Turismo em Bonito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tenda de artesanato em Bonito
Snorkeling em Bonito, na Serra da Bodoquena
Guia de rapel pendurado nas cordas (centro esquerda), no acesso do Abismo Anhumas, (2013)
Lago de fazenda de ecoturismo, (2013)

O turismo em Bonito, cidade localizada no estado de Mato Grosso do Sul, baseia-se principalmente nos recursos naturais locais. O rio Formoso e sua fauna e flora é um local de visita conhecido, bem como o Balneário Municipal e a Gruta do Lago Azul.

É a principal cidade turística da região da Serra da Bodoquena (juntamente com Bodoquena, Jardim e Guia Lopes da Laguna), sendo o turismo a principal atividade da região[1] há muito tempo, além de estar em constante evolução buscando a interferência mínima na natureza. Bonito reúne um conjunto de equipes, empresas, ONGs e órgãos governamentais que buscam organizar e coordenar o ecoturismo, visando sempre a sustentabilidade local e a conservação da natureza. A cidade tem seu próprio gestor de turismo, o Bonito Convention & Visitors Bureau, este que gerencia mais de 30 opções turísticas na região.

Atrações naturais[editar | editar código-fonte]

Abismo Anhumas

Rapel de 72 metros por uma fenda na rocha leva a uma caverna com formações e um lago de águas cristalinas.

Cachoeiras do Aquidaban

Num total de onze cachoeiras entre 5 e 120 metros de altura (sendo a mais alta uma das maiores da região, com visão panorâmica da Serra e da planície pré-pantaneira). Se avista também uma imensa área de cerrados e matas totalmente preservadas que pertencem à Reserva Indígena Kadiwéus, conhecidos também pela alcunha de os índios cavaleiros.

Cachoeiras do Rio do Peixe

Localizado na Fazenda Água Viva, possui rios de águas potáveis, cachoeiras e fauna com macacos, araras, tucanos, entre outros.

Gruta do Lago Azul

Considerada como Monumento Natural, foi tombada pelo IPHAN (em três dos quatro livros do tombo: etnográfico, paisagístico e arqueológico). Está situada na Unidade de Conservação das Grutas do Lago Azul e Nossa Senhora Aparecida.

Gruta do Mimoso

Uma das mais belas cavernas do mundo para o mergulho autônomo. A profundidade máxima atingida fica em torno de 18 m. Possui um salão imenso com formações calcárias de quase 8 m de altura, lembrando uma paisagem lunar.

Grutas de São Miguel

O acesso às grutas é feito parte por uma trilha suspensa de 180 metros de comprimento que permite caminhar por entre as copas das árvores do cerrado, levando o visitante até a gruta principal, onde existe uma rica variedade de espeleotemas e outras formações calcárias. Ali também habita a coruja Suindara (Tyto Alba).

Parque das Cachoeiras

Trilha pela mata ciliar do Rio Mimoso, onde se observa a fauna e flora local. Possui seis cachoeiras formadas por tufas calcárias e pequenas cavernas.

Parque Ecológico Rio Formoso

Possui uma mata ciliar margeando o Rio Formoso. Subindo o Morro da Piúva avista-se ao longe a Serra da Bodoquena. A flora exuberante atrai pássaros e animais silvestres. A caminhada de 2.300 metros termina no “Deck Paraíso” onde se inicia a descida do Rio Formoso.

O Passeio Alto Formoso, localizado numa antiga empresa de mineração e exploração de calcário, hoje com a área destinada ao ecoturismo, é o maior projeto de recuperação de área degradada da região, colocando novamente Bonito como modelo em conservação e ecoturismo.

Reserva Ecológica da Baía Bonita

Possui uma trilha que leva até a nascente principal, de onde se inicia um percurso de 900m nas águas cristalinas da nascente do rio Baía Bonita com piraputangas. Ao longo do rio Baía Bonita vivem aproximadamente 30 espécies de peixes. Também pode-se observar animais da região, alguns ameaçados de extinção, como lobo-guará, cervo-do-pantanal e o jacaré-do-pantanal. Além destas espécies, há outros recintos com emas, antas e serpentes. Os animais fazem parte do programa que visa a preservação de espécies em extinção. Ali também o Museu de História Natural da Baía Bonita.

