Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de UFRB)
Ir para: navegação, pesquisa
UFRB
Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.jpg
Fundação 3 de julho de 2006 (8 anos)[1]
Tipo de instituição Universidade Pública Federal
Orçamento anual R$ 89 213 882,00 (2010)[2]
Docentes 549 (2012.1)[3]
Total de estudantes 8 514 (2012.1)[3]
Graduação 7 736 (2012.1)[3]
Pós-graduação 778 (2012.1)[3]
Reitor(a) Paulo Gabriel Soledade Nacif
Vice-reitor(a) Sílvio Luiz de Oliveira Soglia
Campi Cruz das Almas, Amargosa, Cachoeira, Cruz das Almas Feira de Santana, Santo Amaro e Santo Antônio de Jesus.
Estado  Bahia
Afiliações AULP e RENEX
Página oficial www.ufrb.edu.br
Vista aérea do Campus da UFRB e ao fundo a cidade de Cruz das Almas.JPG
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) é uma universidade pública brasileira sediada na cidade de Cruz das Almas, com campi[4] em Amargosa, Cachoeira, Feira de Santana, Santo Amaro e Santo Antônio de Jesus, municípios baianos. Sua administração central localiza-se no antigo campus da Escola de Agronomia da Universidade Federal da Bahia (UFBA), sendo a segunda universidade federal instituída no Estado da Bahia. É uma instituição pública autárquica vinculada ao Ministério da Educação (MEC) e influi atividades de ensino, pesquisa e extensão em várias áreas do conhecimento.

É a segunda universidade federal com sede na Bahia, levando-se em consideração que a Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), não obstante tenha campus em Juazeiro, tem a sua sede na cidade de Petrolina, em Pernambuco.

É afiliada a organizações de alcance mundial, como a Associação das Universidades de Língua Portuguesa (AULP), e nacional, como a Rede Nacional de Extensão (RENEX).[5]

História[editar | editar código-fonte]

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia UFRB foi criada pela Lei 11.151 de 29 de julho de 2005, tendo sido inaugurada pelo presidente Lula no ano posterior. Sua administração central localiza-se em Cruz das Almas, no local que antes era a Escola de Agronomia da UFBA, porém a UFRB está presente em várias outras cidades do Recôncavo da Bahia. Juntamente com o campus que se iniciou a UFRB, entraram em funcionamento os campi de Cachoeira, Santo Antônio de Jesus e Amargosa.[1] Em setembro de 2013, foram inaugurados os campi nas cidades de Santo Amaro[6] e Feira de Santana[7] [8] [9] [10] [11] [12] [13] [14] [15] [16]

História da AGRUFBA[editar | editar código-fonte]

No dia 1 de novembro de 1859, Dom Pedro I criou o Imperial Instituto Bahiano de Agricultura (IIBA) no município de São Francisco do Conde. Posteriormente, em 15 de fevereiro de 1877, foi instituída a Imperial Escola Agrícola da Bahia (IEAB) vinculada ao IIBA, sendo essa a antecessora da sede da UFRB. No ano de 1905, a IEAB transforma-se no Instituto Agrícola da Bahia, sendo então administrada pelo Governo do Estado da Bahia, instituindo a Escola Média Teórica e Prática de Agricultura em 1911 e voltando a oferecer curso superior em 1920. Em 1931, a Escola Agrícola da Bahia é transferida para Salvador e em 1943 é transferida novamente para Cruz das Almas denominada como Escola Agronômica da Bahia, passando a fazer parte da UFBA em 1968 com o nome de Escola de Agronomia da Universidade Federal da Bahia (AGRUFBA).[1] [17]

Reitores e vice-reitores[editar | editar código-fonte]

Prédio da Reitoria, no campus de Cruz das Almas
Período
Reitor
Vice-reitor
2006 a 2007
Paulo Gabriel Soledade Nacif (pro tempore)
2007 a 2011
Paulo Gabriel Soledade Nacif Sílvio Luiz de Oliveira Soglia
2011 a 2015
Paulo Gabriel Soledade Nacif Sílvio Luiz de Oliveira Soglia

Cursos oferecidos regularmente[editar | editar código-fonte]

Mapa da Bahia com os municípios com campi existentes (verde escuro) e futuros (verde claro).

A UFRB oferece regularmente 32 cursos de graduação divididos em cinco áreas, sendo dezenove bacharelados, nove licenciaturas e quatro cursos de tecnologia[18] , disponibilizando anualmente 2 160 vagas para o ingresso no nível superior. O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é a única forma de seleção de alunos para esses cursos, não possuindo nenhuma outra fase de vestibular.[19] [20] [18]

Apresentam-se dois cursos do tipo interdisciplinar entre o total de bacharelados, Saúde e Ciências Exatas e Tecnológicas. Essa especificidade de bacharelado fornece uma formação generalizada em determinada área para posteriormente, a critério de escolha do aluno, prosseguir em algum curso vinculado mais específico ou não. O aluno adquire o diploma superior mesmo que não escolha outro curso ao final do primeiro ciclo.[18]

Além dos cursos de graduação, a Universidade dispõe de dois doutorados, sete mestrados acadêmicos, dois mestrados profissionais e vários cursos de especialização "lato sensu" distribuídos por todos os centros de ensino.[21]

Graduação[editar | editar código-fonte]

Centro de Artes, Humanidades e Letras
(CAHL)
(Cachoeira)


  • Bacharelado
Artes VisuaisMultimeios
Ciências Sociais
Cinema e Audiovisual
Comunicação SocialJornalismo
História
Museologia
Serviço Social
  • Licenciatura
• História
  • Tecnológico
Gestão Pública
Centro de Ciência e Tecnologia em Energia e Sustentabilidade
(CETENS)
(Feira de Santana)


