Tratado de Verdun

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tratado de Verdun
Tratado de Verdun - Limites territoriais
Assinado 843 d.C.
Local Verdun
Signatários Carlos o Calvo
Lotário
Luís o Germânico

O Tratado de Verdum (843[1] ) estabeleceu a divisão do império de Carlos Magno entre seus três netos.

Com a morte de Luís I, o Piedoso (Louis le Pieux ou Ludovico Pio), em 840, seu filho mais velho Lotário toma a sucessão. Pepino I da Aquitânia, filho de Luís I, o Piedoso não toma parte na sucessão, tendo falecido em 838. Seus dois filhos mais velhos, Carlos o Calvo e Luís o Germânico, se aliaram e derrotaram o irmão na batalha de Fontenoy-en-Puisaye em 841. Em 842 reforçaram sua aliança através do Juramento de Estrasburgo. Lotário acaba por ceder.

Em 843, os três netos de Carlos Magno repartiram o império que ele havia fundado pelo tratado dito de Verdun: Carlos o Calvo recebeu a Frância ocidental (que se tornará a França), Luís o Germânico a Frância oriental (que se tornará a Germânia, núcleo do futuro Sacro Império Romano-Germânico), e Lotário, que se reserva o título imperial, o centro da Itália até a Frísia (que se tornará a Lotaríngia).

Referências

  1. Joseph Calmette, Trilogie de l'histoire de France - Le Moyen Âge [archive], Fayard, 1952, p. 109
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.