USS Wasp (CV-7)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wiki letter w.svg
Por favor melhore este artigo, expandindo-o. Mais informação pode ser encontrada no artigo «USS Wasp (CV-7)» na Wikipédia em inglês e também na página de discussão. (dezembro de 2014)
USS Wasp (CV-7)
USS Wasp entrendo em Hampton Roads
Carreira   Bandeira da marinha que serviu Estados Unidos
Operador Marinha dos Estados Unidos
Data de encomenda 19 de setembro de 1935
Construção 1936-40
Estaleiro "Bethlehem Shipbuilding Co.", Quincy, Massachusetts
Batimento de quilha 1 de abril de 1936
Lançamento 4 de abril de 1939
Comissionamento 25 de abril de 1940
Comandante(s) Capitão John W. Reeves, Jr.
Estado Retirado do registro em 15 de setembro de 1942
Fatalidade Afundado pelo submarino I-19 da Marinha Imperial Japonesa em 15 de setembro de 1942
Características gerais
Tipo de navio Navio aeródromo
Classe '"Classe Wasp"
Deslocamento 19 423 t (42 800 000 lb)
Largura 33 m (108 ft)
Comprimento 210 m (689 ft)
Boca 24,61 m (80,7 ft)
Calado 6,1 m (20,0 ft)
Propulsão 2 x turbinas a vapor Parsons
6 x caldeiras com 565 PSI
2 x hélices
75 000 hp (55 900 kW)
Velocidade 29,5 kn (54,7 km/h)
Autonomia 12 000 m.n. (22 200 km) à 15 kn (27,8 km/h)
Armamento 8 x canhões de 127 mm (5,00 in)
16 x canhões anti-aéreos de 28 mm (1,10 in)
24 x metralhadoras de 12,7 mm (0,500 in)
Sensores Radar CXAM-1
Aeronaves + 100
Equipamentos especializados 3 elevadores
4 x catapultas hidráulicas (2 no convés de voo e 2 no convés do hangar)
Tripulação 1800 oficiais e homens (no tempo de paz)
2167 (mobilização de guerra)
Notas
Fonte: uscarriers.net[1]

USS Wasp (CV-7) foi um porta-aviões da Marinha dos Estados Unidos e o oitavo navio desta marinha a ostentar este nome. Participou da II Guerra Mundial no Atlântico e no Pacífico, sendo afundado por um submarino japonês nas Ilhas Salomão, em setembro de 1942.

História[editar | editar código-fonte]

Lançado ao mar em abril de 1939, participou do desembarque de aviões e soldados na Islândia em agosto de 1941, ainda sem participar efetivamente da guerra e quatro meses antes de ataque a Pearl Harbor, uma medida de prevenção tomada pelos EUA contra uma invasão nazista da ilha, liberando forças britânicas para atuarem em locais mais necessários à sua defesa, como parte do plano de ajuda que os norte-americanos já prestavam à Grã Bretanha nesta fase da guerra. No período seguinte, até a entrada do país na II Guerra Mundial, o USS Warp participou de patrulhase treinamentos na costa dos Estados Unidos e no Caribe, de maneira a proteger a neutralidade americana na guerra e os comboios de navios mercantes no Atlântico Norte.

Com o início da Guerra do Pacífico, o Wasp, ainda no Atlântico, se tornou o primeiro porta-aviões a receber em seu convés um avião britânico, quando se encontrava na base naval escocesa de Scapa Flow. Em abril e maio de 1942, atravessou o Estreito de Gibraltar para ajudar os britânicos lançando aviões Spitfire de seu convés para reforçar a defesa da ilha de Malta, no Mar Mediterrâneo, atacada dia e noite pela Luftwaffe alemã.

Em maio, enquanto o Wasp ajudava a mandar aviões britânicos para Malta, no Oceano Pacífico aconteciam as batalhas do Mar de Coral e logo depois a de Midway, que terminaram deixando os Estados Unidos com apenas dois porta-aviões operacionais em toda o oriente, se tornando imperativo que o Wasp rumasse para aquele teatro de guerra.

Voltando rapidamente para o porto de Norfolk, na costa leste americana, para alguns reparos e melhorias, o Wasp partiu em seguida para o Pacífico atravessando o Canal do Panamá em 10 de junho e aportou em San Diego, aonde procedeu ao embarque do restante dos aviões que compunham sua equipagem e dali se dirigiu ao sul do Pacífico, liderando a escolta de transportes anfíbios que carregavam um regimento de Marines para a guerra.

Em julho de 1942, enquanto o Wasp se dirigia ao Pacífico Sul, os japoneses desembarcaram na ilha de Guadalcanal e o comando aliado planejou expulsá-los dali antes que se estabelecessem mais firmemente no arquipélago das Salomão, do qual Guadalcanal faz parte. Junto com os porta-aviões USS Saratoga e USS Enterprise, sob o comando do almirante Frank Fletcher, o Wasp integrou a força tarefa de apoio aéreo às tropas de invasão.

Em 15 de setembro, enquanto escoltava e dava cobertura aérea a navios transportando mais tropas para Guadalcanal junto com o USS Hornet, os dois únicos porta-aviões norte-americanos no Pacífico naquele momento da guerra, o Wasp foi localizado pelo submarino submarino japonês I-19 em patrulha na região e recebeu uma salva de três torpedos no casco às 14:45 da tarde. Dois outros torpedos da mesma salva de tiros, num lance de grande sorte dos japoneses, atingiram um encouraçado e um destróier da esquadra que navegavam à distância do Wasp, afundando o segundo.

As explosões jogaram aviões do convés na água e criaram um grande incêndio a bordo, atravessando os hangares e o interior do navio. Os tanques de água existentes para combater incêndios a bordo se tornaram inúteis porque foram despedaçados pelos torpedos. Com a explosão de tanques de combustível, o mar em volta do porta-aviões começou a pegar fogo e o comandante Sherman deu ordens de abandonar o navio, que já adernava.

Os barcos de apoio resgataram 1.946 oficiais e marinheiros que conseguiram abandonar o navio junto com seu comandante. As 21:00, carregando apenas os corpos dos que não sobreviveram ao ataque, o USS Wasp afundou no Oceano Pacífico.

Honrarias e condecorações[editar | editar código-fonte]

"A" Device
Bronze star
Bronze star
American Defense Service Medal com insígnia "A" | American Campaign Medal
European-African-Middle Eastern Campaign Medal
com uma estrela de serviço
Asiatic-Pacific Campaign Medal
com uma estrela de serviço
World War II Victory Medal

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.