Turismo na Região Sul do Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A região Sul do Brasil, composta pelos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, tem como principais atrações turísticas as suas belezas naturais, praias, cidades históricas e suas colônias europeias, além do clima bem definido, marcado principalmente pelo inverno rigoroso.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Turismo ecológico[editar | editar código-fonte]

Praia de Naufragados, em Florianópolis

O Parque Nacional do Iguaçu, onde se localizam as Cataratas do Iguaçu, atrai turistas do mundo inteiro. Está localizado no extremo-oeste do estado do Paraná. Sua área total é de 185.262,2 hectares e em 1986 recebeu o título, concedido pela UNESCO, de Patrimônio Mundial.

Praias[editar | editar código-fonte]

Durante os dias quentes de verão, as praias de Santa Catarina são procuradas e frequentadas por turistas de todo o Brasil e de outros países estrangeiros (sobretudo da Argentina e do Uruguai). Florianópolis é uma das cidades mais procuradas. Toda a região apresenta boa infra-estrutura para receber os turistas, com destaque para as praias de Balneário Camboriú, Canasvieiras, Barra Velha, etc.

As praias do Rio Grande do Sul também são procuradas pelos turistas locais, com destaque para a Praia de Torres.

Turismo histórico[editar | editar código-fonte]

São pontos turísticos os patrimônios da humanidade: Ruínas Jesuítico-Guarani de São Miguel Arcanjo, em São Miguel das Missões, no Rio Grande do Sul. Fundada em 1632 pelos jesuítas da Companhia de Jesus, congregou milhares de indígenas guaranis que foram catequizados. Hoje em dia, após quase 400 anos de sua fundação, as ruínas podem ser visitadas pelos turistas.

Turismo de inverno[editar | editar código-fonte]

A região Sul é a única região brasileira a apresentar clima temperado e possuir estações bem definidas. O turismo de inverno é um grande atrativo na região. A serra Catarinense apresenta as temperaturas mais baixas, com uma média anual de 13°C e podendo alcançar 10° Celsius negativos, não sendo raro a ocorrência de neve, sobretudo em São Joaquim.

As serras gaúchas também apresentam temperaturas abaixo de 0°C e possuem ótima infra-estrutura em cidades como Gramado e Canela. Em Cambará do Sul (RS), localiza-se o Parque Nacional de Aparados da Serra, onde fica o cânion do Itaimbezinhense.

Colônias europeias[editar | editar código-fonte]

O Sul do Brasil foi fortemente marcado pela imigração europeia do século XIX, principalmente oriunda da Alemanha e Itália. Os imigrantes fundaram colônias que se tornaram grandes cidades, como Caxias do Sul, São Leopoldo, Joinville ou Blumenau. Porém, grandes partes dessas colônias continuaram pequenas e essencialmente agrícolas, onde os descendentes dos imigrantes preservam os costumes dos antepassados.

Os alemães colonizaram todo o vale do rio dos Sinos (RS), o Vale do Itajaí e o norte catarinense (SC) e a região de Ponta Grossa e municípios próximos (PR). Cidades como Teutônia, Novo Hamburgo, Schroeder e Jaraguá do Sul são fortemente marcadas pela presença dos colonos alemães, seja na arquitetura, no sotaque das pessoas e no Oktoberfest. A cidade mais alemã do Brasil é Pomerode, sendo 92% da população descendente de alemães.

Os italianos colonizaram principalmente o nordeste gaúcho, o sul catarinense e a região metropolitana de Curitiba. Cidades como Garibaldi, Bento Gonçalves, Nova Roma do Sul, Nova Trento e Farroupilha preservam os costumes dos antepassados italianos, principalmente na culinária, na música e nas festas.

A colonização eslava é presente, sobretudo no Paraná, na região de Curitiba (colonizada por poloneses) e em cidades como Prudentópolis (colonizada por ucranianos).

Turismo urbano[editar | editar código-fonte]

A região sul do Brasil é composta de grandes centros urbanos quais como:

Paraná[editar | editar código-fonte]

  • Curitiba: Capital do estado do Paraná, Curitiba é a maior cidade do sul do Brasil e sede da segunda maior região metropolitana do sul do país. É uma das cidades mais desenvolvidas do Brasil, sendo considerada uma cidade modelo. Conta com uma extensa área urbana, a qual abriga diversas formas de lazer e entretenimento como: parques, museus, referências arquitetônicas, restaurantes e muito outras.
Curitiba, a maior cidade do sul do Brasil.
  • Londrina: É a segunda cidade mais populosa do Paraná e terceira do sul brasileiro. Cidade desenvolvida possui uma boa qualidade de vida e é um dos destinos mais procurados no estado.
  • Ponta Grossa: É um dos principais centros industriais de interior do estado, assim como uma das maiores cidades.
  • Cascavel: Cidade moderna e desenvolvidade, Cascavel é conhecida como a Capital do Oeste do paranaense, sendo um dos seus principais centros econômicos.

Santa Catarina[editar | editar código-fonte]

  • Joinville: É a cidade mais populosa do estado, apesar de não ser a capital. Conta com diversos áreas de lazer e principalmente de cultura. Suas construções são inspiradas nas homônimas europeias, e atraem milhares de visitantes. Possui a única filial da Escola do Teatro Bolshoi fora da Rússia.
  • Florianópolis: Capital catarinense, conta com diversos pontos turísticos em seu território, sendo um dos destinos mais procurados nacionalmente. Suas principais atrações são: a Ponte Hercílio Luz, seu principal cartão-postal, praias, a Lagoa da Conceição, museus, centros culturais, trilhas, além de seu principal chamativo, a natureza exuberante.
Luzes de Florianópolis, em destaque, a Ponte Hercílio Luz.

Rio Grande do Sul[editar | editar código-fonte]

  • Porto Alegre: Sede da maior metrópole da região sul, segunda maior cidade do sul brasileiro, Porto Alegre é uma das principais cidades do país, contando com uma grande diversidade de lazer e entretenimento.
Porto Alegre, sede da maior metrópole do sul do Brasil.
  • Caxias do Sul: Segunda maior cidade do estado, é o segundo pólo metal-mecânico do país e um dos maiores da América Latina. Está localizada no interior do estado, sendo uma cidade desenvolvida, com verticalização, IDH elevado e uma forte economia, tendo o 34º maior PIB do país. Possui diversos atrativos como as belezas naturais, arquitetura histórica, a culinária típica local, a tradicional Festa da Uva e diversas opções de lazer.
  • Pelotas: Terceira maior cidade é uma das mais procuradas no estado. Conta com diversas opções de lazer e de entretenimento, como a tradicional Fenadoce (Feira Nacional do Doce), muitos edifícios e monumentos históricos, cultura e hotéis.

Regiões turísticas[editar | editar código-fonte]

O Rio Grande do Sul pode ser dividido nas seguintes regiões turísticas:

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]