U-94

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
U-94
O U-94 sendo recepcionado pelo Almirante Karl Dönitz na base de St. Nazaire (junho de 1941).
Carreira   Bandeira da marinha que serviu
Data de encomenda 30 de maio de 1938
Construção 9 de setembro de 1939
Estaleiro F. Krupp Germaniawerft AG, Kiel.[1]
Lançamento 12 de junho de 1940
Comissionamento 10 de agosto de 1940
Período de serviço 1940 - 1942
Estado afundado por danos causados por cargas de profundidade.[2]
Fatalidade 27 de agosto de 1942 [3]
Características gerais
Tipo de navio Submarino
Classe Tipo VIIC [1]
Deslocamento 769 toneladas (superfície)
871 toneladas (submerso)
Altura 9,55 m
Comprimento 67,1 m
Boca 6,18 m
Calado 4,74 m
Propulsão 3 200 HP (superfície)
750 HP (submerso)
Velocidade 17,7 nós (32,8 km/h) (superfície)
7,6 nós (14,1 km/h) (submerso)
Autonomia 8 500 milhas (15 742 km) / 10 nós (18,5 km/h) (superfície)
80 milhas (148,2 km)/ 4,0 nós (7,4 km/h) (submerso)
Profundidade máximo de 220 m
Armamento lança torpedos 4/1 (tubos de popa/tubos de convés), 14 torpedos
Canhão de 88 mm, 250 tiros
Canhão anti-aéreo de 20 mm, 4 380 tiros
Tripulação 45 tripulantes

O Unterseeboot 94 foi um submarino alemão do Tipo VIIC, pertencente a Kriegsmarine que atuou durante a Segunda Guerra Mundial.[4]

O u-boot em seus 368 dias de patrulha no mar atacou 27 navios afundando 26 deles. O mercante brasileiro SS Cayrú estava nesta lista. Foi torpedeado e afundado no dia 8 de março de 1942, a 130 milhas náuticas a sudeste de Nova York seu porto de destino. Foram mortos 47 tripulantes e 6 passageiros neste ataque.[5] O bacalhoeiro português Maria da Glória registrado no porto de Aveiro foi uma outra vítima do U-94. O lugre de 3 mastros foi afundado a tiros de canhão em 5 de junho de 1942 no Atlântico Norte em uma posição ao sul da Groelândia, levando consigo 34 tripulantes de uma equipagem total de 44 homens. O pesqueiro partiu do porto de Lisboa e tinha pintado em seu costado uma grande bandeira de Portugal, identificando o navio como sendo de um país neutro.[6]

O submarino foi ao fundo no Mar do Caribe em agosto de 1942 depois de um bem sucedido ataque de um bombardeiro Consolidated PBY Catalina pertencente a Patrol Squadron 92 (VP-92) da Marinha dos Estados Unidos, seguido de um outro ataque da corveta HMCS Oakville (K-178) da Marinha Real do Canadá.[7] O U-94 ao subir pela última vez a superfície foi abalroado pela corveta canadense, seguido de uma ação de abordagem feita por dois marinheiros canadenses. O combate com mortos e feridos aconteceu no convés do submarino, com posterior invasão do interior do barco. O objetivo era a captura da máquina de códigos Enigma, tal intento não foi alcançado em consequencia da inundação do u-boot e seu rápido afundamento.[8] Este ataque foi relatado em um livro da série Men of Valor They Fight For You editado em 1942 como material de propaganda de guerra.

Os sobreviventes da embarcação alemã e os marinheiros canadenses foram recolhidos pelo HMCS Oakville (K-178) e pelo contra-torpedeiro USS Lea (DD-118) da Marinha dos Estados Unidos. Os prisioneiros foram transferidos para a Base Naval da Baía de Guantánamo aonde foram interrogados.[9]

Características técnicas[editar | editar código-fonte]

U-Boot Tipo VIIC.

O U-94 pertenceu a classe de u-boot Tipo VIIC.[1]

Comandantes[editar | editar código-fonte]

Kapitänleutnant Herbert Kuppisch em 1941.

