Tucker: The Man and His Dream

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tucker: The Man and His Dream
Tucker - O Homem e o Seu Sonho (PT)
Tucker - Um Homem e Seu Sonho (BR)
 Estados Unidos
1988 • cor • 110 min 
Direção Francis Ford Coppola
Produção Fred Fuchs
Fred Roos
Roteiro Arnold Schulman
David Seidler
Elenco Jeff Bridges
Joan Allen
Martin Landau
Elias Koteas
Frederic Forrest
Christian Slater
Gênero drama biográfico
Idioma inglês
Música Joe Jackson
Cinematografia Vittorio Storaro
Edição Priscilla Nedd-Friendly
Estúdio Paramount Pictures
Lucasfilm
Distribuição Estados Unidos:
Paramount Pictures
Vendas internacionais:
Lucasfilm
Reino Unido:
Metro-Goldwyn-Mayer
Lançamento Estados Unidos 12 de agosto de 1988
Portugal 16 de dezembro de 1988
Orçamento US$ 24 milhões
Receita US$ 19.65 milhões
Página no IMDb (em inglês)

Tucker: The Man and His Dream (Tucker - Um Homem e Seu Sonho (título no Brasil) ou Tucker - O Homem e o Seu Sonho (título em Portugal)) é um filme biográfico de 1988 dirigido por Francis Ford Coppola e estrelado por Jeff Bridges. O filme conta a história de Preston Tucker e sua tentativa de produzir e comercializar o Tucker Sedan 1948, que foi recebido com escândalo entre os "três grandes fabricantes de automóveis" e acusações de fraude de ações da Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos. Joan Allen, Martin Landau, Elias Koteas, Frederic Forrest e Christian Slater aparecem em papéis secundários.

Em 1973, Coppola começou o desenvolvimento de um filme baseado na vida de Tucker, originalmente com Marlon Brando no papel principal. Começando em 1976, Coppola tinha planejado Tucker para ser um musical e um filme experimental com música e letras escritas por Leonard Bernstein, Betty Comden e Adolph Verde. O projeto finalmente entrou em colapso quando a American Zoetrope de Coppola teve problemas financeiros. Tucker foi revivido em 1986, quando o amigo de Coppola, George Lucas, entrou como um produtor.

O filme recebeu elogios da crítica, mas foi uma bomba de bilheteria. No entanto, Tucker: The Man and His Dream produzido um aumento nos preços de Tucker Sedans, bem como uma apreciação renovada por Tucker e seus automóveis.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Filme baseado na história real Preston Tucker, um projetista americano, que no final da década de 40 desenvolveu um carro com um design revolucionário para a época e que por isso, enfrentou a ira das grandes indústrias do setor. Seu sonho durou exatamente a fabricação de 50 unidades do Tucker, falindo em seguida.

Após perder sua fábrica, Preston Tucker tentou construir no Brasil o modelo Carioca, que herdava algumas das idéias do Tucker Torpedo. Infelizmente, ele morreu antes de realizar esse projeto, em 1956.

A obsessão de Francis Ford Coppola pelo tema confunde-se com do próprio personagem: Tucker é o carro dos sonhos do cineasta. Coppola, cujo pai foi um dos compradores do Tucker Torpedo na época, quis fazer um paralelo com suas dificuldades para montar seu próprio estúdio, o Zoetrope.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Jeff Bridges Preston Tucker
Joan Allen Vera Tucker
Martin Landau Abe Karatz
Elias Koteas Alex Tremulis
Frederic Forrest Eddie Dean
Christian Slater Preston Tucker, Jr.
Don Novello Stan
Nina Siemaszko Marilyn Lee Tucker
Mako Jimmy Sakuyama
Lloyd Bridges Senador Homer Ferguson
Dean Stockwell Howard Hughes

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

No Oscar 1989, Martin Landau foi indicado para Melhor Ator Coadjuvante, enquanto a produção e cenógrafos Dean Tavoularis e Armin Ganz (Direção de Arte) e Milena Canonero (Figurinos) também foram nomeados para o seu trabalho.[1] Landau ganhou o Globo de Ouro de Melhor Ator Coadjuvante em um Filme,[2] enquanto Tavoularis ganhou o BAFTA de Melhor Desenho de Produção.[3] Diretores de elenco Jane Jenkins e Janet Hirshenson receberam uma nomeação para Feature Film Casting-Drama pela Casting Society of America.[4] o filme foi nomeado para o prestigiado Grand Prix do Sindicato Belga de Críticos de Cinema.[5] Músico compositor Joe Jackson recebeu uma indicação ao Grammy Award.[6]

1988: BAFTA
Dean Tavoularis Melhor Produção.
1988: Grammy
Joe Jackson Indicado Melhor Música.
1988: Globo de Ouro
Golden Globe Awards Martin Landau Melhor Ator Coadjuvante.
1989: Oscar
Martin Landau Indicado Melhor Ator Coadjuvante
Dean Tavoularis Indicado Melhor Produção
Armin Ganz Indicado Melhor Direção de Arte
Milena Canonero Indicada Melhor Figurino

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]