Tribuno militar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Tribuno militar (em latim: tribunus militum) era uma patente de oficial em uma legião romana.

Detalhes[editar | editar código-fonte]

Reconstituição moderna de um Tribuno Militar romano

No período republicano, havia seis tribunos militares designados para cada legião. Eram escolhidos pelo senado e, inicialmente, pertenciam à classe aristocrática da sociedade romana.

Tito Lívio menciona que, nos primeiros anos da República, os tribunos podiam, eventualmente, substituir os Cônsules, sendo chamados de Tribuni militum consulari potestate (Tribunos militares com poder consular). Nesse caso, em lugar dos dois cônsules, eram eleitos entre quatro e seis Tribunos militares, com mandato de um ano (o mesmo tempo de mandato dos cônsules).

Após as reformas realizadas por Caio Mário, criando um exército profissional, as legiões passaram a ser comandadas por um legado, cuja autoridade se sobrepôs à dos tribunos.

Entre os seis tribunos de uma legião, distinguia-se o tribuno laticlávio, escolhido, obrigatoriamente, entre a classe senatorial. Os demais tribunos eram chamados de tribunos augusticlávios. No período imperial, admitia-se que esses tribunos fossem recrutados na classe equestre.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Livio, Tito. Historia de Roma desde su fundación, Libros IV-VII (Tomo II). Madrid: Ed. Gredos. ISBN 84-249-1429-5.
  • Goldsworthy, Adrian. El ejército romano. Ed. Akal, Madrid 2005, ISBN 84-460-2234-6