Herbert Kuppisch (1909-1943) o primeiro comandante do U-94 iniciou a sua carreira naval em 1933 sempre ligado a força de submarinos. Esteve a frente do u-boot U-58 no início da guerra, participando de oito patrulhas quando foram afundados 4 navios, em seguida foi comandante do U-94 por 178 dias. Assumiu funções em terra no Departamento de treinamento e formação de pessoal (Operationsabteilung beim B.d.U.) no final de 1941. Esteve também ligado ao Alto Comando da Kriegsmarine (Oberkommando der Marine). Retornou ao mar ficando por um curto período no comando do submarino de longo alcance U-516. O seu último barco foi o U-847 que em sua primeira patrulha de guerra foi afundado no Mar de Sargaços levando consigo toda a tripulação.[10]

Otto Ites (1918-1982) ingressou na Kriegsmarine em 1936, servindo nos torpedeiros Kondor e Albatros. Em 1938 foi transferido para a força de submarinos alemã aonde foi oficial de observação nos u-boots U-51 e U-48. Em 1941 assumiu o comando do U-146 e em 45 dias de patrulha afundou 1 navio. O U-94 foi o seu último barco, depois de 5 patrulhas, 190 dias de mar e 14 navios afundados, foi feito prisioneiro de guerra quando o seu u-boot foi posto a pique por cargas de profundidade.[11]

Os dois comandantes foram agraciados com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro por seus feitos a frente do U-94.[7]

Comandante Período
Kptlt. Herbert Kuppisch 10 de agosto de 1940 - 29 de agosto de 1941
Oblt.zS. Otto Ites 29 de agosto de 1941 - 28 de agosto de 1942

Kptlt. (Kapitänleutnant) - Capitão-tenente
Oblt.zS. (Oberleutnant) - Primeiro-tenente

Operações[editar | editar código-fonte]

Capa do livro "Men of Valor".

O submarino esteve sob ataque em 7 de outubro de 1941, após afundar dois navios do Comboio ON-14. Foi perseguido por navios de escolta durante 4 horas e 98 cargas de profundidade foram lançados contra o u-boot, que danificado foi obrigado a retornar a base.[7]

Em 28 de agosto de 1942 o U-94 quando navegava na superfície no Mar do Caribe, ao sul do Haiti, foi surpreendido e atacado com cargas de profundidade lançadas por um avião bombardeiro do tipo Consolidated PBY Catalina pertencente a Patrol Squadron 92 (VP-92) da Marinha dos Estados Unidos. O barco submergiu mas foi obrigado a retornar a superfície em consequência de pesadas avarias, ficando impossibilitado de mergulhar novamente. Um navio-patrulha que presenciou o ataque avisou a corveta HMCS Oakville (K-178) da Marinha Real Canadense que em uma ação de abalroado imobilizou a embarcação.[7] Na sequência aconteceu uma ação de abordagem feita por dois marinheiros canadenses. O comandante Otto Ites foi ferido a bala assim como o maquinista do submarino. Os canadenses invadiram o interior do submergível com a intenção de salvar a máquina de códigos "Enigma" utilizado pelo submarino em suas comunicações radiofônicas. Esta ação não foi concluída pois o submarino nesta altura parcialmente inundado obrigou aos invasores e tripulação abandonarem o navio. Este ataque foi registrado em livro e utilizado como propaganda. Cinco sobreviventes do U-94 foram resgatados pelo HMCS Oakville (K-178) e outros 21 pelo contra-torpedeiro USS Lea (DD-118). Os prisioneiros foram levados para a Base Naval da Baía de Guantánamo em Cuba, e após interrogatório foram transferidos para os Estados Unidos aonde permaneceram até o final da guerra.[12]

Subordinação[editar | editar código-fonte]

7. Unterseebootsflottille.

O U-94 esteve baseado em Kiel no norte da Alemanha e em St. Nazaire na costa oeste da França, sob as ordens da 7. Unterseebootsflottille.[7] A 7ª flotilha de combate da Kriegsmarine foi criada em janeiro de 1940, como sucessora da U-Flotilla Wegener. Com a tomada da França os submarinos desta unidade foram deslocados de St. Nazaire e passaram a operar a partir da Noruega até a rendição no final do conflito.[13]

Período Flotilha Situação
operacional
Base
1 de agosto de 1940 - 31 de outubro de 1940 7. Unterseebootsflottille
AB [nota 1]
Kiel
1 de novembro de 1940 - 28 de agosto de 1942 7. Unterseebootsflottille
FB [nota 2]
Kiel/St. Nazaire

Patrulhas[editar | editar código-fonte]

