Triguinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Triguinho
Informações pessoais
Nome completo Luciano da Silva
Data de nasc. 25 de fevereiro de 1979 (35 anos)
Local de nasc. Piquete, (SP),  Brasil
Altura 1,77 m
Canhoto
Apelido Triguinho, Cabeção
Informações profissionais
Posição Lateral-Esquerdo
Clubes de juventude
19981999 Brasil Guaratinguetá
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
19992001
2001
20022003
20042011
2007
2008
2009
20102011
2011
2012
2013
2014
Brasil Guaratinguetá
Espanha Barcelona B
Brasil Figueirense
Brasil São Caetano
Bélgica Anderlecht (emp.)
Brasil Botafogo (emp.)
Brasil Santos (emp.)
Brasil Coritiba (emp.)
Brasil Atlético Mineiro (emp.)
Brasil Atlético Mineiro
Brasil Red Bull Brasil
Brasil Manthiqueira
000? 0000(?)
000? 0000(?)
0030 0000(0)
0090 0000(6)
000? 0000(1)
0057 0000(2)
0030 0000(2)
0039 0000(3)
0016 0000(0)
0004 0000(0)
0004 0000(0)
0000 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 2 de Fevereiro de 2013.

Luciano da Silva,[1] mais conhecido como Triguinho (Piquete, 25 de fevereiro de 1979[2] ), é um futebolista brasileiro que atua como lateral-esquerdo. Atualmente, está no Manthiqueira.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Triguinho foi revelado pelo Guaratinguetá. Passou ainda pelo Figueirense antes de chegar ao São Caetano, clube pelo qual se destacou para o futebol brasileiro. Foi emprestado para o RSC Anderlecht, da Bélgica, em maio de 2007 e, no fim do ano do mesmo acertou sua ida para o Botafogo. No clube carioca, Triguinho foi hostilizado pela torcida, sendo constantemente vaiado em todos os jogos. Em 2009 foi emprestado ao Santos. Lá ficara marcado por tomar o drible de Ronaldo que sucedeu o antológico gol de cobertura na final do Paulistão 2009 contra o Corinthians. Jogou o restante da temporada no clube praiano e acertou com o Coritiba para a temporada de 2010

No dia 2 de novembro de 2010, num jogo contra o Bahia, fraturou a perna ao se chocar contra o goleiro Fernando.

No dia 19 de agosto de 2011, foi contratado pelo Atlético Mineiro, indicado pelo técnico Cuca, com quem já havia trabalhado no Botafogo.[3]

Em novembro de 2011, Triguinho assinou um pré-contrato com o Gaylo Mineiro para a temporada 2011.

Em 2013, acertou com o Red Bull Brasil. e já em 2014 Triguinho depois de uma passagem no Red Bull Brasil ele acerta com o time do Manthiqueira para jogar a restante temporada na equipe de manthiqueira na última divisão paulista.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Figueirense
São Caetano
Anderlecht
Botafogo
Coritiba
Atlético Mineiro

Referências

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.