José Francisco Trindade Coelho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Trindade Coelho)
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2009)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
José Francisco Trindade Coelho
Nascimento 18 de junho de 1861
Mogadouro, Portugal
Morte 18 de agosto de 1908 (47 anos)
Lisboa, Portugal
Ocupação Escritor, magistrado, político

José Francisco Trindade Coelho (Mogadouro, 18 de junho de 1861Lisboa, 9 de agosto de 1908) foi um escritor, magistrado e político português.

A sua obra reflecte a infância passada em Trás-os-Montes, num ambiente tradicionalista que ele fielmente retrata, embora sem intuitos moralizantes. O seu estilo natural, a simplicidade e candura de alguns dos seus personagens, fazem de Trindade Coelho um dos mestres do conto rústico português. Dedicou-se a uma intensa actividade pedagógica, na senda de João de Deus, tentando elucidar o cidadão português para a democracia.

Encontra-se colaboração da sua autoria nas revistas A Leitura[1] (1894-1896) e Branco e Negro[2] (1896-1898).

Obras publicadas[editar | editar código-fonte]

  • Os Meus Amores (1891) (eBook)
  • A ABC do Povo (1901)
  • A Minha Candidatura por Mogadouro (1901)
  • Cartilha do Povo (1901)
  • In Illo Tempore 1902
  • O Primeiro Livro de Leitura (1903)
  • Segundo Livro de Leitura (1904)
  • Terceiro Livro de Leitura (1905)
  • Manual Político do Cidadão Português (1906)
  • Autobiografia e Cartas (1910)
  • O Senhor Sete (1961)
  • O Desajeitado (2001)++

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.