Transportes públicos de Istambul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wiki letter w.svg
Por favor, melhore este artigo ou secção, expandindo-o(a). Mais informações podem ser encontradas na página de discussão. Considere também a possibilidade de traduzir o texto das interwikis.
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde março de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Mapa dos transportes públicos ferroviários de Istambul
Avenida de Istambul com autocarros e bonde (elétrico) rápido.

Istambul, é a maior cidade da Turquia, e também umas das maiores, senão a maior, da Europa, com cerca de nove milhões de habitantes na cidade (censo 2000) e entre 12 e 15 milhões na sua área metropolitana. Segundo as estimativas de 20 de julho de 2005 do departamento de estatística da prefeitura de Istambul e do Instituto de Estatística da Turquia, a população da área metropolitana era de 11 322 000 habitantes.[nt 1]

Os transportes públicos de Istambul são geridos pela empresa municipal İstanbul Elektrik Tramvay ve Tünel (IETT, "Serviços de Bondes e do Tünel").[1]

História[editar | editar código-fonte]

Bondes da Avenida İstiklal passando em frente ao Liceu de Galatasaray

A primeira linha de transportes públicos sobre carris da Turquia foi construída por Konstantin Karapano Efendi e foi inaugurada em 31 de julho de 1871 em Istambul, operando entre Azapkapı (Beyoğlu) e Ortaköy. Esse tipo de transporte, precursor dos bondes (elétricos), que em Portugal se chamou "carro americano", usava carruagens puxadas por cavalos.

Em 1869 foi fundada a companhia Dersaatet Tramvay Şirketi, com a participação da influente e rica família judia sefardita Comondo. Essa companhia usava 430 cavalos para puxar 45 carruagens que circulavam em carris com bitola de um metro, das quais 15 era "de verão" e algumas tinham dois andares. Em 1912 o serviço parou durante um ano porque todos os cavalos foram requisitados pelo Ministério da Defesa para a Guerras dos Balcãs.[2]

A eletrificação da rede com catenárias foi inaugurada em 2 de fevereiro de 1914. A primeira linha de elétricos na parte asiática de Istambul entrou em serviço em 8 de junho de 1928, entre Üsküdar e Kisikli. Na década de 1950, a extensão da rede de elétricos de Istambul alcançou os 130 km. A circulação de elétricos terminou em 12 de agosto de 1961 na parte europeia da cidade e em 14 de novembro de 1966 na parte asiática.

Rede urbana de ônibus[editar | editar código-fonte]

Em 2010 a frota de ônibus da IETT era composta por 2 768 veículos construídos pelas empresas MAN (329), Ikarbus (1 009), Mercedes-Benz (1 306), Phileas (50), DAF (52) e DAF/Optare (22).[3] Os ônibus percorrem aproximadamente 448 000 kmdiariamente, em 468 linhas e 7 889 paradas. Cerca de 435 milhões de pessoas foram transportadas em 2003, o que representou 14,2% de todo o transporte em Istambul. Desde 1985, é permitido a atuação de ônibus privados, mas sob estrita vigilância da IETT. Existem 1 366 ônibus públicos em mãos privadas, sendo 89 deles de dois pisos.

Metrobüs (Bus Rapid Transit)[editar | editar código-fonte]

Além dos serviços convencionais de autocarros, desde 2007 que Istambul dispõe de um serviço de Bus Rapid Transit, o Metrobüs, o qual liga o distrito de Beylikdüzü nos subúrbios ocidentais e Şişli (no lado europeu) a Kadıköy, no lado asiático. O Metrobüs é bastante mais rápido que os autocarros convencionais (alguns percursos são percorridos em menos de um terço do tempo).[4]

Tünel[editar | editar código-fonte]

Funicular do "Tünel" na estação com o mesmo nome, em Beyoğlu.
Interior de carruagem de mêtro.

O Tünel, um funicular da encosta de Beyoğlu virada para a embocadura do Corno de Ouro, é o serviço de transporte público mais antigo de Istambul ainda em funcionamento. Estende-se por 573 metros, com uma diferença de altitude de 60 metros sem nenhuma estação intermediária entre as proximidades da Ponte de Gálata, em Karaköy, e a estação de Tünel, perto da Torre de Gálata e do início da Avenida İstiklal. O funicular está continuamente em serviço desde 17 de janeiro de 1875 e é uma das quatro linhas ferroviárias subterrâneas urbanas mais antigas do mundo, a seguir aos metropolitanos de Londres (1863) e de Nova Iorque (1868) e ao funicular de Lyon (1862).[5] Dois trens percorrem a linha a cada 3,5 minutos, durando a viagem dura um minuto e meio. Aproximadamente 15 000 pessoas são transportadas diariamente; anualmente são efetuadas 64 800 viagens que totalizam 37 066 km.[6]

