Tráfico de pessoas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Tráfico humano)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O Tráfico Humano, é das atividades ilegais que mais se expandiu no século XXI, pois, na busca por melhores condições de vida, muitas pessoas são iludidas por criminosos que oferecem empregos com alta remuneração. 

A definição aceita internacionalmente para tráfico de pessoas encontra-se no Protocolo Adicional à Convenção das Nações Unidas contra o Crime Organizado Transnacional relativo à Prevenção, Repressão e Punição do Tráfico de Pessoas, em especial de Mulheres e Crianças (Palermo, 2000), instrumento já ratificado pelo governo brasileiro. Segundo o referido Protocolo, a expressão tráfico de pessoas significa:“o recrutamento, o transporte, a transferência, o alojamento ou o acolhimento de pessoas, recorrendo-se à ameaça ou ao uso da força ou a outras formas de coação, ao rapto, à fraude, ao engano, ao abuso de autoridade ou à situação de vulnerabilidade ou à entrega ou aceitação de pagamentos ou benefícios para obter o consentimento de uma pessoa que tenha autoridade sobre outra para fins de exploração”.

CAUSAS: As causas podem ser sócio-econômicas e políticas, tanto individuais como estruturantes, já que os motivos que levam as pessoas a serem gravemente exploradas, são diversos e complexos.

Consequências Individuais:

  • Abuso físico e sexual;
  • Estupro e outras agressões físicas;
  • Traumas físico, sexual e psicológico;
  • Risco de morte e doenças graves;
  • Risco para a saúde, como infecções sexualmente transmissíveis, doenças inflamatórias pélvicas, hepatite, tuberculose e outras doenças transmissíveis;
  • Disseminação da pandemia do HIV e SIDA;
  • Gravidez indesejadas, abortos forçados e complicações relacionadas com o aborto;
  • Problemas mentais e emocionais, incluindo pesadelos, insónia e tendências suicidas;
  • Álcool, drogas e outros vícios, e até mesmo o suicídio e assassinato;
  • Estatuto ilegal no país de destino;
  • Processamento judicial / expulsão por crimes relacionados com o tráfico;
  • Dificuldades de reintegração;
  • Estigmatização no regresso.

Consequências na Comunidade:

  • Crescente influência de organizações criminosas;
  • Outras atividades criminais, incluindo lavagem de dinheiro, tráfico de droga e de armas, etc.;
  • Corrupção em instituições governamentais;
  • Aumento da migração irregular;
  • Problemas de segurança nacional;
  • Declínio da confiança pública.

Atualmente no Brasil, o tráfico de pessoas é a maior fonte de renda com tráfico, superando o tráfico de drogas e o tráfico de armas movimentando, aproximadamente, 32 bilhões de dólares por ano, segundo dados do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) [carece de fontes?]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.