Transporte em Porto Alegre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O transporte na cidade de Porto Alegre, por esta ser uma metrópole, é, em boa parte do tempo, caótico, em função do crescimento acelerado do número de veículos na cidade.

Os engarrafamentos comprometem o fluxo do trânsito, motivado por grande parte de motoristas de automóveis particulares circularem sozinhos, ou seja, sem passageiros.

Ocorrem algumas vezes problemas nas linhas de ônibus, como atrasos, mas a situação na maioria das vezes é sob controle.

Os alagamentos em dias de muita chuva, um dos maiores problemas no trânsito de Porto Alegre, devem ser controlados com a construção do Conduto Álvaro Chaves-Goethe, obra de drenagem urbana de grande impacto da cidade. Iniciada no dia 2 de Maio de 2005, a obra teve término em 2008.

O transporte nas ruas e avenidas da cidade por vezes demonstram sinais de saturação. Apesar das diversas mudanças de tráfego já realizadas, os engarrafamentos ainda são constantes nas principais avenidas da cidade, nos horários de pico.

A ponte do Guaíba, que liga a capital à região sul do Estado, é um dos cartões-postais de Porto Alegre. Atualmente ela é motivo de reclamações por parte de motoristas e empresários que reclamam do tempo em que ela fica inutilizada, quando seu vão móvel está içado para a passagem de navios de grande porte.

Distâncias rodoviárias[editar | editar código-fonte]

de cidades brasileiras
de cidades do Mercosul

Fiscalização[editar | editar código-fonte]

A EPTC é a empresa que planeja e fiscaliza as atividades relacionadas ao trânsito e aos transportes de Porto Alegre. Os fiscais de trânsito trabalham em eventos que necessitam de um gerenciamento do trânsito, em locais de conflito entre pedestres e veículos, no atendimento de chamadas de acidentes ou veículos estacionados inadequadamente ou na fiscalização de vias estratégicas, equipados com radares móveis.

A cidade conta com diversos pardais e lombadas eletrônicas, dispositivos que fiscalizam eletronicamente os motoristas, fotografando as placas dos veículos e os multando quando ocorrer infração à lei, na tentativa de redução de acidentes provocados pelo excesso de velocidade desenvolvida por veículos automotores.

Confira a lista de controladores eletrônicos em Porto Alegre.

Programas de conscientização[editar | editar código-fonte]

O programa de conscientização com foco no trânsito Vida Urgente desenvolvido pela Fundação Thiago de Moraes Gonzaga, existe desde 1996 na cidade. A Fundação Thiago de Moraes Gonzaga foi criada em 1996 pelo casal Régis e Diza Gonzaga, pais de Thiago, que perdeu a vida aos 18 anos em um acidente de trânsito, porém este programa não é bem utilizado e quase ninguém o conhece.

O símbolo do programa é uma borboleta. Algumas borboletas foram pintadas no pavimento de algumas vias de Porto Alegre, indicando, de forma a conscientizar os motoristas, locais onde houve acidentes de trânsito com morte (Isto não é mais feito pois acidentes com mortes são comuns).

Ruas e avenidas[editar | editar código-fonte]

As principais vias arteriais do trânsito urbano de Porto Alegre são:

  • Avenida Ipiranga - principal via de fluxo no sentido leste-oeste/oeste-leste, famosa pelo seu canal central - o arroio Dilúvio, que percorre desde o início da avenida na zona leste, próximo aos limites com o município de Viamão até o Lago Guaíba;
  • Avenida Farrapos - liga o centro à zona norte e ao aeroporto, é também uma das vias de trânsito mais caótico da cidade;
  • Avenida Protásio Alves - interliga a área central à grande maioria dos bairros centrais e a zona leste de Porto Alegre.
  • Avenida João Pessoa - interliga a área central às zonas sul e leste;
  • Avenida Bento Gonçalves - terceira via sentido leste-oeste/oeste-leste ao sul;
  • Avenida Sertório - arterial no extremo norte da cidade, prolongamento da BR-116 em direção à zona industrial de Porto Alegre.
  • Avenida da Legalidade e da Democracia (antiga Avenida Presidente Castelo Branco) - via de trânsito rápido às margens do lago Guaíba, liga a área central da cidade à Avenida Sertório e à ponte móvel sobre o Guaíba.
  • Avenida Independência - avenida de fluxo único no sentido oeste-leste; abastece o fluxo das zonas mais nobres da capital.
  • Avenida Assis Brasil - principal via do fluxo da zona norte de Porto Alegre.
  • Primeira Perimetral - contorna o centro de Porto Alegre e compreendendo as seguintes vias: Avenida Loureiro da Silva, Avenida Presidente João Goulart, Avenida Mauá, Rua da Conceição, e Avenida Paulo da Gama.
  • Segunda Perimetral - conjunto de vias que leva do bairro Praia de Belas ao bairro Floresta, passando pelas seguintes vias: Rua José de Alencar, Rua da Azenha, Avenida Princesa Isabel, Avenida Silva Só, Rua Mariante, Avenida Goethe, Rua Dr. Timóteo e Rua Félix da Cunha.
  • Terceira Perimetral - maior via urbana de Porto Alegre, formada por um conjunto de avenidas antes já existentes, e que recentemente foram todas unificadas transformando-se numa imensa e moderna via arterial que liga a zona sul de Porto Alegre até as imediações do Aeroporto Salgado Filho, na zona norte pelo centro-leste da cidade; o principal trecho-avenida da Terceira Perimetral é a Avenida Carlos Gomes, que ultimamente vem se tornando o grande pólo econômico e comercial dessa nova fase de desenvolvimento urbano da capital.
  • Avenida Borges de Medeiros - histórica avenida central de Porto Alegre, a primeira a interligar o centro à zona sul da cidade.
  • Quarta Perimetral - futura via, a leste da Terceira Perimetral, e que terá como um de seus eixos a Avenida Manoel Elias.

Outras vias importantes da cidade são: Avenida Cristóvão Colombo, Avenida Plínio Brasil Milano, Avenida Nilo Peçanha, Avenida Praia de Belas, Avenida Azenha, Avenida Carlos Barbosa, Avenida Oscar Pereira, Avenida Padre Cacique, Avenida Icaraí, Avenida Teresópolis, Avenida Osvaldo Aranha, Rua 24 de Outubro, Avenida Carlos Gomes, Rua Dom Pedro II, Avenida Goethe, Rua Cristiano Fischer, Avenida Cavalhada, Avenida Wenceslau Escobar, Avenida Juca Batista, Avenida Edgar Pires de Castro e Avenida João de Oliveira Remião.

Transporte público[editar | editar código-fonte]

Ônibus urbanos[editar | editar código-fonte]

Ônibus da Carris, a maior empresa de transporte coletivo por ônibus da cidade.

A Companhia Carris Porto-Alegrense, uma empresa pública de economia mista, é a maior empresa de transporte coletivo por ônibus da cidade. Outras 12 empresas privadas de ônibus, que fazem parte de três consórcios, cada um atuando em uma das zonas Norte, Leste e Sul da cidade, também operam o serviço.
Existem cerca de 1,7 mil ônibus urbanos fazendo cerca de 350 linhas (incluindo variantes de linhas principais) atualmente em Porto Alegre. A maioria das linhas tem um terminal no Centro Histórico de Porto Alegre e outro no bairro para o qual se destina. Existem também linhas transversais de ônibus, que fazem a ligação entre zonas da cidade sem passar pelo Centro, além de linhas circulares e alimentadoras (que fazem integração com outras linhas em direção ao Centro) atendendo certas regiões mais afastadas da cidade. Durante as madrugadas, há nove linhas de ônibus, chamadas de Madrugadão, Corujão ou Noturna, que operam nos principais eixos viários da cidade entre a meia-noite e as 5 horas da manhã.
Cerca de 22% da frota de ônibus de Porto Alegre conta com ar-condicionado e, atualmente, mais da metade da frota possui acessibilidade para pessoas com deficiência.

Metrô[editar | editar código-fonte]

A Trensurb é a empresa que administra os trens urbanos (metrô de superfície), que ligam a região central da cidade aos municípios vizinhos: Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Novo Hamburgo. O sistema opera com 25 trens de quatro vagões cada, movidos a eletricidade.

