Transformação isovolumétrica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em uma transformação isovolumétrica, conhecida também como isocórica ou isométrica, o volume não varia, então não há trabalho realizado. Todo o calor fornecido a um sistema é totalmente utilizado para aumentar sua energia interna.

    ΔEi = Q
    Onde: ΔEi é a variação da energia interna;
          Q é a quantidade de calor transferida.

Quando uma determinada massa gasosa sofre uma transformação e seu volume permanece constante, a pressão exercida pelo gás, no recipiente em que ele permanece, aumenta conforme a temperatura aumenta, e diminui conforme sua temperatura diminui. Charles observou este fato e concluiu:


“Aumentando a temperatura absoluta de uma massa fixa de gás, mantendo sua pressão constante, provoca um aumento do volume ocupado e vice-versa, de tal forma que o quociente entre essas duas grandezas permaneça constante”.


P/T = K

Tendo um gás inicialmente a uma pressão Pi e temperatura Ti, aumentando a temperatura até uma temperatura Tf verificamos que a pressão Pf obedecerá a seguinte relação:


Pi/Ti = Pf/Tf = K

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.