Two Flags West

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Entre dois juramentos
Two Flags West
Entre dois juramentos (PT/BR)
 Estados Unidos
1950 • cor • 92 min 
Direção Robert Wise
Roteiro Casey Robinson
Frank S. Nugent
Curtis Kenyon
Elenco Joseph Cotten
Linda Darnell
Jeff Chandler
Cornel Wilde
Género western
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Two Flags West (br / pt.: Entre dois juramentos) é um filme estadunidense de 1950 do gênero Western dirigido por Robert Wise. Roteiro de Casey Robinson de uma história de Frank S. Nugent e Curtis Kenyon.

O filme teve locações em San Ildefonso Pueblo, Novo México e aparecem construções de centenas de anos dos nativos (Tewa) próximas do cenário do Forte Thorn e em Black Mesa.[1]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Notas: A Fox queria para o papel do Coronel Clay Tucker Victor Mature ou Richard Basehart mas Joseph Cotten entrou para o elenco no último instante.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

No outono de 1864, remanescentes de um regimento confederado de cavalaria da Geórgia são prisioneiros da União em um campo em Rock Island, Illinois. Sob o comando do coronel Clay Tucker, muitos estão doentes e feridos. Percebem uma chance de escapar quando o capitão da União Mark Bradford lhes propõe liberdade em troca deles ajudarem as tropas da União a combaterem os Apaches no remoto Novo México. O major comandante do Forte Thorn, local aonde os confederados são levados, suspeita que os recem-chegados planejam escapar e os hostiliza. Quando tudo estava pronto para a deserção e fuga, o coronel (agora tenente) Tucker recebe ordens de agentes confederados para esperar, havendo informações sobre um plano para apoiarem a criação de uma nova frente da Guerra Civil no Oeste.

Referências históricas[editar | editar código-fonte]

O roteirista Frank S. Nugent desenvolveu a trama do filme enquanto escrevia o script de She Wore a Yellow Ribbon em 1948. Durante as pesquisas, Nugent consultou os historiadores Dee Brown e Martin F. Schmitt, autores de Fighting Indians of the West, sobre os "Galvanized Yankees" ou confederados que se aliaram a União [2] . Nugent submeteu sua história The Yankee From Georgia para a Metro Goldwyn Mayer mas não recebeu resposta. O projeto foi para a Fox que usou o título provisório de Trumpet to the Morn.

O histórico Forte Thorn foi construído em dezembro de 1853 no lado oeste do Rio Grande, próximo de Las Cruces, Novo México (atual Hatch), com a intenção de ser uma defesa contra os índios Apache, inicialmente as tribos dos Mescaleros. O Forte Thorn ficou sendo o final de uma estrada construída em 1856 que cruzava o Arizona vinda do Forte Yuma. Em 1860, o posto deixou de ter uma guarnição permanente.[3]

Em 1861 o Forte foi reocupado quando a Guerra Civil começou e o Texas organizou uma força expedicionária para separar o Novo México do Arizona. As tropas da União deixaram o Forte Thorn em agosto depois de uma derrota em Mesilla, Novo México. As tropas confederadas ocuparam o local em janeiro de 1862 como patamar de um avanço para o norte mas em abril os confederados foram forçados a recuarem no Novo México. O Forte Thorn voltou a ser um posto militar da União em 4 de julho de 1862.[3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. [1]
  2. Brown depois escreveu o livro The Galvanized Yankees e falou sobre o plano confederado de ligar El Paso, Texas com a Califórrnia, por volta do final de 1864
  3. a b Keleher, William A. (1951, 1982). Turmoil in New Mexico. Rydal Press, ISBN 0826306322, p. 271, note 58.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]