Tu Bishvat

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Picart sukka.jpg
Artigo parte da série sobre
Calendário Judaico
Hoje no calendário judaico é dia
do mês de do ano de 5775 .
Meses

Tishrei | Cheshvan | Kislev | Tevet
Shvat | Adar | Nissan | Iyar
Sivan | Tamuz | Av | Elul

Festividades

Shabat | Rosh Hashaná
Yom Kipur | Pessach
Lag BaÔmer | Sucot | Purim
Shavuot | Simchat Torá
Tu Bishvat | Hoshaná Rabá
Shemini Atzeret | Chanucá

Ver também
Feriados em Israel
Série Judaísmo

Tu Bishvat (do hebraico - dia 15 do mês Shvat) é a festividade do ano novo das árvores no calendário judaico. Este dia é chamado também de ano novo para as árvores. De acordo com a Mishná, ele marca o dia em que os dizimos da fruta são contados em cada ano. Além disso, marca o ponto em que são contadas tanto a proibição bíblica de comer os frutos das árvores nos seus três primeiros anos, e a obrigação de trazer a orlá (fruto do quarto ano) ao Templo de Jerusalém. Nos tempos modernos, é celebrado comendo vários frutos e nozes associadas à Terra de Israel.

Durante aos anos de 1600, o Rabbi Yitzchak Luria de Safed e os seus discípulos criaram um pequeno seder, chamado Hemdat ha‑Yamim, reminiscente do seder que os Judeus cumprem em Pessach, e que explora os temas cabalísticos da festividade.

Em Israel Tu Bishvat não é um feriado, mas a festa é comemorada com plantio de árvores por alunos de escolas, fala-se da importância da conservação das florestas, e normalmente é o fim do primeiro semestre nas escolas, onde se distribui os boletins semestrais.

Ícone de esboço Este artigo sobre judaísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.