Tratado de Wanghia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Tratado de Wanghia (chinês tradicional: 望廈條約, chinês simplificado: 望厦条约, pinyin: Wàngxià tiáoyuē) foi um acordo diplomático assinado a 3 de julho de 1844 entre a Dinastia Qing, (China) e os Estados Unidos, no Templo de Kun Iam.[1] O seu nome oficial é Tratado de paz, amizade e comércio entre os Estados Unidos da América e o Império Chinês. Após a passagem pelo Congresso dos Estados Unidos, foi ratificado pelo presidente John Tyler a 17 de janeiro de 1845.[2] Diversas fontes consideram-no um tratado desigual.

Referências

  1. http://lccn.loc.gov/12033773 Treaty of peace, amity, and commerce, between the United States of America ..., Library of Congress
  2. Treaty of peace [1] Library of Congress, Treaty of peace, amity, and commerce, between the United States of America ...

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Kuo, Ping Chia. "Caleb Cushing and the Treaty of Wanghia, 1844." The Journal of Modern History 5, no. 1 (1933): 34-54. Available through JSTOR.
  • Swisher, Earl, ed. China's Management of the American Barbarians; a Study of Sino-American Relations, 1841–1861, with Documents. New Haven, CT: Published for the Far Eastern Association by Far Eastern Publications, Yale University, 1953.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]