Trígono cistepático

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Trígono cistepático
Gray532.png
Bilebladder.png
Latim trigonum cystohepaticum

O trígono cistepático (ou cisto - hepático), ou triângulo hepatobiliar, ou ainda triângulo de Calot é um espaço anatômico limitado medialmente pelo ducto hepático comum, inferiormente pelo ducto cístico e superiormente pela artéria cística. O trígono hepatocistico, muitas vezes tido como epônimo do triangulo de Calot, é diferente em seu limite superior, onde é limitado pela borda hepática (1) e é importante durante a realização de colecistectomias laparoscópicas ou abertas.

Epônimo[editar | editar código-fonte]

O trígono de Calot recebe seu nome em homenagem a Jean-François Calot. A descrição original do trígono de 1891 incluía o ducto cístico, o ducto hepático comum e a artéria cística. Ao contrário do que é normalmente acreditado, a borda inferior do fígado não foi descrita originalmente.

Fontes[editar | editar código-fonte]

1) David McAneny, Open Cholecystectomy in Surgical Clinics of North America, Volume 88, Issue 6, December 2008, Pages 1273-1294

Ver também[editar | editar código-fonte]