Metrô[editar | editar código-fonte]

A construção do Metrô de Istambul foi iniciada em 1992. A primeira linha (M2), entre Taksim e 4. Levent, entrou em operação em 16 de setembro de 2000. Esta linha estende-se por 8,5 quilômetros e tem seis estações, todas concebidas com características similares e pintadas em cores distintas, com os azulejos representando fases da história da Turquia. Atualmente há oito trens de empresas francesas em operação, que percorrem a linha a cada cinco minutos e transportam 130 000 passageiros diariamente. Uma viagem ao longo de toda a linha dura 12 minutos. O metrô foi construído em sua totalidade pelo método de condução[necessário esclarecer] e dotado de coberturas resistentes a eventuais terremotos de magnitude 9,0 na escala de Richter.

A linha M2 está (2011) a ser prolongada para norte e para sul. A construção do troço entre 4. Levnte e Ayazağa, no distrito de Şişli, foi terminada em fevereiro de 2006. Para sul, a linha será subterrânea entre o alto de Gálata e o Corno de Ouro, que será atravessado por uma ponte a construir junto à Ponte de Gálata, seguindo depois em túnel subterrâneo entre Eminönü e a zona portuária de Yenikapı, na margem do Mar de Mármara. Em Yenikapı está a ser construída uma nova estação, a qual ligará a linha M2 com a linha de metrô de superfície M1, a linha de trem suburbano B1 e o Marmaray, a futura linha ferroviária que conectará as zonas europeia e asiática através de um túnel sob o Bósforo.

Metrô de superfície[editar | editar código-fonte]

O primeiro troço da linha (M1) de metrô de superfície (LRT), chamado localmente Halif Metro (metro ligeiro), entre Aksaray e Kartaltepe, entrou ao serviço en 3 de setembro de 1989. Em 20 de dezembro de 2002 alcançou o Aeroporto Atatürk. A linha tem 19,3 km e 18 estações, incluindo seis subterrâneas e três elevadas; 4,4 km do percurso é subterrâneo. A linha é servida por 37 comboios com motores duplos e serve 200 000 passageiros diariamente. O investimento foi de 550 milhões de dólares $US.

Bonde[editar | editar código-fonte]

Istanbul tram RB1.jpg

Em 1992 foi inaugurado um moderno seviço de bonde, que liga Sirkeci com Topkapı, uma das antigas portas monumentais das Muralhas de Constantinopla. A linha (T1) foi ampliada, em uma primeira expansão, desde Topkapı a Zeytinburnu em março de 1994 e, uma segunda, desde Sirkeci a Eminönü, em abril de 1996. Em 30 de janeiro de 2005 foi prolongada desde Sirkeci a Kabataş, cruzando o Corno de Ouro pela Ponte de Gálata. A linha tem 24 estações e 14 quilômetros, que são percorridos em 42 minutos. Na linha circulam 55 veículos construídos pela ABB. A capacidade de transporte diária é de 155 000 passageiros. O custo do investimento foi de 110 milhões de dólares $US. Em Kabataş um funicular subterrâneo faz a ligação com a estação de mêtro de Taksim.

Bonde de época[editar | editar código-fonte]

No final de 1990, um bonde histórico entrou em operação entre Taksim e a a estação de Tünel, em uma única linha de 1,6 quilômetros. Em 1 de novembro de 2003, outra linha de bonde de época foi reaberta na parte asiática de Istambul, entre Kadiköy e Moda. Esta linha tem 10 paradas em uma rota de 2,6 quilômetros, durando a viagem 21 minutos. Cerca de 641 000 pessoas foram transportadas neste bonde nostálgico durante 2003.

Trem sub-urbano[editar | editar código-fonte]

Trem na Estação de Sirkeci, antigo terminal do Expresso do Oriente, que também serve o trânsito ferroviário suburbano de Istambul.
Balsa (ferryboat) no Bósforo.

A linha ferroviária convencional suburbana B1 liga Halkalı, no distrito ocidental de Küçükçekmece, e Sirkeci, na embocadura do Corno de Ouro, percorrendo a margem do Mar de Mármara ao longo de 30 km. A viagem dura 48 minutos. No lado anatólio, na margem oriental do Mar de Mármara, a linha B2 liga a Estação de Haydarpaşa a Gebze, seguindo ao longo de 44 km as costas do Mar de Mármara e do Golfo de İzmit. A linha B2 tem 28 estações e a viagem entre os dois extremos dura 65 minutos. Ambas as linhas suburbanas são eletrificadas em no conjunto transportam 26 000 passageiros por hora.

