Uccle

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Flag of Belgium (civil).svg  Uccle
3557uccleTownHall.jpg
Prefeitura de Uccle
UkkelLocatie.png
Localização do município na região de Bruxelas
Brasão Bandeira
Uccle Blason.png Flag of Uccle.svg
Geografia
Região Bruxelas-Capital
Distrito
Coordenadas 50° 48' N, 4° 20' E
Área 22.91 km²
Demografia
População
– Homens
– Mulheres
Densidade
75.954 (1° de janeiro de 2006)
45,83%
54,17%
hab./km2
Faixa Etária
0–19 anos
20–64 anos
65 anos ou mais
(1° de janeiro de 2006)
22%
58,6%
19,5%
Estrangeiros 20.834% (1° de janeiro de 2008)
Economia
Desemprego 12,2%% (1° de janeiro de 2006)
Renda per capita 14.339 Euros
Política
Prefeito (burgomestre) Armand De Decker
Coalizão/Partido MR
Vereadores (escabinos) 41
Código Postal
Código Postal deelgemeenten/entités (submunicípios)
1180
Outras informações
Código telefônico 02
Código NIS 21016
Website www.uccle.be

Uccle (francês) ou Ukkel (neerlandês) é uma das 19 comunas que compõem a Região de Bruxelas-Capital, na Bélgica.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Origens ao século XIX[editar | editar código-fonte]

De acordo com a lenda, a Igreja de São Pedro em Uccle foi dedicada ao Papa Leão III, no ano de 803, e Carlos Magno e Gerbald, bispo de Liège, compareceram à cerimônia. Durante os séculos seguintes, várias famílias nobres construíram suas mansões e castelos aqui.

Em 1467, Isabel de Portugal, esposa de Filipe III, Duque de Borgonha, fundou um convento franciscano no território. Mais tarde, Uccle tornou-se a capital judiciária da área, incluindo Bruxelas.[1]

Nos primeiros anos de sua história, o vilarejo de Uccle sempre teve um caráter predominantemente rural, vivendo do comércio de seus produtos de engenharia florestal e agricultura.[1]

Século XIX e XX[editar | editar código-fonte]

No final do século XVIII, poucos anos depois da Revolução Francesa, Uccle juntou-se a territórios vizinhos, formando uma comuna, com seu próprio prefeito e assembléia municipal.[1] Entretanto, somente em 1828, as autoridades holandesas permitiram a construção de sua primeira prefeitura.[1] À época, Uccle passava por um tempo de prosperidade econômica e crescimento, estimulados pelas duas principais estradas que ligavam Bruxelas ao sul industrial.[1]

Em 1866, após as epidemias de cólera que devastaram a Bélgica, foi fundado o cemitério de Dieweg, o qual cria uma atmosfera romântica com sua mistura de árvores e pedras antigas.

Uma nova e maior prefeitura foi erguida entre 1872 e 1882.[1] O banqueiro e filantropo Georges Brugmann contribuiu bastante para a urbanização da cidade, antes da virada do século. No começo do século XX, Michel van Gelder criou uma nova raça de galinhas, a d'Uccle, nomeada a partir do município.

Apesar da então acelerada taxa de construções, Uccle conseguiu manter várias de suas áreas verdes intactas, as quais atraem os habitantes mais ricos da área de Bruxelas.

Hoje[editar | editar código-fonte]

Atualmente, Uccle permanece sobretudo como uma área residencial, mas que contém muitos parques e áreas florestais, tais como o Parque de Wolvendael e a floresta de Verrewinkel. O município está situado imediatamente a oeste do famoso Bois de la Cambre.[1]

A área perto da Igreja de São Pedro e da prefeitura são as duas partes mais antigas de Uccle, cheias de lojas e pubs.

A estação meteorológica nacional da Bélgica e o Real Observatório da Bélgica estão localizados no município.

Nomes ilustres[editar | editar código-fonte]

Cidades-irmãs[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Uccle

Referências