Atrações montadas[editar | editar código-fonte]

Em varias fazendas sao oferecidos roteiros rurais colocando o visitante em contato direto com o Pantanal.

Balneário do Gordo

Localizado às margens do Rio Formoso, possui estrutura para lazer e camping.

Balneário Ecológivo do Sol

Também localizado às margens do Rio Formoso, possui piscinas e o próprio rio, com cachoeiras. também possui área de lazer.

Balneário Monte Cristo

Possui uma trilha pela mata ciliar até onde se forma o Rio Formosinho, com cachoeiras e pequenas cascatas. Possui também loja de artesanato e áreas de lazer.

Balneário Municipal de Bonito

Único balneário público de Bonito (administrado pela prefeitura), também dá acesso ao Rio Formoso e possui área de lazer.

Balneário Tarumã

Possui uma trilha que leva até uma cachoeira, além de área de lazer.

Barra do Sucuri

Com infra-estrutura voltada para o lazer com acesso ao Rio Formoso e o rio Sucuri, a fazenda oferece local para lazer esportivo.

Estância Mimosa Ecoturismo
Uma das várias cachoeiras da Estância Mimosa

Possui uma casa de madeira habitada por aves e jacarés que foi mantida intacta. Possui trilhas para caminhadas na mata do Rio Mimoso, que possui várias cachoeiras.

Fazenda Segredo

Possui descida de bote pelo Rio Formoso num percurso de 7 km passando por algumas quedas d'água e também dispõe de área de lazer.

Rincão dos Sonhos

Localizado às margens do Rio Formoso, o local oferece balneário, cachoeiras, trampolim, carretilhas para pesca e vegetação aquática.

Passeios e aventuras[editar | editar código-fonte]

As agências da cidade organizam passeios para todo tipo de público, como o mergulho da superfície ou flutuação, rapel, passeios a pé e a cavalo, que permitem conhecer suas atrações naturais e o cotidiano das fazendas. Nos roteiros culturais, conhece-se as lendas, músicas e costumes regionais. É o centro da prática de esportes na natureza, oferecendo grande número de atividades em diferentes atrativos, como:

Arborismo

A prática do Arborismo (em tupi-guarani Ybirá pe, que significa caminho das árvores) em diversas travessias por cabos de aço instalados em árvores nativas.

Bóia Cross

Após uma pequena caminhada pela mata ciliar, vem as corredeiras do Rio Formosinho em bóias individuais. A água cristalina permite que se observe os peixes e o leito do rio com a mesma facilidade com que se vê a fauna e a flora da mata ciliar.

Bonito Aventura

Possui uma trilha de 1.800 metros onde se observa uma grande variedade árvores nativas (palmeiras, bromélias) e alguns animais (pássaros, cotias, macacos pregos e tatus). Possui 2.200 m cheias de troncos submersos, tufas calcárias e espeleotemas que formam o Rio Formoso.

Ceita Corê

Na língua tupi-guarani significa terra de meus filhos e possui trilhas, cachoeiras e nascentes.

Discovery Dive ou Batismo

Mergulha-se com equipamento scuba por aproximadamente 30 minutos no Rio Formoso ou no Rio da Prata.

Eno Bókoti

O nome Eno Bókoti na linguagem dos índios terena, significa muitas cachoeiras. O passeio inicia-se por uma trilha de 2 km pela mata ciliar do Rio do Peixe.

Projeto Vivo

Passeio onde se aprende sobre educação e conservação ambiental em trilha interpretativa, bote, oficina de artes e reciclagem de papel.

Rio Sucuri Ecoturismo

Trilha para observar diversos animais e árvores com visita à nascente do Rio Sucuri, onde há um mirante elevado sobre as águas cristalinas.

Galeria de Fotos[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Turismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.