Truncatura de um sólido

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde junho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Truncatura de um Sólido consiste na remoção de partes de um sólido colocadas simetricamente no sólido.

A operação dual da truncatura é Acumulação de sólidos que consiste em substituir faces poligonais por pirâmides.


A Truncatura pode ser feita sobre os vértices ou sobre as arestas de um sólido.

Truncatura dos vértices[editar | editar código-fonte]

Consiste em cortar parcialmente todos os vértices de um sólido.

Esta operação permite obter 7 dos sólidos de Arquimedes a partir dos Sólidos Platónicos.

Se se aparar sucessivamente os vértices de um cubo, obtém-se o cubo truncado, o cuboctaedro o octaedro truncado e por fim o octaedro.

Truncatura de um cubo.PNG

Partindo do dodecaedro obtém-se o dodecaedro truncado, o icosidodecaedro, o icosaedro truncado e o icosaedro.

Truncatura de um dodecaedro.PNG

O truncamento do tetraedro gera o tetraedro truncado.

Podemos aplicar esta operação ao grande dodecaedro e ao grande icosaedro e obter os sólidos uniformes côncavos.

Truncatura das arestas[editar | editar código-fonte]

Consiste em cortar parcialmente todas as arestas de um sólido.

A partir de um cubo, esta operação dá sucessivamente um cuboctaedro, depois um dodecaedro rômbico.

A partir de um dodecaedro, obtém-se o icosidodecaedro depois o triacontaedro rômbico.