Tutmés I

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tutmés I

Tutmés I ou Tutmósis I (reinou de 1494 a 1482 a.C.) é o nome dado por historiadores modernos para um faraó da décima oitava dinastia do Egito Antigo. Seu antecessor foi Amenófis I Djeserkara e seu sucessor foi Aakheperenra Tutmés II.[1]

Desde cerca de 2000 a.C., os faraós tinham cinco nomes, quatro destes ele recebia quando se tornava rei, e o quinto que ele recebia ao nascer. Os nomes de Tutmés I eram:[1]

  • Hórus amado touro, amante da verdade (o nome de Hórus, manifestação do falcão celeste)
  • Aquele das duas damas, erguido com a serpente de fogo, grande em força (porque o Egito era dividido em dois, representado pela deusa-cobra Wadjet e a deusa-abutre Nekhbet)
  • Hórus de ouro, perfeito em anos, aquele que faz os corações viverem (o nome do Hórus dourado, representando a eternidade)
  • Aquele do papiro e da abelha Aakheperkara (papiro e abelha representam, respectivamente, o Alto e Baixo Egito)
  • Filho de Tutmés que vive para sempre (o nome pessoal, como filho do deus-Sol Rá)

Referências

  1. a b Jona Lendering, Egyptian Pharaos [em linha]
Precedido por
Amenófis I
Faraó
XVIII Dinastia
Sucedido por
Tutmés II
Ícone de esboço Este artigo sobre um Faraó é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.