".
  • EB 2,3 Santa Iria - Escola de 2.º e 3.º Ciclos.
  • EB 2,3 D. Gualdim Pais - Escola de 2.º e 3.º Ciclos, antiga Escola Preparatória.

Ensino Secundário:

Ensino Público Politécnico e Universitário:

Ensino Profissional:

Transportes[editar | editar código-fonte]

Ferrovias[editar | editar código-fonte]

Aspeto da gare da Estação Ferroviária de Tomar em 2008.

Tomar está ligada à rede ferroviária nacional como término do curto Ramal de Tomar, que entronca na Linha do Norte perto do Entroncamento.

Urbanos[editar | editar código-fonte]

Autocarros[editar | editar código-fonte]

Os TUTomar, Transportes Urbanos de Tomar, operam uma frota de quatro[5] miniautocarros Mercedes Benz (apenas dois até 2008[5] ) de libré vermelha[6] numa única carreira de circulação bidirecional[5] com 24 paragens[7] [8] [9] (algumas providas de abrigo[10] ) por toda a cidade e término na estação ferroviária. Este sistema teve início em 2005[11] [12] e transporta 500 passageiros por dia[11] ; as circulações são cadenciadas e disponíveis no término das 07:30 à 20:00, com horário reduzido exclusivamente matinal aos sábados e exclusivamente vespertino aos domingos[13] ; após um período experimental de operação gratuita em 2005[12] , o título de transporte passou a ser vendido pelo motorista, existindo igualmente bilhetes pré-comprados bem como assinaturas diárias e mensais de preço reduzido[14] . Ainda que nominalmente contemplando duas carreiras, a rede tem um único percurso, percorrido nos dois sentidos[5] com cadências independentes:

Circuito 1
Estação → C. S. Nabância → Hospital → Alameda → Pç. República → Estação (20 min.)[7] [8]
Circuito 2
Estação → Pç. República → Alameda → Hospital → C. S. Nabância → Estação (15 min.)[5] [7] [8]

Uma terceira linha, ligando os subúrbios de Avessadas, do Bairro Nossa Senhora dos Anjos e do Casal dos Frades ao centro, está prevista desde 2009[5] [15] .

Projeto de funicular[editar | editar código-fonte]

Funicular da Anunciada
Castelo de Tomar
Unknown route-map component "uexKHSTa"
Castelo
Unknown route-map component "uexHST AUSW"
Senhora da Conceição
Unknown route-map component "uexKHSTe"
0 São Gregório

O projeto de um funicular ligando o castelo local à baixa da cidade junto à Capela de São Gregório foi proposto em 2010 por Vítor Silva, engenheiro e funcionário da Câmara Municipal — ainda que na qualidade de cidadão particular [16] . Denominado Funicular da Anunciada, foi apresentado a 5 de Março, num ante-projeto da Efacec, numa sessão pública assistida por menos de vinte pessoas[16] . Datado de setembro de 2007, o projecto apontava para um valor de investimento total de 3,5 M, contemplando uma estimativa de 420 passageiros por hora e um trajecto ligeiramente superior a 300 m, atravessando a Quinta da Anunciada, a norte do castelo.[16] [17] [18] O desinteresse da Câmara Municipal de Tomar, na pessoa do autarca Corvêlo de Sousa, foi noticiado na semana seguinte[16] .

Filmes Rodados em Tomar[editar | editar código-fonte]