Base de Kiel, Alemanha (1936).
Construção da base de submarinos de Lorient, França (1942).
Casamata para proteção dos U-Boots na base de St. Nazaire, França (1943).
1 Kptlt. Herbert Kuppisch 20 de novembro de 1940 Kiel
(Alemanha)
31 de dezembro de 1940 Lorient 42
18 053
2 Kptlt. Herbert Kuppisch 9 de janeiro de 1941 Lorient
(França)
19 de fevereiro de 1941 Lorient 42
12 652
3 Kptlt. Herbert Kuppisch 29 de março de 1941 Lorient 18 de abril de 1941 Lorient 21
10 994
4 Kptlt. Herbert Kuppisch 29 de abril de 1941 Lorient 4 de junho de 1941 St. Nazaire 37
26 767
5 Kptlt. Herbert Kuppisch 12 de julho de 1942 St. Nazaire
(França)
16 de agosto de 1942 St. Nazaire 36
6 Oblt. Otto Ites 2 de setembro de 1941 St. Nazaire 15 de outubro de 1941 Kiel 44
29 319
7 Oblt. Otto Ites 12 de janeiro de 1942 Kiel 30 de janeiro de 1942 St. Nazaire 19
8 Oblt. Otto Ites 12 de fevereiro de 1942 St. Nazaire 2 de abril de 1942 St. Nazaire 50
21 809
9 Oblt. Otto Ites 4 de maio de 1942 St. Nazaire 23 de junho de 1942 St. Nazaire 51
30 280
10 Oblt. Otto Ites 3 de agosto de 1942 St. Nazaire 28 de agosto de 1942 afundado 26
Total 368 dias 149 874 t

Navios afundados e danificados[editar | editar código-fonte]

Além da significativa destruição de navios mercante, os ataques do U-94 ocasionaram a morte de 490 tripulantes. Entre os 27 barcos atacados estão listados abaixo as embarcações com maior número de vítimas e de maior tonelagem.

Cayrú antes de 1940 ainda como SS Scanmail.
Data Nome do navio Toneladas Nacionalidade Comboio Vítimas fatais
20 janeiro de 1941 SS Florian[15]
3 174
 Reino Unido
41
30 janeiro de 1941 SS Rushpool[16]
5 125
 Reino Unido Comboio SC-19 (janeiro de 1941)
40
15 setembro de 1941 SS Empire Eland[17]
5 613
Civil Ensign of the United Kingdom.svg Reino Unido [nota 3] Comboio ON-14 (1 - 4 de abril de 1941)
38
15 setembro de 1941 SS Newbury[18]
5 102
 Reino Unido Comboio ON-14 (1 - 4 de abril de 1941)
45
24 fevereiro de 1942 SS Empire Hail[19]
7 005
Civil Ensign of the United Kingdom.svg Reino Unido[nota 4] Comboio ON-66 (fevereiro - março de 1942)
49
9 março de 1942 SS Cayrú[5]
5 152
 Brasil
53
25 março de 1942 MV Imperial Transport[20]
(danificado)
8 022
 Reino Unido Comboio ON-77 (março de 1942)
0
5 junho de 1942 FV Maria da Glória[6]
320
 Portugal
36
10 junho de 1942 SS Ramsay[21]
4 855
 Reino Unido Comboio ONS-100 (8 - 12 de junho de 1942)
40

SS (steam ship) - navio a vapor.
MV (motor vessel) - navio a motor.
FV (Fish vessel) - barco de pesca.

Operações conjuntas de ataque[editar | editar código-fonte]

Durante a Segunda Guerra a Kriegsmarine na Batalha do Atlântico e a Marinha dos Estados Unidos na Guerra do Pacífico utilizaram uma tática de combate para ações conjuntas de seus submarinos conhecida como Rudeltaktik (em alemão) ou Wolf pack (em inglês). A tática copia o modelo de ataque e cerco utilizado por uma mantilha de lobos.[22]

O u-boot U-94 participou de diversas operações de ataque combinado durante a sua carreira que receberam os seguintes codinomes:[7]

