Turismo em Mato Grosso do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Esta página relaciona todos os dados sobre o Turismo de Mato Grosso do Sul

Mundialmente conhecido por sua biodiversidade, possui atrativos naturais e culturais que podem ser vistos ao participar de passeios turísticos. Os cenários são distintos e com belezas peculiares, sendo rico em flora, fauna e exuberância da natureza. A dedicação de seus habitantes o tornaram uma das mais produtivas áreas agrícolas e seus visitantes devem provar sua comida típica. O turismo ecológico também representa uma importante fonte de receita para o estado.

Território[editar | editar código-fonte]

Localizado na região Centro-Oeste do Brasil juntamente com Goiás, Mato Grosso e Distrito Federal, o Mato Grosso do Sul faz divisa com cinco estados brasileiros: Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Goiás, Mato Grosso e também fronteira ao sul com o Paraguai e a oeste com a Bolívia, sendo banhado pelo sistema dos rios Paraná e Paraguai e seus afluentes e vegetação dominante características de cerrado.do

História[editar | editar código-fonte]

Mato Grosso do Sul, que nasceu da divisão de Mato Grosso em 11 de outubro de 1977, tem o privilégio de mostrar para o mundo uma região abençoada pela natureza: na sua história, os mares de Xaraés como a origem do Pantanal; a chegada dos primeiros colonizadores em busca do ouro; sua cultura construída a partir da influência da sua ocupação humana datada de 10.000 aC pelos indígenas e da proximidade com a fronteira.

Modalidades turísticas[editar | editar código-fonte]

Tenda de artesanato em Bonito.
Recipiente típico de tereré.

O Pantanal, uma das maiores planícies de sedimentação do mundo, aproximadamente 140 mil km², com 65% do seu território no Estado de Mato Grosso do Sul apresenta fauna e flora de rara beleza e abundância influenciado por quatro grandes biomas: Amazônia, Cerrado, Chaco e de Mata Atlântica que se estende até a Região da Serra da Bodoquena. O Pantanal foi reconhecido pela UNESCO, no ano 2000, como Reserva da Biosfera, por ser uma das mais exuberantes e diversificadas reservas naturais da Terra.

De origem e tradição agropecuária, o Estado tem na sua gastronomia uma resultante dos elementos culturais e naturais que construíram suas tradições e costumes: a variedade de peixes que se reflete numa culinária rica e exótica onde o churrasco com mandioca também é muito apreciado, assim como o tereré (espécie de mate gelado); os doces caseiros feitos de frutas típicas da região; da influência fronteiriça, a chipa, a saltenha, a sopa paraguai e o locro. Dentre as manifestações culturais, no artesanato, a expressão indígena é predominante com belíssimas peças rústicas e originais.

Regiões turísticas[editar | editar código-fonte]

Todo esse mosaico natural e cultural que o Estado de Mato Grosso do Sul possui estão abrigados nos 78 Municípios. Estão a disposição para se conhecer e desfrutar 10 regiões turísticas, que pode ser percebida na relação abaixo:

Caminhos da Fronteira[editar | editar código-fonte]

Compreende a região fronteiriça com o Paraguai e abrange 9 municípios: Amambai, Antônio João, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Laguna Carapã, Paranhos, Ponta Porã, Sete Quedas e Tacuru.

Caminho dos Ipês[editar | editar código-fonte]

Compreende a região central do estado de Mato Grosso do Sul, que abrange as cidades de Campo Grande, Rochedo, Rio Negro, Terenos, Corguinho, Jaraguari, Ribas do Rio Pardo, Dois Irmãos do Buriti, Nova Alvorada do Sul e Sidrolândia.

Cone Sul[editar | editar código-fonte]

Inclui todo o sul e parte do sudeste do estado. Abrange 7 municípios: Eldorado, Iguatemi, Itaquirai, Japorã, Juti, Mundo Novo e Naviraí.

Costa Leste[editar | editar código-fonte]

Compreende a região leste e abrange 7 municípios. Fazem parte da Costa Leste os seguintes municípios: Anaurilândia, Aparecida do Taboado, Bataguassu, Brasilândia, Santa Rita do Pardo, Selvíria e Três Lagoas.

Grande Dourados[editar | editar código-fonte]

Região de Dourados

Compreende a região da Grande Dourados, situado no sul do estado, que abrange 10 municípios: Caarapó, Deodápolis, Douradina, Dourados, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Itaporã, Maracaju, Rio Brilhante e Vicentina.

Pantanal[editar | editar código-fonte]

Pôr do sol no Pantanal.

Compreende a região do Pantanal e abrange 6 municípios: Anastácio, Aquidauana, Corumbá, Ladário, Miranda e Porto Murtinho.

Rota Norte[editar | editar código-fonte]

Compreende a região norte e abrange 10 municípios: Alcinópolis, Bandeirantes, Camapuã, Costa Rica, Coxim, Figueirão, Pedro Gomes, Rio Verde de Mato Grosso, São Gabriel do Oeste e Sonora.

Serra da Bodoquena[editar | editar código-fonte]

Trecho do rio da Prata em Jardim.
Bonito, um dos principais polos de ecoturismo do país.

Compreende a região sudoeste do estado e abrange 7 municípios: Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Caracol, Guia Lopes da Laguna, Jardim e Nioaque.

Vale das Águas[editar | editar código-fonte]

Compreende a região sudeste e abrange 7 municípios: Angélica, Batayporã, Ivinhema, Jateí, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul e Taquarussu.

Vale do Aporé[editar | editar código-fonte]

Compreende a região noroeste e abrange 5 municípios: Água Clara, Cassilândia, Chapadão do Sul, Inocência e Paranaíba.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Bandeira do Estado de Mato Grosso do Sul
Mato Grosso do Sul
História • Política • Geografia • Demografia • Economia • Cultura • Turismo • Portal • Imagens


Ícone de esboço Este artigo sobre Turismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.