Transtorno perceptivo persistente por alucinógenos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ruído visual, parecido com os provocados por HPPD
Perturbações visuais com os olhos fechados declarada por alguns pacientes pacientes con HPPD

Transtorno perceptivo persistente por alucinógenos em inglês Hallucinogen persisting perception disorder (HPPD) - em alguns casos tratado apenas como flashback - é uma desordem caracterizada por presença contínua de pertubações visuais que recordam aquelas geradas por ingestão de substâncias entorpecentes e alucinógenas[1] . O uso anterior de alucinógenos pela pessoa é necessário, mas não suficiente para diagnosticar a alguém com essa desordem. Para um indivíduo diagnosticado com HPPD, os sintomas não podem ser devido a outra condição médica, é distinto de retrocessos psicológicos por razões de sua permanência relativa; entretanto os retrocessos são passageiros (flashbacks), já o HPPD é persistente. HPPD está diagnósticado como DSM-IV de código 292.89[2] .

Sintomas[editar | editar código-fonte]

Há várias percepções decorrente que podem acompanhar o HPPD. Os sintomas típicos dessa desordem incluem: Visões distorcidas ou áureas que rodeiam objetos, rastros após um movimiento, dificuldade para distinguir cores, alterações aparentes nas matizes de um objeto, a ilusão de movimento em um conjunto estático, o ar que assume uma forma granulada (neve visual) ou estática, como se descreve popularmente, e que não deve se confundido com o fenômeno entóptico de campo azul, distorções nas dimensões dos objetos. A modificações visuais experimentadas por aqueles com HPPD não são homogêneas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]