  • 2014 A Porta 21, direcção de João Marco (com Mário Spencer, Pedro Monteiro, Pedro Viegas)
  • 2011 Pão Nosso (Documentário), direcção de Mónica Ferreira, João Luz
  • 2010 Beija-me Depressa (Curta Metragem), direcção de José Ricardo Lopes (com Ana Guiomar, Rui Morrison, Fernando Pires)
  • 2010 Património Mundial Portugês (Documentário), direcção de Dário Simãozinho (Filma e Vê) e Fernanda Fernandes (RTP)
  • 2009 Juan de Castillo constructor del mundo (Documentário), direcção de Alberto Luna Samperio (Etnocantabria)
  • 2009 La reine morte, direcção de Pierre Boutron (com Michel Aumont, Gaëlle Bona, Thomas Jouannet)
  • 2008 TravelChannel: World's Most Beautiful sites, Tomar, Portugal - (Serie TV), direcção de Nicolas Tomã - Gedeon Programmes - NHK
  • 2007 Teresa, el cuerpo de Cristo, direcção de Ray Loriga (com Paz Vega, Leonor Watling, Geraldine Chaplin, Eusebio Poncela)
  • 2007 Dot.com, direcção de Luís Galvão Teles (com João Tempera, María Adánez, Marco Delgado)
  • 2007 Infante D. Henrique (Documentario), direcção de José Francisco Pinheiro (com Gonçalo Cadilhe)
  • 2006 Coach Trip (Serie TV), direcção de Amanda Wood (com Brendan Sheerin, Andy Love)
  • 2005 Pedro e Inês (Serie TV) (com Pedro Laginha, Ana Moreira, Nicolau Breyner)
  • 2004 O Quinto Império - Ontem Como Hoje, direcção de Manoel de Oliveira (com Ricardo Trêpa, Luís Miguel Cintra, Glória de Matos)
  • 2003 Volpone, direcção de Frédéric Auburtin (com Gérard Depardieu, Daniel Prévost, Gérard Jugnot, Robert Hirsch)
  • 2001 Quem És Tu?, direcção de João Botelho (com Patrícia Guerreiro, Susana Borges, Rui Morisson, Rogério Samora, José Pinto, Francisco D'Orey e Bruno Martelo)
  • 1985 Atlântida: Do Outro Lado do Espelho, direcção de Daniel Del Negro (com Luís Lucas, Teresa Madruga, Ruy de Carvalho)
  • 1922 Sereia de pedra, direcção de Roger Lion (scenes shot in June and July 1922 at the Convento de Cristo and Ruinas do Castelo dos Templarios)

Geminação[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. [1]
  2. UMA POPULAÇÃO QUE SE URBANIZA, Uma avaliação recente - Cidades, 2004 Instituto Geográfico Português. Página visitada em 21 de Dezembro de {{{acessoano}}}.
  3. Instituto Nacional de Estatística Censos - Resultados definitivos - 2011.
  4. Câmara Municipal de Tomar (Outubro de 2011). O regresso da tradição na Feira de Santa Iria (em Português) Boletim Informativo Municipal. Página visitada em 25 de Outubro de 2011.
  5. a b c d e f Leandro FERREIRA: “TUTomar adquire dois novos autocarrosTransportes XII 2008.09.07
  6. Planta do Percurso”, no sítio da Câmara Municipal de Tomar
  7. a b c Esquema, no sítio da Câmara Municipal de Tomar
  8. a b c Diagrama, no sítio da Câmara Municipal de Tomar
  9. Paragens”, no sítio da Câmara Municipal de Tomar
  10. Percurso”, no sítio da Câmara Municipal de Tomar; outras imagens: 04 06 07 09 10 12 14 15 16
  11. a b Transportes Urbanos”, no sítio da Câmara Municipal de Tomar
  12. a b Elsa Ribeiro GONÇALVES: “TuTomarJornalismo Regional 2005.09.19
  13. Horários”, no sítio da Câmara Municipal de Tomar
  14. Tarifários”, no sítio da Câmara Municipal de Tomar
  15. Circuito dos TuTomar alargado ao Bairro Nossa Senhora dos Anjos e AvessadasO Mirante 2009.02.05
  16. a b c d Câmara de Tomar descarta funicular entre cidade e Convento de CristoO Mirante 2010.03.18
  17. Sebastião Barros: “Debates, tapetes rolantes e funicularesTomar a Dianteira 2010.03.14
  18. Sebastião Barros: “Um funicular para remediarTomar a Dianteira 2010.03.06
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tomar

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Concelhos do Distrito de Santarém Mapa do distrito de Santarém
Abrantes
Alcanena
Almeirim
Alpiarça
Benavente
Cartaxo
Chamusca
Constância
Coruche
Entroncamento
Ferreira do Zêzere
Golegã
Mação
Ourém
Rio Maior
Salvaterra de Magos
Santarém
Sardoal
Tomar
Torres Novas
Vila Nova da Barquinha
Abrantes
Alcanena
Almeirim
Alpiarça
Benavente
Cartaxo
Chamusca
Constância
Coruche
Entroncamento
Ferreira do Zêzere
Golegã
Mação
Ourém
Rio Maior
Salvaterra de Magos
Santarém
Sardoal
Tomar
Torres Novas
Vila Nova da Barquinha
Imagem: Convento de Cristo A cidade de Tomar inclui o sítio Convento de Cristo, Património Mundial da UNESCO. Welterbe.svg