Ulianópolis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Ulianópolis
Praça de Ulianópolis

Praça de Ulianópolis
Bandeira de Ulianópolis
Brasão de Ulianópolis
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 13 de dezembro
Fundação 1993
Gentílico ulianopoliense ou ulianopolense
Lema Unidos Pela Vontade do Povo
Prefeito(a) Davi Resende (PTB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Ulianópolis
Localização de Ulianópolis no Pará
Ulianópolis está localizado em: Brasil
Ulianópolis
Localização de Ulianópolis no Brasil
03° 45' 21" S 47° 30' 03" O03° 45' 21" S 47° 30' 03" O
Unidade federativa Pará Pará
Mesorregião Sudeste Paraense IBGE/2008 [1]
Microrregião Paragominas IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Dom Elizeu, Paragominas
Distância até a capital 400 km
Características geográficas
Área 5 081,069 km² [2]
População 43 345 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 8,53 hab./km²
Altitude 130 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,604 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 239 769,145 mil IBGE/2012[5]
PIB per capita R$ 5 103,75 IBGE/2012[5]
Página oficial

Ulianópolis é um município brasileiro do estado do Pará, localizado na região do Rio Capim, as margens da Rodovia BR-010, que liga Belém a Brasília.

História[editar | editar código-fonte]

O processo de colonização da área que hoje é o município de Ulianópolis iniciou-se no ano de 1958, quando os pioneiros montaram seu acampamento sob um pé de Cumarú, próximo a um riacho, que na época pensavam ser o Rio Gurupí (rio que estabelece a divisa entre o Estado do Pará e Maranhão), mais tarde descobriu-se que aquele pequeno curso d'água era apenas um afluente do Gurupí, a partir de então o pequeno riacho recebeu o nome de rio Gurupizinho. Entre os responsáveis pelo acampamento estava o herói da Bélem-Brasília, o Engenheiro Bernardo Sayão[6] .

O município leva o nome de uma das famílias que vieram para a Amazônia atraídas pelos grandes projetos implantados na década de 60, que facilitava a aquisição de terras na região. Famílias como a dos Uliana que ocuparam a área onde, hoje, está localizado o município de Ulianópolis e que no passado era chamada de Gurupizinho dos Capixabas. As obras de abertura da rodovia Belém-Brasília trouxeram imigrantes de várias partes do País, principalmente, do Espírito Santo e Maranhão. Aos poucos, a região foi ocupada por causa da exploração da madeira, na década de 80. Nesse período, a atividade madeireira era tão forte que 20 serrarias foram instaladas na região. O crescimento já era um fato. Foi então que, em 1988, começou um movimento de emancipação e, quatro anos depois, Ulianópolis tornou-se independente de Paragominas.


Formação administrativa[editar | editar código-fonte]

Elevada a categoria de município com a denominação de Ulianópolis, pela lei estadual nº 5679, de 13 de dezembro de 1991, desmembrado do município de Paragominas. Sede no antigo distrito de Ulianópolis. Constituído distrito sede, instalado no dia 1 de janeiro de 1993.

População[editar | editar código-fonte]

No início do ano de 2010, constava no site do IBGE 36.020 (trinta e seis mil e vinte) habitantes. Mas, o IBGE atualizado fornece o dado de que o município têm uma população de aproximadamente 43.341 (Quarenta e três mil, trezentos e quarenta e cinco) habitantes. Para 2013 estima-se que a população tenha um crescimento populacional para 49.972.

fonte: [7]

Economia[editar | editar código-fonte]

A base econômica de Ulianópolis deu-se inicialmente pelo extrativismo vegetal, que foi substituído pela agropecuária. O rebanho bovino do município já chegou a contabilizar mais de 100 mil cabeças de gado, com o aproveitamento para o abate, produção de leite e derivados. Na agricultura destacam-se as plantações de milho, arroz, soja, pimenta-do-reino e cana-de-açúcar; a cidade é a única produtora estadual de açúcar e biocombustível. Há também algumas firmas terceirizadas da Vale, como a Enflora e Enflors, atuando no reflorestamento para a extração vegetal. A agricultura familiar é bastante expressiva no município, a produção de mel através de técnicas de apicultura está sendo difundida nas colônias e assentamentos. A indústria ainda não tem expressividade no município, destacando-se a produção de açúcar e biocombustível na empresa Pagrisa além de algumas serrarias como SOMA, Jovel, a fábrica de Compensados SOPLAC/Uliana e outras. No comércio há supermercados e lojas locais de grande porte como o Supermercado O Coringão, Comercial Silva, Comercial Ribeiro, Supermercado Bom Preço, Loja Centro, Thaíres Móveis, Aliança Calçados e futuramente a presença da Empresa Susano "Papel e Celulose". O núcleo urbano conta ainda com uma agência do Banco do Brasil, Bradesco, uma agência dos Correios além de uma casa lotérica.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Por ter uma formação quase que totalmente imigratória, Ulianópolis não possui muitas manifestações culturais próprias, as mais expressiva são:

Festa do Sagrado Coração de Jesus, que acontece anualmente em junho, São quase 10 dias de festividade, com rezas, missas, novenas e arraial;

O Agrofest Milho, Se tornou em 2013 a maior feira aberta ao público do estado do Pará, o evento é realizado desde o ano de 2001, com grande aceitação do público, geralmente ocorre durante sete dias seguidos (não tem data fixa para sua realização, podendo ser comemorado entre o período de junho ou julho);

O Aniversário da Cidade é outro evento de grande movimentação de pessoas, além dos moradores, pessoas de cidades vizinhas participam da comemoração, que geralmente ocorre no período de três a quatro dias corridos;

Outro evento que tornou-se popular, é a relização do Desfile Escolar no mês de setembro, onde as escolas expõem suas principais temáticas trabalhadas anualmente, neste evento os municípes prestigiam seus filhos e filhas desfilando e apresentando os trabalhos das escolas, assistem também a apresentação das bandas fanfarras que tocam no decorrer do evento.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 03º44'31" sul e a uma longitude 47º29'41" oeste, estando a uma altitude de 130 metros. Situa-se na microrregião de Paragominas, mesorregião do Sudeste Paraense. Sua população estimada em 2007 era de 31 881 habitantes. Possui uma área de 5103,669 km².

Clima[editar | editar código-fonte]

Ulianópolis possui um clima Tropical úmido de monção[8] , tipo Am (Classificação de Kõppen), temperatura média anual oscilando entre 26° a 27°C - Máxima de 33°C, e mínima de 22° a 23°C. Sendo que seu período chuvoso vai desde o mês de novembro até abril (100 a 125 dias de chuva), com índice pluviométrico variando de 2.250 a 2.500mm.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 21 de setembro de 2013.
  5. a b PIBMunicipal2008-2012 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 19 dez. 2014.
  6. https://pt.wikipedia.org/wiki/Bernardo_Sai%C3%A3o_Carvalho_de_Ara%C3%BAjo
  7. http://www.ibge.gov.br/cidadesat/painel/painel.php?codmun=150812# site acessado em: 14 de Abril de 2011
  8. http://pt.wikipedia.org/wiki/Clima_tropical
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Pará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.