U-556

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
U-556
U-Boot Tipo VIIC.
Carreira   Bandeira da marinha que serviu
Data de encomenda 25 de setembro de 1939
Estaleiro Blohm + Voss, Hamburgo[1]
Batimento de quilha 2 de janeiro de 1940
Lançamento 7 de dezembro de 1940
Comissionamento 6 de fevereiro 1941
Período de serviço 1941
Estado Afundado por cargas de profundidade
Fatalidade 27 de junho de 1941
Características gerais
Tipo de navio Submarino
Classe Tipo VIIC[2] [3]
Deslocamento 769 toneladas (superfície)
871 toneladas (submerso)
Altura 9,55 m
Comprimento 67,1 m
Boca 6,18 m
Calado 4,74 m
Propulsão 3 200 HP (superfície)
750 HP (submerso)
Velocidade 17,7 nós (32,8 km/h) (superfície)
7,6 nós (14,1 km/h) (submerso)
Autonomia 8 500 milhas (15 742 km) / 10 nós (18,5 km/h) (superfície)
80 milhas (148,2 km)/ 4,0 nós (7,4 km/h) (submerso)
Profundidade máximo de 220 m
Armamento lança torpedos 4/1 (tubos de popa/tubos de convés), 14 torpedos
Canhão de 88 mm, 250 tiros
Canhão anti-aéreo de 20 mm, 4 380 tiros
Tripulação 46 tripulantes

Unterseeboot 556 foi um submarino alemão do Tipo VIIC, operando na Kriegsmarine durante a Segunda Guerra Mundial.[4] [5] O seu projeto foi encomendado no dia 25 de setembro de 1939, sendo construído pela Blohm + Voss em Hamburgo e lançado ao mar no dia 7 de dezembro de 1940. Foi comissionado no dia 6 de fevereiro de 1941 pelo Kapitänleutnant Herbert Wohlfarth.[4]

O U-556 esteve em operação no ano de 1941, realizando neste período duas patrulhas de guerra, nas quais afundou e danificou sete navios, num total de 34 358 toneladas de arqueação.[4]

Foi afundado no dia 27 de junho de 1941 no Atlântico norte [coordenadas 1] por cargas de profundidade lançadas pelos navios de corveta britânicos HMS Nasturtium, HMS Celandine e HMS Gladiolus, causando a morte de 5 de seus tripulantes, deixando 41 sobreviventes.[4] [6] [7] [8]

Comandantes[editar | editar código-fonte]

Comandante[6] Data
Kptlt. Herbert Wohlfarth 6 de fevereiro de 1941 - 27 de junho de 1941

Operações[editar | editar código-fonte]

Primeira Patrulha de Guerra[editar | editar código-fonte]

O U-556, comandado pelo Kptlt Herbert Wohlfarth, partiu em sua primeira patrulha de guerra no dia 1 de maio de 1941 a partir da base de Kiel.[9] Alguns dias mais tarde, em 6 de maio, interceptou o navio pesqueiro Emanuel de 166 toneladas, afundando-o por disparo de canhão [coordenadas 2] deixando três de seus tripulantes mortos e um número desconhecido de sobreviventes.[10]

Pouco tempo depois, no dia 10 de maio, se juntou ao Rudeltaktik West, operação que mobilizou dezenas de U-Boots e que resultou no afundamento de 56 embarcações aliadas.[11] O U-556 atacou o comboio OB-318 juntamente com outros cinco submarinos alemães, conseguindo afundar três de suas embarcações.[12]

Logo nas primeiras horas do dia 10 de maio, o navio mercante britânico Aelybry de 4 986 toneladas foi torpedeado e danificado às 4h e 42min [coordenadas 3] , sendo afundado pelo U-110 na noite do dia seguinte. Este ataque causou a morte de nove tripulantes, deixando 32 sobreviventes, entre eles estava o comandante do navio Harold William Brockwell. Os sobreviventes foram resgatados pelo navio de passageiros português Lourenço Marques.[13]

Algumas horas mais tarde foi localizado o navio mercante britânico Empire Caribou de 4 861 toneladas, comandado pelo capitão Bernard Edwin Duffield, que havia se separado do comboio OB-318, sendo torpedeado [coordenadas 4] e vindo a afundar às 7h 52min. Neste ataque morreram 34 tripulantes, dentre estes estava o seu capitão, dois operadores de canhão e 31 marinheiros enquanto que sobreviveram 11 tripulantes, nove destes marinheiros e dois operadores de canhão que foram resgatados pelo HMS Malcolm.[14]

Em continuidade a sua perseguição ao comboio OB-318, localizou o navio marcante de bandeira belga Gand de 5 086 toneladas, comandado pelo capitão Michel Hostens, que também havia se desprendido do comboio OB-318. O ataque ocorreu às 20h 37min vindo a afundar logo após ter sido torpedeado a 210 milhas do Cabo Farewell [coordenadas 5] . Dos 44 tripulantes, ocorreu a morte de um membro, enquanto que os demais 43 sobreviveram ao ataque, sendo resgatados logo em seguida.[15]

