Tutoria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde abril de 2010).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.

A tutoria também chamada de mentoring é um método muito utilizado para efectivar uma interacção pedagógica. Os tutores acompanham e comunicam-se com seus alunos de forma sistemática, planejando, dentre outras coisas, o seu desenvolvimento e avaliando a eficiência de suas orientações de modo a resolver problemas que possam ocorrer durante o processo.

Uma de suas aplicações, por exemplo, pode ser dentro do processo pedagógico aplicado em instituições educacionais, onde exista a tendência de desistência do aluno frente aos desafios encontrados. Neste caso, o contacto com o aluno começa pelo conhecimento de toda a estrutura do curso e é necessário que o acompanhamento ocorra com frequência regular, de forma rápida e eficaz.

Figura do Tutor[editar | editar código-fonte]

Um tutor (do latim: "tutor "," protector ") está presente em universidades ou colégios e consiste numa pessoa envolvida na gestão da informação e outras funções. Esta forma especial do curso é também chamada Tutoria, Tutoriat ou tutorial onde o tutor observa os problemas dos estudantes e ajuda, prestando assistência de forma mais célere, eficaz e imediata. O tutor pode ser, ele próprio, ainda um estudante. Este facto tem a vantagem de propiciar um contacto menos formal junto do aluno tutorado de forma a que a mensagem transmitida pelo tutor seja mais rapidamente compreendida e assimilada o que facilita o acesso ao conhecimento, e que numa relação demasiado formal poderá ser dificultada ou mesmo impedida.

Em EaD (Educação a Distância) conforme Sá (1998)1 , o tutor recebeu o significado de orientador de aprendizagem do aluno solitário e isolado que, frequentemente, necessita do docente ou de um orientador para indicar o que mais lhe convém em cada circunstância. Outros termos utilizados como tutor em EaD seriam: 'orientador acadêmico' ou 'facilitador'.

Hoje[editar | editar código-fonte]

Um tutorial ou uma tutoria em uma universidade é um curso de estudos básicos no qual estudantes de um curso avançado são apoiados pelos estudantes com conhecimentos básicos e habilidades aprofundadas e tem como exigência imprescindível as capacidades oratória e pedagógica. Já aos docentes, não são exigidas tais capacidades. No entanto, no âmbito da Tutoria, esta exigência é fundamental, visto que a sua existência tem como meta suprir a falta de comunicação entre os estudantes e os docentes, provocada pela grandeza das universidades e pelo número elevado de alunos, o que impossibilita que um professor conheça as dificuldades de cada um de seus alunos e mantenha diálogo com cada um deles ao longo do curso.

A aprendizagem tutorial exige estrutura predeterminada e predefinida. Este tipo de aprendizagem tem suas raízes no cognitivismo. O tutor guia o tutorado com auxílio de um fio condutor que atravessa uma grande parte linear das disciplinas. O tutor conhece as necessidades e soluções, pelo fato de ter vivenciado semelhantes dificuldades e por conhecer formas de superá-las. Ele pode ser um grande amparo para o aluno em todo o momento em que o aluno tutorado estiver sobrecarregado, intervindo e auxiliando-o. Esta estratégia de condução da aprendizagem agrada muitos alunos, porque sentem-na pouco restritiva, pouco limitadora, simplesmente porque acabam por aprender a dominar um bloco de disciplinas de maneira muito eficiente, por ser-lhes também dada uma série de dicas sobre métodos de estudo e formas de apreensão das matérias. Representantes do construtivismo rejeitam esta estratégia e concentram-se na descoberta da aprendizagem, o que o treinador será mais qualificado.

Em alemão Tutor significa, no campo educativo, o mesmo que, em português, a figura do tutor. Importante não misturar o significado em alemão de Tutor com Hiwi ou HiWi, que é um sinônimo inoficial para a palavra alemã Studentische Hilfskräfte, este sendo um estudante que presta serviços para algum instituto universitário. Nas universidades alemãs, um tutor pode ser um Hiwi, mas pode ser também pessoa graduada contratada pela universidade.2

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. SÁ, I. M. A. A educação a distância: processo contínuo de inclusão social. Fortaleza: CEC, 1998.
  2. WAHRIG, G.; HERMANN, U.; LAWETZKY, M.. Deutsches Wörterbuch. München: Bertelsmann Lexikon Verlag, 2002. ISBN 3-577-10079-6
  • Em Português:
    • Bernhoeft, Rosa Elvira Alba de, Mentoring, Gente (2001)
    • Merlevede, Patrick E. / Bridoux, Denis C. Dominando o mentoring e o coaching - (2008)
    • Shea, Gordon F., Mentoring - Como Desenvolver O Comportamento, Qualitymark (2001)
  • Em Inglês:
    • Bozeman,B. and Feeney, M. K. (2007). Toward a useful theory of mentoring: A conceptual analysis and critique. "Administrative and society." 39 (6),719 - 739. [1]
    • Buell, C.(2004) Models of mentoring in communication. "Communication Education." 53(3),56-73.
    • Bullis, C. and Bach, W. B. (1989). Are mentor relationships helping organizations? An exploration of developing mentee-mentor -organizational identification using turning point analysis. "Communicatiion Quaterly" 37 (3),199 -213.
    • Clutterbuck, David - Everyone needs a mentor
    • Pompper, D. and Adams, J.(2006).Under the microscope: Gender and mentor-protege relationships. "Science Direct" Public Relations Review 32, 309 -315. www.sciencedirect.com

Ligações externas[editar | editar código-fonte]



Ícone de esboço Este artigo sobre educação ou sobre um educador é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.