Torá oral

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Segundo a tradição judaica rabínica, a Torá escrita foi entregue por Deus para Moisés no Monte Sinai em conjunto com a Torá Oral, que seria o conjunto de ensinamentos e especificações de como cumprir os mandamentos da Torá escrita e que, originalmente foram transmitidos de maneira oral de geração a geração através dos sábios do povo no correr de mais de 3 300 anos e finalmente compiladas na Mishná e no Midrash no ano de 200 da Era comum. De acordo com o pensamento rabínico, não é possível estudar a Torá escrita sem antes estudar a Torá oral.

Os judeus caraítas e os judeus samaritanos, naturais da Síria e Palestina, recusam a Torá oral e aceitam apenas os escritos da Torá como revelação divina. Os cristãos oficialmente também não aceitam a Torá oral, apesar de muitas tradições cristãs estarem baseadas na Torá oral falada na época de Cristo[carece de fontes?].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre judaísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.