Balsas[editar | editar código-fonte]

As balsas (ferryboats) navegam em 15 linhas que cobrem a demanda de transporte de 27 portos nas margens do Bósforo e do Mar de Mármara. As 20 balsas de estilo clássico e antiquado transportam 61 milhões de passageiros cada ano. Nos anos 1980, foram transportadas 150 milhões de pessoas. Tendo em vista a modernização, a Maritime Turkish Co. foi cedida em 2005 à IDO, que opera os Deniz otobüsü ("ônibus marítimo"), as balsas mais rápidas em Istambul.

Deniz otobüsü ("ônibus marítimo")[editar | editar código-fonte]

Em 16 de abril de 1987 foi fundada a İstanbul Deniz Otobüsleri, uma empresa para oferecer transporte marítimo rápido com balsas rápidas do tipo catamarã, o que foi conseguido com a compra dos 10 primeiros navios, comprados na Noruega. Hoje em dia, a companhia IDO opera em 29 terminais com uma frota de 28 catamarãs, das quais seis são de última geração.

Aeroportos[editar | editar código-fonte]

Istambul conta com dois aeroportos internacionais de grande porte, que recebem milhões de turistas todos os anos.

O Aeroporto Internacional Atatürk (IST) é o maior aeroporto de Istambul e da Turquia. Situa-se em Yeşilköy, distrito de Bakırköy, na parte sudoeste do lado europeu da cidade, a cerca de 18 km do centro da cidade (Sultanahmet). Em 2007 recebeu em 2007 mais de 23 milhões de passageiros. É um dos 40 aeroportos mais movimentados do mundo.

O Aeroporto Internacional Sabiha Gökçen (SAW) foi inaugurado em 2001 e opera a maior parte do tráfego doméstico e de baixo custo de Istambul. Situa-se em Pendik, nos subúrbios asiáticos de Istambul, a cerca de 40 km a sudeste do centro da cidade (Taksim). Com capacidade para 25 milhões de passageiros anualmente, em 2009 serviu 6,6 mihões de passageiros.

Túnel em construção[editar | editar código-fonte]

Prevê-se que em 2012 seja inaugurado um túnel ferroviário de 13,5 km, com um troço de 1,4 km debaixo do estreito, construído usando a técnica da imersão de condutas.[necessário esclarecer] Prevê-se que será o túnel mais profundo do mundo executado com esse método, pois a parte mais funda vai passar 56 m abaixo do nível da água. O túnel servirá uma linha de metropolitano, o Marmaray, que terá quatro estações e unirá o centro da metrópole com as suas partes oriental e ocidental.

Notas

  1. A maior parte do texto foi inicialmente baseado no artigo «Transporte urbano de Estambul» na Wikipédia em espanhol (acessado nesta versão).

Referências

  1. İstanbul Büyükşehir Belediye Başkanı (em turco) www.iett.gov.tr. İstanbul Elektrik Tramvay ve Tünel (IETT). Página visitada em 6 de março de 2011.
  2. Kısa Tarihçe (em turco) www.iett.gov.tr. İstanbul Elektrik Tramvay ve Tünel (IETT). Página visitada em 6 de março de 2011.
  3. Otobüs Filosu (em turco) www.iett.gov.tr. İstanbul Elektrik Tramvay ve Tünel (IETT). Página visitada em 6 de março de 2011.
  4. Metrobus - Fast and comfortable... (em inglês) www.iett.gov.tr. IETT. Página visitada em 6 de agosto de 2011. Cópia arquivada em 6 de agosto de 2011.
  5. Azéma, Michel. Istanbul - The tunnels - Presentation (em inglês) www.Funimag.com. Funicular Magazine. Página visitada em 26 de julho de 2011. Cópia arquivada em 31 de janeiro de 2009.
  6. Tunel (em inglês) www.iett.gov.tr. İstanbul Elektrik Tramvay ve Tünel (IETT). Página visitada em 6 de março de 2011. Cópia arquivada em 27 de setembro de 2007.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Transportes públicos de Istambul
  • Site da IETT (em turco e em inglês). Empresa municipal de transportes públicos de Istambul (İstanbul Elektrik Tramvay ve Tünel). Página visitada em 6 de março de 2011.
  • Istanbul (em inglês) . UrbanRail.net. Página visitada em 6 de março de 2011.