  • Bacharelado
• Interdisciplinar em Energia e Sustentabilidade
Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB)
(Cruz das Almas)


  • Bacharelado
Agronomia
Biologia
Engenharia de Pesca
Engenharia Florestal
Medicina Veterinária
Zootecnia
  • Licenciatura
• Biologia
  • Tecnológico
Agroecologia
Gestão Ambiental
Gestão de Cooperativas
Centro de Ciências da Saúde
(CCS)
(Santo Antônio de Jesus)


  • Bacharelado
• Interdisciplinar em Saúde (BIS)
Enfermagem (Ingresso exclusivo pelo BIS)
Nutrição (Ingresso exclusivo pelo BIS)
Psicologia (Ingresso exclusivo pelo BIS)
Medicina (Ingresso exclusivo pelo BIS)
Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas
(CETEC)
(Cruz das Almas)


  • Bacharelado
• Ciências Exatas e Tecnológicas (BCET)
Engenharia Sanitária e Ambiental
Engenharia Mecânica (Ingresso exclusivo pelo BCET)
Engenharia Civil (Ingresso exclusivo pelo BCET)
Engenharia da Computação (Ingresso exclusivo pelo BCET)
Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas
(CECULT)
(Santo Amaro)


  • Bacharelado
• Interdisciplinar em Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas


Centro de Formação de Professores
(CFP)
(Amargosa)


  • Licenciaturas
Educação do Campo
Educação Física
Filosofia
Física
LetrasLíngua Brasileira de Sinais
Matemática
Pedagogia
Química
Tecnólogo em Agroecologia

Pós-graduação[editar | editar código-fonte]

Centro de Artes, Humanidades e Letras
(CAHL)
(Cachoeira)


  • Mestrado (stricto sensu)
• Ciências Sociais: Cultura, Desigualdades e Desenvolvimento
  • Mestrado Profissional (stricto sensu)
• História da África, da Diáspora e dos Povos Indígenas
  • Especialização (lato sensu)
• História da África, da Cultura Negra e do Negro no Brasil
• Teorias e Métodos da História
Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB)
(Cruz das Almas)


  • Doutorado (stricto sensu)
Ciências Agrárias
• Engenharia Agrícola
  • Mestrado (stricto sensu)
• Ciências Agrárias
Ciência Animal
• Engenharia Agrícola
Microbiologia Agrícola
Recursos Genéticos Vegetais
Solos e Qualidade de Ecossistemas
  • Mestrado profissional (stricto sensu)
• Defesa Agropecuária
• Gestão de Políticas Públicas e Segurança Social
  • Especialização (lato sensu)
• Sociedade, Inovação e Tecnologia Social
Centro de Ciências da Saúde
(CCS)
(Santo Antônio de Jesus)


  • Especialização (lato sensu)
• Residência em Nutrição Clínica com Ênfase em Pediatria e em Terapia Intensiva
Centro de Ciências Exatas e Tecnologia
(CETEC)
(Cruz das Almas)


  • Mestrado profissional (stricto sensu)
• Matemática (PROFMAT)
Centro de Formação de Professores
(CFP)
(Amargosa)


  • Mestrado profissional (stricto sensu)
• Educação do Campo
  • Especialização (lato sensu)
Educação e Interdisciplinaridades
• Educação do Campo e Desenvolvimento Territorial do Semi-árido Brasileiro

Referências

  1. a b c História da UFRB. Página visitada em 17 de outubro de 2010.
  2. Orçamentos da UFRB entre 2006 e 2010 (PDF). Página visitada em 17 de outubro de 2010.
  3. a b c d UFRB em números (PDF). Página visitada em 12 de julho de 2012.
  4. Usualmente, a forma plural de campus é campi (em itálico).Em torno das grafias CAMPUS , CAMPUS e CÂMPUS
  5. Lista de instituições brasileiras afiliadas à AULP. Página visitada em 26 de julho de 2009.
  6. UFRB empossa diretores dos novos campi de Feira de Santana e Santo Amaro. Página visitada em 29 de novembro de 2013.
  7. Feira terá campus da UFRB
  8. Confirmado: Feira de Santana terá campus da UFRB
  9. Reitor da UFRB, Paulo Gabriel Nacif, comenta em entrevista sobre greve dos servidores, instalação do Campus em Feira e expansão da universidade, acessado em 16 de agosto de 2011
  10. Dilma Rousseff assina em Brasília extensão da UFRB em Feira de Santana, acessado em 16 de agosto de 2011
  11. UFRB trará novos cursos para Feira de Santana, Alagoinhas Notícias
  12. Dirigentes da UFRB estarão em Feira de Santana
  13. UFRB trará novos cursos para Feira de Santana
  14. UFRB trará novos cursos para Feira de Santana
  15. Projeto do novo campus da UFRB em Feira De Santana será apresentado dia 10 de abril
  16. Dirigentes da UFRB estarão em Feira de Santana nesta terça-feira. Confira notícias da PMFS
  17. História da AGRUFBA. Página visitada em 18 de outubro de 2010.
  18. a b c Um pouco sobre os cursos da UFRB. Página visitada em 18 de outubro de 2010.
  19. Lista de cursos da UFRB. Página visitada em 18 de outubro de 2010.
  20. Vagas e turnos dos cursos de graduação da UFRB. Página visitada em 18 de outubro de 2010.
  21. Lista de cursos de pós-graduação da UFRB. Página visitada em 18 de outubro de 2010.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]