Ugo Giorgetti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ugo César Giorgetti (São Paulo, 1942) é um cineasta brasileiro.

Trabalha como roteirista e diretor de filmes publicitários desde 1966, a princípio nas agências Alcântara Machado, C&N, Denison e Proeme, mais tarde nas produtoras Cia. de Cinema, Frame e Espiral.

No início dos anos 1970 realizou dois curtas-metragens sobre aspectos da cidade de São Paulo. Seu primeiro longa, "Quebrando a Cara", iniciado em 1977 mas lançado apenas em 1986, é um documentário, rodado em 16 mm, sobre a carreira e as lutas do boxeador Éder Jofre [1] .

"Jogo Duro", primeiro longa de ficção de Giorgetti, conta a história de um grupo de marginalizados que disputam a ocupação de uma casa em bairro nobre de São Paulo [2] . "Festa" recebeu o prêmio de Melhor Filme no Festival de Gramado de 1989.

Em 2004, a Coleção Aplauso Cinema Brasil, da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, publicou o volume "Ugo Giorgetti - o sonho intacto", de Rosane Pavam [3] . Desde 2006, Giorgetti assina uma coluna semanal sobre futebol nas edições de domingo do jornal O Estado de São Paulo.

Filmografia[4] [editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Dados biográficos retirados de MIRANDA, Luiz Felipe: "Dicionário de Cineastas Brasileiros", Art Editora, São Paulo, 1990, p. 156
  2. perfil de Ugo Giorgetti no "Quem é Quem no Cinema" da Filme B. Página visitada em 12/06/2009.
  3. Detalhes do livro de Rosane Pavam no sítio da 2001. Página visitada em 12/06/2009.
  4. RAMOS, Fernão (org.): "Enciclopédia do Cinema Brasileiro", editora SENAC, São Paulo, 2000, p. 269-270
Ícone de esboço Este artigo sobre cineastas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.