Tratamento de resíduos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O tratamento de resíduos consiste no conjunto de métodos e operações necessárias para respeitar as legislações aplicáveis aos resíduos, desde a sua produção até o destino final com o intuito de diminuir o impacto negativo na saúde humana, assim como no ambiente. Pode consistir numa deposição final, ou um tratamento intermediário, que diminua a perigosidade dos mesmos, possibilitando a sua reutilização ou reciclagem.[1]

Processamento[editar | editar código-fonte]

Processos físicos[editar | editar código-fonte]

No tratamento de resíduos, podem ser utilizados os seguintes processos:[2]

Processos químicos[editar | editar código-fonte]


Processos biológicos[editar | editar código-fonte]

Tratamento final[editar | editar código-fonte]

Compostagem[editar | editar código-fonte]

A compostagem é um processo biológico que consiste na utilização de seres vivos para a decomposição de matéria orgânica, resultando em substrato, que pode ser usado como adubo orgânico. A decomposição pode ser efectuada por microorganismos como bactérias e fungos, ou em baixas temperaturas por organismos como lesmas e minhocas.[3]

Incineração[editar | editar código-fonte]

A Incineração é um processo de eliminação de resíduos sólidos, que consiste na queima dos mesmos em unidades especiais, permitindo assim a redução do seu volume, com emissões gasosas controladas e possibilitando o aproveitamento de energia.

Aterro Sanitário[editar | editar código-fonte]

Um Aterro sanitário é um espaço destinado à deposição final de resíduos sólidos. Os aterros de ultima geração permitem não só um confinamento seguro e económico de resíduos que apresentem um grande volume de produção.

Referências