Transportes em Portugal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nos anos 1990, muitas auto-estradas foram construídas. Na imagem a estrada A28, na região do Grande Porto.
Ponte Vasco da Gama, sobre o Rio Tejo, a maior da Europa.

Os transportes em Portugal foram encarados como uma prioridade na década de 1990, sobretudo devido ao aumento da utilização de veículos automóveis e à industrialização. Portugal foi um dos primeiros países do Mundo a ter uma auto-estrada, inaugurada em 1944, ligando Lisboa ao Estádio Nacional, a futura Auto-Estrada Lisboa–Cascais (actual A5). No entanto, apesar de terem sido posteriormente construídos alguns outros troços nas décadas de 1960 e 1970, só no final da década de 1980 foi iniciada a construção de auto-estradas em grande escala. Hoje em dia a rede de auto-estradas portuguesas é bastante desenvolvida e percorre quase todo o território, ligando todo o litoral e as principais cidades do interior, numa extensão total de aproximadamente 3000 km.[carece de fontes?]

Há ainda os Itinerários Principais (IPs) e os Itinerários Complementares (ICs) que podem ser constituídos por auto-estradas, vias rápidas (estrada destinada apenas a tráfego motorizado, com cruzamentos desnivelados e de acesso restrito a nós de ligação) e estradas nacionais. O país tem 68 732 km de rede de estradas, dos quais cerca de 2600 km fazem parte de um sistema de auto-estradas. Destes, cerca de 900 km não requerem o pagamento de portagens.[1] Até 2012, a extensão da rede de auto-estradas deverá aumentar até aos 3187 km[carece de fontes?].

As duas principais áreas metropolitanas têm sistemas de metropolitano: o Metro de Lisboa e o Metro Sul do Tejo na Área Metropolitana de Lisboa; e no Porto, o Metro do Porto, cada uma com mais de 35 km de linhas[2] [3]

Gare do Oriente, uma das estações ferroviárias e rodoviárias mais importantes de Lisboa.

O transporte ferroviário de passageiros e mercadorias é feito utilizando os 2791 km de linhas ferroviárias actualmente em serviço, dos quais 1430 encontram-se electrificados e aproximadamente 900 permitem velocidades de circulação superiores aos 120 km/h.[4] A rede ferroviária é gerida pela REFER enquanto que os transportes de passageiros e mercadorias são da responsabilidade da Caminhos de Ferro Portugueses (CP), ambas empresas públicas. Em 2006 a CP transportou 133 milhões de passageiros e 9,75 milhões de toneladas de mercadorias.[5]

A fase de concurso para a construção e exploração de uma rede ferroviária de alta velocidade, com as ligações Lisboa–Madrid, Lisboa–Porto e Porto–Vigo, terá início em 2008 para a primeira, enquanto que os concursos para as ligações Lisboa–Porto e Porto–Vigo foram adiados em consequência da actual crise financeira.[6] A exploração deverá começar em 2013 nas ligações Lisboa–Madrid e em 2015 na ligação Lisboa–Porto. O investimento previsto para estas três ligações é de 7790 milhões de euros. Em estudo estão mais duas linhas de alta velocidade: Aveiro–Salamanca e Évora–Faro.[7]

Lisboa tem uma posição geográfica que a torna num ponto de escala para muitas companhias aéreas estrangeiras nos aeroportos em todo o país. O Governo está actualmente a estudar o projecto para a construção de um novo Aeroporto Internacional em Alcochete, para substituir o actual aeroporto da Portela, em Lisboa. Actualmente, os aeroportos mais importantes são os aeroportos de Lisboa (Portela), Faro, Porto (Francisco Sá Carneiro), Funchal (Madeira) e Ponta Delgada (João Paulo II - Açores).[carece de fontes?]

Geral[editar | editar código-fonte]

Transporte aéreo[editar | editar código-fonte]

Transporte ferroviário[editar | editar código-fonte]

Companhias exploradoras
Empresas de gestão da rede ferroviária

Transporte marítimo e fluvial[editar | editar código-fonte]

Transporte rodoviário[editar | editar código-fonte]

Autocarro da Rodoviária do Tejo

Auto-estradas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Portugal é dos países com mais portagens. Visitado em 19 de Abril de 2010.
  2. Metro do Porto (27 de março de 2011).
  3. Metro de Lisboa (27 de março de 2011).
  4. REFER EP – Rede Gerida. Visitado em 6 de Outubro de 2008.
  5. A CP. Visitado em 6 de Outubro de 2008.
  6. Jornal Público. Visitado em 23 de novembro de 2010.
  7. RAVE – A Rede de Alta Velocidade em Portugal. Visitado em 6 de Outubro de 2008.
Bandeira de Portugal Portugal
Bandeira • Brasão • Hino • Cinema • Culinária • Cultura • Demografia • Desporto • Economia • Forças Armadas • Geografia • História • Ilhas • Penínsulas • Portal • Política • Rios • Subdivisões • Transportes • Turismo • Imagens