Tripolifosfato de sódio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tripolifosfato de sódio
Alerta sobre risco à saúde
Sodium tripolyphosphate.png
Nome IUPAC sodium triphosphate
Identificadores
Número CAS 7758-29-4
PubChem 517047
SMILES
Propriedades
Fórmula molecular Na5O10P3
Massa molar 367.86 g/mol
Excepto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições PTN

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

O tripolifosfato de sódio (TPF) ou tripolifosfato pentassódico ou ainda trifosfato de sódio é um composto de fórmula química Na5P3O10, número CAS: 7758-29-4, que se apresenta comercialmente na forma de pó branco de densidade aparente 0,7 a 1 g/cm3. Apresenta ponto de fusão variando de 650 a 1000 °C. Sua solução aquosa a 1%, a 25 °C, apresenta pH 9,5 a 10,5. Possui peso molecular de 367,88 g/mol. É inodoro.

Usos[editar | editar código-fonte]

É utilizado como agente de flotação, dispersante, emulsificante, estabilizante de solos, sequestrante e como reforçador em produtos destinados a limpeza, como detergentes e sabões em pó.[1]

Encontra aplicações em ramos de atividade e indústrias tão variados quanto na agricultura, alimentícia, argila e pigmentos, borracha, cimento e cerâmica, construção civil, domissanitários, detergentes e produtos de limpeza, lubrificantes, papel e celulose, pastas para os mais diversos fins, industrias petrolíferas, têxtil e formuladores têxteis, tintas e vernizes, tratamento de água, vidraria, tratamento de superfície e formuladores.

Esta substância também é utilizada como estabilizante para os leites "longa vida" ou "UHT".

Obtenção[editar | editar código-fonte]

Industrialmente o tripolifosfato de sódio é preparado por aquecer uma mistura estequiométrica de fosfato dissódico, Na2HPO4 e fosfato monossódico, NaH2PO4 em condições cuidadosamente controladas.[2]

2 Na2HPO4 + NaH2PO4 → Na5P3O10 + 2 H2O

Efeitos ambientais[editar | editar código-fonte]

Cor verde em água do Rio Potomac (EUA) resultado de alta concentração de cianobactériaa, causadas pelo aumento da concentração de fósforo.

O seu uso como reforçador em detergentes tanto domésticos quanto industriais em grande quantidade e posterior eliminação nos sistemas de esgotos sem adequado tratamento causa o incremento da concentração de fósforo nas águas de diversos mananciais.

Este aumento de sua concentração nestas massas de água causa o aumento do crescimento de organismos dependentes do fósforo, como são as algas. Estes organismos usam grandes quantidades de oxigênio e evitam que os raios de sol entrem no água. Isto torna tais águas pouco adequadas para a sobrevivência de outros organismos. O fenômeno é denominado de eutrofização.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Viktoria Klara Lakatos Osorio e Wanda de Oliveira; POLIFOSFATOS EM DETERGENTES EM PÓ COMERCIAIS; Quím. Nova vol.24 no.5 São Paulo Sept./Oct. 2001 - www.scielo.br
  2. Greenwood, N. N.; Earnshaw, A. (1997). Chemistry of the Elements, 2nd Edition, Oxford:Butterworth-Heinemann. ISBN 0-7506-3365-4.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um composto inorgânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.