Após mais alguns dias em patrulha, localizou o comboio HX-126 e iniciou o ataque a seus navios no dia 20 de maio de 1941.[16] Participaram ainda do ataque a este comboio outros dez submarinos alemães, causando o afundamento de nove embarcações. Três navios foram afundados pelo submarino alemão, atingindo os alvos às 14h 48min, logo em seguida às 14h 50min e o último às 15h 16min.[17]

Foi atacado pelo U-556 o navio tanque britânico British Security de 8740 toneladas, carregando 11200 toneladas de querosene e benzeno. O navio foi atingido por um único torpedo e incendiou, devido a carga que levava, queimou por três dias até afundar [coordenadas 6] . Morreram neste ataque o capitão Arnold James Akers todos os 48 membros da tripulação e quatro operadores de canhão, não restando nenhum sobrevivente.[17] [18] [19]

O segundo navio atingido foi o navio mercante britânico Cockaponset de 5 995 toneladas, comandado pelo capitão Benjamin Green. Foi alvejado por um torpedo e veio a afundar logo em seguida [coordenadas 7] . Toda a sua tripulação sobreviveu ao ataque, sendo o capitão e os 40 tripulantes resgatados pelo navio de resgate Hontestroom e deixados em terra em Reykjavik no dia 27 de maio.[18]

O terceiro navio a ser atingido foi o navio britânico Darlington Court de 4 974 toneladas, comandado pelo capitão Charles Hurst. Foi alvejado por um único torpedo e veio a afundar [coordenadas 8] . Morreram 28 das 40 pessoas a bordo, entre eles 22 membros da tripulação, três operadores de canhão e três passageiros, sobrevivendo os outros 12, entre eles o capitão, dez membros da tripulação e um operador de canhão que foram resgatados pelo navio Hontestroom e deixados em terra em Reykjavik no dia 27 de maio.[19]

Após esta sequência de ataques, O U-556 permaneceu em alto mar até o dia 30 de maio de 1941, atracando na base de Lorient após ter permanecido 30 dias em patrulha, afundando um total de 34 538 toneladas.[9]

Segunda Patrulha de Guerra[editar | editar código-fonte]

Permaneceu na base de Lorient por mais algumas semanas, partindo para a sua segunda e última patrulha no dia 19 de junho de 1941 rumo às águas do Atlântico norte. Após passados nove dias desde a sua partida, foi localizado pelos navios de corveta britânicos HMS Nasturtium, HMS Celandine e HMS Gladiolus. Foi atacado por cargas de profundidade e veio a afundar [coordenadas 9] . Dos 46 tripulantes que estavam a bordo do submarino, cinco morreram e os 41 sobreviventes, incluindo o seu capitão, se tornaram prisioneiros de guerra, somente retornando para casa no dia 14 de julho de 1947.[20] [21] [6] [7] [8]

Subordinação[editar | editar código-fonte]

Período Flotilha[6]
6 de fevereiro de 1941 - 27 de junho de 1941 1. Unterseebootsflottille

Patrulhas[editar | editar código-fonte]

Comandante Partida Chegada Dias Toneladas[6]
1 Kptlt. Herbert Wohlfarth 1 de maio de 1941 Kiel 30 de maio de 1941 Lorient 30 dias[9] 34 538
2 Kptlt. Herbert Wohlfarth 19 de junho de 1941 Lorient 27 de junho de 1941 Afundado 9 dias[20]
Total 39 dias 34 358 t

Navios atacados[editar | editar código-fonte]

  • 6 navios afundados, num total de 29 552 GRT
  • 1 navio danificado, num total de 4 986 GRT
Data Comandante Nome da Embarcação Toneladas Nacionalidade Comboio Local do ataque
6 de maio de 1941 Herbert Wohlfarth Emanuel[10] 166 Ilhas Feroé 62° 06' N 08° 10' O
10 de maio de 1941 Herbert Wohlfarth Aelybry(danificado)[13] 4,986  Reino Unido OB-318[12] 59° 23' N 35° 25' O
10 de maio de 1941 Herbert Wohlfarth Empire Caribou[14] 4,861  Reino Unido OB-318[12] 59° 28' N 35° 44' O
10 de maio de 1941 Herbert Wohlfarth Gand[15] 5,086  Bélgica OB-318[12] 57° 45' N 37° 34' O
20 de maio de 1941 Herbert Wohlfarth British Security[17] 8,470  Reino Unido HX-126[16] 57° 14' N 39° 23' O
20 de maio de 1941 Herbert Wohlfarth Cockaponset[18] 5,995  Reino Unido HX-126[16] 57° 28' N 41° 07' O
20 de maio de 1941 Herbert Wohlfarth Darlington Court[19] 4,974  Reino Unido HX-126[16] 57° 28' N 41° 07' O
Total 34 538 t

Operações conjuntas de ataque[editar | editar código-fonte]

O U-556 participou das seguinte operações de ataque combinado durante a sua carreira:[4]