  • West (8 de maio de 1941 - 29 de maio de 1941) com a participação de 23 submarinos.
  • Süd (22 de julho de 1941 - 5 de agosto de 1941) 4 u-boots em operação conjunta.
  • Seewolf (5 de setembro de 1941 - 15 de setembro de 1941) atuação de 17 embarcações.
  • Brandenburg (15 de setembro de 1941 - 29 de setembro 1941) 11 submarinos presentes na operação.
  • Robbe (17 de janeiro de 1942 - 24 de janeiro de 1942) 4 u-boots em operação conjunta.
  • Hecht (8 de maio de 1942 - 16 de junho de 1942) 9 subamrinos convicados para a operação conjunta.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Blair, Clay; Hitler's U-boat War, The Hunters, 1939-1942, 1996, Random House ISBN 0394588398.
  • Blair, Clay; Hitler's U-boat War,Vol II The Hunted, 1942-1945, 1998, Random House ISBN 0679457429.
  • Lawrence, Hal; A Bloody War, One Man's Memories of the Canadian Navy, 1939-1945, 1990, McClelland & Stewart ISBN 0933852215.
  • Niestle, Axel; German U-Boat Losses During World War II, Details of Destruction, 1998, United States Naval Institute ISBN 1557506418.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. AB (Ausbildungsboot) - u-boot utilizado em treinamento da tripulação.
  2. FB (Frontboot) - submarino em condição de combate, atuando na linha de frente.
  3. Navio britânico navegando sob as ordens do Ministry of War Transport (MOWT).
  4. Navio britânico navegando sob as ordens do Ministry of War Transport (MOWT).

Referências

  1. a b c Guðmundur Helgason. Type VIIC (em inglês). u-boat.net. Página visitada em 13 de março de 2011.
  2. The Wrecksite. U-94 (+1942) (em inglês). Página visitada em 13 de março de 2011.
  3. Wendy Coble (NHC), Ken Jacobs, & Patrick Clancey. German U-Boat Casualties in World War Two (em inglês). HyperWar Foundation. Página visitada em 13 de março de 2011.
  4. Fernando Almeida, Werner Freitag, David Rayner & Walter Janssens, Horst Schmeisser e Howard Cock. Kriegsmarine and U-Boat history (em inglês). ubootwaffe.net. Página visitada em 13 de março de 2011.
  5. a b The Wreck site. SS Cayru (Cayrú) (+1942) (em inglês). Página visitada em 19 de março de 2011.
  6. a b The Wrecksite. FV Maria da Glória (+1942) (em inglês). Página visitada em 13 de março de 2011.
  7. a b c d e f g Guðmundur Helgason. U-94 (em inglês). u-boat.net. Página visitada em 13 de março de 2011.
  8. National Defence and Canadian Forces. Fourth Dimension, August 28, 1942 (em inglês). The Maple Leaf. Página visitada em 13 de março de 2011.
  9. Navy Department Office of the Chief of Naval Operations Washington (16 de setembro de 1942). Report of the interrogation of survivors from U-94 sunk on August 27, 1942. (em inglês). Página visitada em 13 de março de 2011.
  10. Deutsche Marinesoldaten. Kapitänleutnant Herbert Kuppisch (em alemão). 28 de janeiro de 2002. Página visitada em 20 de março de 2011.
  11. Sentando a Pua. Otto Ites. Página visitada em 20 de março de 2011.
  12. Deutsche U-Boote 1935 - 1945. U-94 (em alemão). u-boat.net. Página visitada em 16 de março de 2011.
  13. Guðmundur Helgason. 7. Unterseebootsflottille (1938 - 1939 Unterseebootsflottille "Wegener") (em inglês). u-boat.net. Página visitada em 16 de março de 2011.
  14. Guðmundur Helgason. Ships hit by U-94 (em inglês). u-boat.net. Página visitada em 14 de março de 2011.
  15. The Wreck site. SS Florian (+1941) (em inglês). Página visitada em 16 de março de 2011.
  16. The Wreck site. SS Rushpool (+1941) (em inglês). Página visitada em 16 de março de 2011.
  17. The Wreck site. SS Empire Eland (+1941) (em inglês). Página visitada em 19 de março de 2011.
  18. The Wreck site. SS Newbury (+1941) (em inglês). Página visitada em 19 de março de 2011.
  19. The Wreck site. SS Empire Hail (+1942) (em inglês). Página visitada em 19 de março de 2011.
  20. Guðmundur Helgason. Imperial Transport, British Motor tanker (em inglês). u-boat.net. Página visitada em 19 de março de 2011.
  21. Guðmundur Helgason. Ramsay, British Steam merchant (em inglês). u-boat.net. Página visitada em 19 de março de 2011.
  22. Domotica.Net. Rudeltaktik. Página visitada em 21 de março de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre U-94