Ônibus intermunicipais[editar | editar código-fonte]

O transporte coletivo entre Porto Alegre e as cidades da Grande Porto Alegre também funciona através de linhas metropolitanas de ônibus, operadas pelas empresas afiliadas à Metroplan, partindo do Centro de Porto Alegre para os mesmos municípios atendidos pelo metrô (funcionando como um sistema alternativo de transporte ou em caso de paralisação dos trens), além dos municípios de Cachoeirinha, Gravataí, Alvorada, Viamão, Eldorado do Sul e Guaíba, que não são atendidos pela malha da Trensurb.
A Estação Rodoviária de Porto Alegre, na região central da cidade, entre os bairros Centro, Floresta e Marcílio Dias, abriga as linhas intermunicipais de ônibus que chegam a Porto Alegre e partem para outros municípios do interior do Rio Grande do Sul e para outros Estados.

Lotações[editar | editar código-fonte]

Outras alternativas de transporte público são os lotações. Trata-se de um serviço complementar de transporte, que dispõe de 437 micro-ônibus seletivos, a maioria com capacidade de 21 lugares, com exceção das linhas mais recentemente lançadas, para os bairros Restinga e Belém Novo[1] , que contam com 25 assentos.
Existem 31 linhas principais de lotação e algumas variantes destas, todas partindo do Centro de Porto Alegre para diversos bairros da cidade. No entanto, algumas regiões de Porto Alegre ainda não são contempladas com o atendimento de lotações, contando somente com o transporte coletivo por ônibus.

Táxis[editar | editar código-fonte]

O sistema de táxi possui 3,9 mil veículos na cidade, identificados na cor vermelho-alaranjado para os táxis convencionais e branco para os táxis do Aeroporto (cerca de 200 carros). Todos os carros do sistema são de quatro portas e quase todos possuem ar condicionado. Existem, ainda, utilitários rádio-táxi para transporte de pessoas com deficiência.
A maior demanda por táxis em Porto Alegre ocorre nos horários de pico (entre as 7h e as 8h30 da manhã e entre as 17h30 e as 19h); além de dias chuvosos.

Aeroporto[editar | editar código-fonte]

O Aeroporto Internacional Salgado Filho se localiza na zona norte da cidade.

O Aeroporto Internacional Salgado Filho está localizado na zona norte de Porto Alegre, recebendo aviões de todo país e alguns voos internacionais. Possui uma área de aproximadamente 3.600.000 metros quadrados. É o principal aeroporto e com maior embarque e desembarque de passageiros do Sul do país. Conta com um shopping com 3 salas de cinema, praça de alimentação e várias lojas.

O aeroporto é de grande importância para a GOL Linhas Aéreas, que mantém em Porto Alegre seu centro de operações (hub) para voos para o Cone Sul, fazendo assim com que o aeroporto receba pessoas de várias partes do país em direção a Buenos Aires, Santiago, Rosario, Córdoba e Montevidéu.

Porto[editar | editar código-fonte]

O porto de Porto Alegre na margem do encontro do lago Guaíba com a laguna dos Patos

O encontro do rio Guaíba com a Laguna dos Patos em Porto Alegre conta com um porto, situado em sua margem oeste. Sua posição geográfica possibilita um tráfego permanente entre Porto Alegre e Buenos Aires, transportando produtos siderúrgicos e principalmente produtos agrícolas, podendo até servir de transporte publico com embarcações.
Em 2011, depois de muitos anos, Porto Alegre voltou a contar com um transporte hidroviário pelo Lago Guaíba, chamado de catamarã, que efetua o transporte de passageiros entre a área central da Capital e o município de Guaíba. Está em estudo a ampliação desse sistema para contemplar o transporte da Zona Sul de Porto Alegre para o Centro via catamarã.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]


Brasão de Porto Alegre
Porto Alegre
Arquitetura · Música · Demografia · Economia · Educação · Esportes · Geografia · História · Meios de comunicação · Prefeitura · Saúde · Transportes · Turismo

Portal · Listas · Imagens