Nesta operação, o U-556 atacou o comboio OB-318, afundando o navio britânico Empire Caribou e o belga Gand e danificou o navio britânico Aelybry.[11]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Coordenadas

Referências

  1. Guðmundur Helgason. Blohm & Voss, Hamburg (em inglês) u-boat.net. Visitado em 26 de fevereiro de 2012.
  2. Deutsche U-Boote 1935 - 1945. Typ VIIC (em alemão). Visitado em 26 de fevereiro de 2012.
  3. Uboat.net. Type VIIC (em inglês). Visitado em 26 de fevereiro de 2012.
  4. a b c d e Guðmundur Helgason. U-556 (em inglês) uboat.net. Visitado em 28 de janeiro de 2014.
  5. U-556 (em alemão) Lexikon der Wehrmacht. Visitado em 28 de janeiro de 2014.
  6. a b c d e Sharpe 1998, p. 114
  7. a b Möller 2004, p. 84
  8. a b Miller 2000, p. 188
  9. a b c Guðmundur Helgason. Patrol info for U-556 (em inglês) uboat.net. Visitado em 26 de fevereiro de 2012.
  10. a b Guðmundur Helgason. Emanuel (Faroese Steam trawler) (em inglês) uboat.net. Visitado em 26 de fevereiro de 2012.
  11. a b c Guðmundur Helgason. Wolfpack West (em inglês) Uboat.net. Visitado em 26 de fevereiro de 2012.
  12. a b c d Guðmundur Helgason. Convoy OB-318 (em inglês) Uboat.net. Visitado em 26 de fevereiro de 2012.
  13. a b Guðmundur Helgason. Aelybry (British Steam merchant) (em inglês) uboat.net. Visitado em 26 de fevereiro de 2012.
  14. a b Guðmundur Helgason. Empire Caribou (British Steam merchant) (em inglês) uboat.net. Visitado em 26 de fevereiro de 2012.
  15. a b Guðmundur Helgason. Gand (Belgian Steam merchant) (em inglês) uboat.net. Visitado em 26 de fevereiro de 2012.
  16. a b c d Guðmundur Helgason. Convoy HX-126 (em inglês) uboat.net. Visitado em 26 de fevereiro de 2012.
  17. a b c Guðmundur Helgason. British Security (British Motor tanker) (em inglês) uboat.net. Visitado em 26 de fevereiro de 2012.
  18. a b c Guðmundur Helgason. Cockaponset (British Steam merchant) (em inglês) uboat.net. Visitado em 26 de fevereiro de 2012.
  19. a b c Guðmundur Helgason. Darlington Court (British Motor merchant) (em inglês) uboat.net. Visitado em 26 de fevereiro de 2012.
  20. a b Guðmundur Helgason. Patrol info for U-556 (em inglês) uboat.net. Visitado em 26 de fevereiro de 2012.
  21. Niestlé, 1998

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre U-556
  • Blair, Clay. Hitler's U-boat War: The Hunters, 1939-1942 (em inglês). Nova Iorque: Random House, 1996. 774 pp. ISBN 0394588398
  • Blair, Clay. Hitler's U-boat War, Vol II (em inglês). Nova Iorque: Random House, 1998. 820 pp. ISBN 0679457429
  • Jürgen, Rohwer; Gerhard Hümmelchen. Chronology of the war at sea 1939-1945 : the naval history of world War Two (em inglês). 2ª ed. Annapolis, Maryland (USA): Naval Institute Press, 1992. 432 pp. ISBN 155750105X
  • Miller, David. U-Boat: History, Development and Equipment 1914-1945 (em inglês). Londres: Conway Maritime Press, 2000. 208 pp. ISBN 0-85177-790-2
  • Möller, Eberhard; Werner Brack. The Encyclopedia of U-Boats: From 1904 to the Present (em inglês). Londres: Greenhill Books, 2004. 239 pp. ISBN 1-85367-623-3
  • Niestle, Axel. German U-Boat Losses During World War II (em inglês). Annapolis, Maryland (USA): Naval Institute Press, 1998. 160 pp. ISBN 1557506418
  • Sharpe, Peter. U-Boat Fact File (em inglês). Inglaterra: Midland Publishing, 1998. 224 pp. ISBN 1857800729
  • Stern, Robert Cecil. Type VII U-boats (em inglês). Annapolis, Maryland (USA): Naval Institute Press, 1991. 160 pp. ISBN 1557508283
  • Whitley, Michael J. Destroyers of World War Two : an internat. encyclopedia. (em inglês). Londres: Arms and Armour Press, 1988. 319 pp. ISBN 0853689105
  • Wynn, Kenneth G. U-Boat Operations of the Second World War - Vol 1 (em inglês). Annapolis, Maryland (USA): Naval Institute Press, 1998. 368 pp. ISBN 1557508607
  • Wynn, Kenneth G. U-Boat Operations of the Second World War - Vol 2 (em inglês). Annapolis, Maryland (USA): Naval Institute Press, 1998. 336 pp. ISBN 1557508623

Ligações externas[editar | editar código-fonte]