Trebeliano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Caio Ânio Trebeliano (em latim: Caius Annius Trebellianus) ou apenas Trebeliano[1] , chamado também de Trebácio Prisco (Trebatius Priscus) ou Trebácio Testa (Trebatius Testa)[a], foi um usurpador romano segundo a lista dos "Trinta Tiranos" da História Augusta. Historiadores modernos consideram que ele seja um personagem fictício inventado pelo autor da obra e cujo nome tradicional seria Treboniano Pólio.

História[editar | editar código-fonte]

Trebeliano era um bandoleiro da Cilícia que chamava seu castelo nos confins das montanhas da Isáuria de Palatium, o mesmo nome do palácio imperial no monte Palatino de Roma. Ele também criou uma casa da moeda e se auto-proclamou imperador. Porém, depois de ser convencido a sair de sua fortaleza até a planície abaixo, Trebeliano foi derrotado e morto por Causisoleu, um general egípcio de Galieno (dux Gallieni), irmão de Aurélio Teódoto, que já havia derrotado Mússio Emiliano e Memor.

Trebeliano aparece também no Breviarium (ix.8) de Eutrópio numa passagem que acredita-se ser uma interpolação posterior ou um erro (o artigo seria sobre Regaliano e, de fato, diversas edições de Eutrópio emendam o texto com título Regalianus). Sendo este último o caso, o erro teria dado origem à lenda de Trebeliano e inspirado o autor da História Augusta.

Notas[editar | editar código-fonte]

[a] ^ Não se deve confundi-lo com Caio Trebácio Testa.

Referências

  1. Winstanley (1846), Civil History, p. 129

Bibliografia[editar | editar código-fonte]